Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Uma caracterização da indústria brasileira de bebidas: evidências empíricas recentes (2010-2014)

A characterization of the Brazilian beverage industry: recent empirical evidence (2010-2014)

RIBEIRO, Cássio Garcia; COUTO, Maria Carolina do Amaral; TOMAZ, Nicolas Cáiron; FREITAS, Gabriel Vilela Resende; ARANTES, Ana Caroline Freitas;

Artigo Completo:

A finalidade deste estudo é apresentar uma caracterização da indústria brasileira de bebidas no período recente (2010 – 2014). Trata-se de um segmento industrial com uma participação importante na indústria de transformação. A fabricação de bebidas, segmento industrial que ocupa a divisão 11 da CNAE 2.0, está na décima posição do ranking da indústria de transformação no ano de 2014, considerando como parâmetro a variável Valor da Transformação Industrial (VTI). Não obstante a importância dessa indústria, constatou-se uma escassez na literatura em relação à indústria de bebidas do país, o que justifica a realização do presente estudo. Do ponto de vista metodológico este artigo se apoia em pesquisa bibliográfica e coleta e análise de dados secundários das seguintes bases de dados oficiais: Pesquisa Industrial Anual (PIA), Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e Pesquisa de Inovação (Pintec).

Artigo Completo:

The purpose of this study is to present a characterization of the Brazilian beverage industry in the recent period (2010 - 2014). It is an industrial segment with a significant share of the manufacturing industry. Beverage manufacturing, industrial segment occupying division 11 of CNAE 2.0, is in tenth place in the transformation industry ranking in 2014, considering as variable the Value of Industrial Transformation (VTI). Despite the importance of this industry, there was a shortage in the literature in relation to the country's beverage industry, which justifies the accomplishment of the present study. From a methodological point of view, this study relies on bibliographic research and the collection and analysis of secondary data from the following official databases: Annual Industrial Survey (PIA), Annual Social Information Relation (RAIS) and Innovation Research (Pintec).

Palavras-chave: indústria de bebidas, caracterização, bases de dados brasileira,

Palavras-chave: Beverage industry, description, Brazilian databases,

DOI: 10.5151/enei2017-05

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL – ABDI. Disponível em: . Acesso em fevereiro de 2017.
  • [2] ALMEIDA, S. W. de. Estudo da inovação na indústria brasileira de alimentos e bebidas. 2014. 151 páginas. Dissertação (Mestrado em Nutrição e Alimentos) – Instituto Tecnológico de Alimentos para a Saúde. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo.
  • [3] BALASSIANO, M.; SEABRA, A. A. de; LEMOS, A. H. Escolaridade, salários e empregabilidade: tem razão a teoria do capital humano?. Revista de Administração Contemporânea, v. 9, n. 4, p. 31-52, 2005.
  • [4] BRESSER-PEREIRA, L. C. The Dutch Disease and Its Neutralization: a Ricardian Approach. Revista de Economia Política, Vol. 28, N.1, 2008.
  • [5] BRESSER-PEREIRA, L. C. Reindustrialização como projeto nacional. Le Monde Diplomatique Brasil. Outubro: 4- 201
  • [6] CERVIERI JÚNIOR, O.; TEIXEIRA JÚNIOR, J. R.; GALINARI, R.; RAWET, E. L.; SILVEIRA, C. T. J. da. O setor de bebidas no Brasil. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n. 40, 2014.
  • [7] DE NEGRI, F.; CAVALCANTE, L. R. Análise dos dados da PINTEC 2011. Disponível em: . Acesso em fevereiro de 201
  • [8] FEDERAÇÃO DE COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO. Disponível em: . Acesso em março de 2017.
  • [9] IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Classificações. Disponível em . Acesso em outubro de 2016.
  • [10] IBGE. Pesquisa Industrial Anual (RAIS). Brasília: vários anos. Disponível em: .
  • [11] IBGE e FINEP. Pesquisa de inovação Tecnológica – PINTEC. Rio de Janeiro: vários anos. Disponível em: .
  • [12] MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO (MTE). Relatório anual de informações sociais (RAIS). Informações sobre Trabalhadores empregados. Brasília: vários anos. Disponível em: .
  • [13] OREIRO, J. L.; FEIJÓ, C. A. Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro. Revista de Economia Política, São Paulo, v.30, n.2, p. 219-232, 2010.
  • [14] RAUEN, A. T. Taxa de inovação à luz da teoria neoschumpeteriana. IPEA, 2015. Disponível em: . Acesso em fevereiro de 2017.
  • [15] ROSA, S. E. S. da; COSENZA, J. P.; LEÃO, L. T. de S. Panorama do setor de bebidas no Brasil. 2006. Disponível em: . Acesso em fevereiro de 2017.
  • [16] SILVA, J. A. A Questão da Desindustrialização no Brasil. Revista Economia & Tecnologia, Curitiba, v. 10, n. 1, p. 45-75, jan/mar 2014.
Como citar:

RIBEIRO, Cássio Garcia; COUTO, Maria Carolina do Amaral; TOMAZ, Nicolas Cáiron; FREITAS, Gabriel Vilela Resende; ARANTES, Ana Caroline Freitas; "Uma caracterização da indústria brasileira de bebidas: evidências empíricas recentes (2010-2014)", p. 74-91 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/enei2017-05

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações