Artigo - Open Access.

Idioma principal

USO DE ACP PARA EXPLICAR A RELAÇÃO DE FATORES METEOROLÓGICOS E MATERIAL PARTICULADO NO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ (SP)

LIMA, Marla Rubia Garcia de; RISSI, Nathália Morgana; NOGAROTTO, Danilo; POZZA, Simone Andréa;

Artigo:

Sabe-se que os fatores meteorológicos estão diretamente relacionados com o comportamento dos poluentes atmosféricos segundo determinadas particularidades que variam de acordo com a região. Este trabalho estudou a influência de algumas variáveis meteorológicas (temperatura, velocidade do vento e umidade relativa) na variação de concentração do Material Particulado inalável (MP10) no município de Jundiaí (SP). A relação entre as variáveis meteorológicas e o MP10 foi estudada pela Análise de Componentes Principais (ACP). Obteve-se que, com 3 Componentes Principais, foi explicado mais de 90% da variabilidade dos dados. Além disso, encontrou-se que o MP10 e umidade relativa têm mais forte correlação em relação às demais variáveis.

Artigo:

Palavras-chave: Fatores meteorológicos, Material particulado, ACP,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-qa-009-4858

Referências bibliográficas
  • [1] CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Qualidade do Ar – Poluentes - Material Particulado. Disponível em: http://www.cetesb.sp.gov.br/ar/Informa??es-B?sicas/21-Poluentes. Acesso em: 15 de Março de 2016.
  • [2] CETESB- Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Série de Relatórios: Qualidade do ar no Estado de São Paulo. São Paulo, 2014. 136 p.
  • [3] DOMINICK, D., JUAHIR, H., LATIF, M. T., ZAIN, S. M., ARIS, A. Z. Spatial assessment of air quality patterns in Malaysia using multivariate analysis. Atmospheric Environment 60, p. 172-181, 2012.
  • [4] IBGE. Frota de 201 Fundação Instituto de Geografia e Estatística, dados referentes ao município de Jundiaí. Disponível em: . Acesso em: 16 de Abril de 2016.
  • [5] JOHNSON, R. A., WICHERN, D. W. Applied Multivariate Statistical Analysis. 1st edition. Prentice-Hall., 1982, 594 p.
  • [6] QUALAR- Qualidade do ar no Estado de São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 14 de Abril de 201
  • [7] R Development Core Team (2015). R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. Disponível em: . Acesso em: 18 de março de 2016.
  • [8] RIBEIRO JUNIOR, P. J. Introdução ao Ambiente Estatístico R. 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 de Março de 2016.
  • [9] STATHEROPOULOS, M., VASSILIADIS, N., PAPPA, A. Principal Component and Canonical Correlation analysis for examining air pollution and meteorological data. Atmospheric Environment v. 32, No. 6, p. 1087-1095, 1998.
  • [10] VARDOULAKIS, S., KASSOMENOS, P. Sources and factors affecting PM10 levels in two European cities: Implications for local air quality management. Atmospheric Environment 42, p. 3949-3963, 2008.
Como citar:

LIMA, Marla Rubia Garcia de; RISSI, Nathália Morgana; NOGAROTTO, Danilo; POZZA, Simone Andréa; "USO DE ACP PARA EXPLICAR A RELAÇÃO DE FATORES METEOROLÓGICOS E MATERIAL PARTICULADO NO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ (SP)", p. 621-625 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-qa-009-4858

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações