Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Trajetória da indústria de transformação nos anos 2000 e o papel das políticas públicas no contexto de reindustrialização e seus novos paradigmas tecnológicos

Trajectory of the manufacturing industry in the 2000s and the role of public policies in the context of reindustrialization and its new technological paradigms

Soares, Morgane Lara da Cunha;

Artigo:

O presente artigo tem como propósito identificar e avaliar a performance da indústria de transformação no Brasil nos anos 2000, e assim apontar políticas públicas que possam contribuir para o processo de reindustrialização e seus novos paradigmas tecnológicos. Para a viabilização da pesquisa, adotou-se como uma metodologia articulada, tanto de caráter histórico, qualitativo e quantitativo, para a geração de informações mais robustas. No que tange a coleta de informações quantitativas, foram realizadas pelos seguintes bancos de dados: COMTRADE, IPEA, PIA/IBGE, RAIS/MTE, TIVA/OCDE e WDI. Desse modo, constatou: i) crescente perda de participação da indústria de transformação no PIB e no emprego total ao longo das últimas décadas; ii) instabilidades na produtividade; iii) perda de mark-up na indústria; e iv) aprofundamento da dependência externa de produtos tecnológicos. Diante dessa frágil situação da indústria, que acarreta prejuízos por toda a sociedade (como emprego, renda, crescimento sustentável) é necessário arquitetar um novo projeto desenvolvimentista (de acordo com os paradigmas tecnológicos atuais) com políticas públicas compatíveis, coerentes e que visem alavancar setores estratégicos da indústria de transformação, como o segmento de semicondutores, nos quais são considerados estratégicos para o desenvolvimento econômico, sendo vetor de inovações que serão aplicadas nas demais indústrias.

Artigo:

This article aims to identify and evaluate the performance of the manufacturing industry in Brazil in the 2000s, and thus point out public policies that can contribute to the reindustrialization process and its new technological paradigms. For the feasibility of the research, it was adopted as an articulated methodology, both historical, qualitative and quantitative, to generate more robust information. Regarding the collection of quantitative information, the following databases were followed: COMTRADE, IPEA, PIA / IBGE, RAIS / MTE, TIVA / OECD and WDI. Thus, it found: i) growing loss of participation of the manufacturing industry in GDP and in total employment over the last few decades; ii) instabilities in productivity; iii) loss of mark-up in the industry; and iv) deepening of external dependence on technological products. Given this fragile situation of the industry, which causes damage throughout society (such as employment, income, sustainable growth), it is necessary to devise a new developmental project (according to current technological paradigms) with compatible public policies, and aimed at leveraging strategic sectors of the transformation industry, such as the semiconductor segment, in which they are considered strategic for economic development, being a vector of innovations that will be applied in other industries.

Palavras-chave: industrialização, desindustrialização, Semicondutores, dependência tecnológica e reindustrialização,

Palavras-chave: industrialization, deindustrialization, semiconductors, technological dependence and reindustrialization,

DOI: 10.5151/vi-enei-804

Referências bibliográficas
  • [1] -Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA)- Anuário estatístico. Brasília-DF. 2020. Disponível em: < anuario.pdf (anfavea.com.br)>. Acesso em: 15 de julho de 2020.
  • [2] -BARAN, R. & LEGEY, L.F.L. Veículos elétricos: história e perspectivas no Brasil. XIII Congresso brasileiro de energia. Novembro de 2010. Disponível em: < BS 33 Veículos elétricos - história e perspectivas no Brasil_P.pdf (bndes.gov.br)>. Acesso em: 20 de julho de 2021.
  • [3] -BIANCHETTI, M. Oito empresas produzirão baterias de lítio em Minas Gerais. Diário do Comércio. 15 de dezembro de 2020. Disponível em: < Oito empresas produzirão baterias de lítio em Minas - Diário do Comércio (diariodocomercio.com.br)> . Acesso em: 16 de agosto de 2021.
  • [4] -Brasil pode ter a maioria de carros elétricos e híbridos até 2035, diz ANFAVEA. O Estado de São Paulo. 16 de agosto de 2021. Disponível em: < Brasil pode ter a maioria de carros elétricos e híbridos até 2035, diz Anfavea | novaCana.com>. Acesso em: 16 de agosto de 2021.
  • [5] - CASTRO, B. H. R., BARROS, D. C., & VEIGA, S. G. (2013). Baterias automotivas: panorama da indústria no Brasil, as novas tecnologias e como os veículos elétricos podem transformar o mercado global. BNDES Setorial, mar. p. 443-496.
  • [6] -DI SERIO, L.C; SAMPAIO, M.; e PERERIRA, S.C.F. A evolução dos conceitos de logística: um estudo na cadeia automobilística no Brasil. RAI- revista de administração e inovação, vol.4, núm. 1, 2007, pp.125-141. Universidade de São Paulo (USP).
  • [7] -FOGAÇA, J. R. V. “História das pilhas”. Brasil escola. Disponível em: < História das pilhas. História das primeiras pilhas - Brasil Escola (uol.com.br)>. Acesso em: 15 de julho de 2021.
  • [8] -KISCHNER,P; VIEGAS, T.O.C. Política industrial para o setor automobilístico entre 2000 e 2015. Revista: Economia e desenvolvimento, Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v.30, e5, 2018, p1-10.
  • [9] -LEITÃO, A. Economia circular: uma nova filosofia de gestão para o séc. XXI. Portuguese Journal of Finance,Management and Accounting. ISSN 2183-3826. Vol. 1, N.º 2 (2015), p. 150-171
  • [10] -LOSEKANN, L; & GUTIERREZ, M. (2013). Diferenciação de produtos. In: Kupfer, D; & Hasenclever, L. (orgs). Economia industrial: fundamentos teóricos e práticos no Brasil. 2 ed., pp. 67-77, Rio de Janeiro: Elsevier.
  • [11] -MARINHO, F. Volkswagen anuncia instalação da fábrica da Baterias Moura, no seu complexo industrial no RJ, para a produção do primeiro caminhão elétrico do Brasil. Click petróleo e gás. 04 de junho de 2021. Disponível em: < Volkswagen anuncia instalação da fábrica da Baterias Moura, no seu complexo industrial no RJ, para a produção do primeiro caminhão elétrico do Brasil! | CPG Click Petroleo e Gas>. Acesso: 20 de julho de 2021.
  • [12] -MARINHO, F. Nióbio em vez de lítio revoluciona e se torna solução para aumentar a capacidade e a vida útil das baterias dos carros elétricos. Click petróleo e gás. 08 de agosto de 2021. Disponível em: < Nióbio em vez de lítio revoluciona e se torna solução para aumentar a capacidade e a vida útil das baterias dos carros elétricos | CPG Click Petroleo e Gas>. Acesso em: 16 de agosto de 2021.
  • [13] -PEREIRA, J. A.; BÁNKUTI, S. M. S. Estrutura de mercado e estratégia: um estudo na indústria brasileira de baterias automotivas. Revista Ibero Americana de Estratégia, vol. 15, núm. 1, enero-marzo, 2016, pp. 97-115 Universidade Nove de Julho, São Paulo, Brasil
  • [14] - PORTER, M.E. Vantagem competitiva. 27° edição. Editoras: Campus e Elsevier, 1986.
  • [15] -PAVITT, K. Padrões setoriais de mudança tecnológica: rumo a uma taxonomia e uma teoria. 1984. Universidade de Sussex, Brighton, Reino Unido
  • [16] -RESENDE, M; BOFF, H. (2013). Concentração Industrial. In: Kupfer, D; & Hasenclever, L. (orgs). Economia industrial: fundamentos teóricos e práticos no Brasil. 2 ed., pp. 55-65, Rio de Janeiro: Elsevier.
  • [17] -ROEHE, N.S. A indústria automobilística e a política econômica do governo Geisel: tensão em uma parceria histórica (1974-1978). Tese de doutorado- Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Pontífica Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2011.
  • [18] -SALES, P. Baterias Moura- a saga de uma empresa pernambucana. Biblioteca digital do BNDES. 2014.
  • [19] - SCHUMPETER, J. A (1942). Capitalism, socialism and democracy. Nova York: Harper & Row, pp. 81-106.
Como citar:

Soares, Morgane Lara da Cunha; "Trajetória da indústria de transformação nos anos 2000 e o papel das políticas públicas no contexto de reindustrialização e seus novos paradigmas tecnológicos", p. 742-767 . In: Anais do VI Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação (ENEI): “Indústria e pesquisa para Inovação: novos desafios ao desenvolvimento sustentável”. São Paulo: Blucher, 2022.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/vi-enei-804

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações