Dezembro 2020 vol. 7 num. 3 - VIII Simpósio de Engenharia de Produção

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

TELETRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: INSTRUMENTO DE SUPORTE À IDENTIFICAÇÃO DE ADAPTABILIDADE DE TAREFAS E PESSOAS

TELETRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: INSTRUMENTO DE SUPORTE À IDENTIFICAÇÃO DE ADAPTABILIDADE DE TAREFAS E PESSOAS

Carneval, Patrícia Paranhos de Oliveira; Hecksher, Suzana Dantas;

Artigo completo:

O avanço das tecnologias de informação e comunicação, a dificuldade na mobilidade urbana, e restrições de recursos nas instituições públicas favorecem a adoção do teletrabalho, ou trabalho remoto. Esta modalidade de trabalho, mesmo em tempo parcial, associa flexibilização de local e horário à jornada de trabalho. A principal contribuição desta pesquisa foi desenvolver um método de identificação de tarefas teletrabalháveis, capaz de apoiar a implantação sistematizada do teletrabalho na instituição federal de ensino superior estudada. Para o desenvolvimento, foram percorridas as seguintes etapas: (a) Pesquisa bibliográfica para identificar fatores críticos de sucesso na implantação do teletrabalho associados às pessoas, tarefas, tecnologia e organização; (b) Mapeamento de experiências de teletrabalho e instrumentos regulatórios existentes na administração pública; (c) Desenvolvimento da proposta inicial do método e pré-teste num setor; (d) Desenvolvimento do método, incluindo roteiro de questões, indicadores e critérios para análise da aderência entre a situação analisada (pessoa-tarefas) e os fatores críticos de sucesso na literatura; (e) Construção de ferramenta que classifica a situação analisada como indicada para teletrabalho ou aponta as pendências para viabilizar a adoção; (f) Aplicação em cinco setores, três deles com tarefas mapeadas e uso do Sistema Eletrônico de Informação (SEI) e dois sem processos no SEI. (g) Análise dos resultados. Além do método, a pesquisa evidenciou diretrizes gerais que favorecem o sucesso da adoção sistematizada do teletrabalho na instituição, bem como indicou que a aplicação do método torna as características das tarefas mais evidentes, sinalizando pontos onde é preciso avançar para facilitar a adaptação ao teletrabalho.

Artigo completo:

O avanço das tecnologias de informação e comunicação, a dificuldade na mobilidade urbana, e restrições de recursos nas instituições públicas favorecem a adoção do teletrabalho, ou trabalho remoto. Esta modalidade de trabalho, mesmo em tempo parcial, associa flexibilização de local e horário à jornada de trabalho. A principal contribuição desta pesquisa foi desenvolver um método de identificação de tarefas teletrabalháveis, capaz de apoiar a implantação sistematizada do teletrabalho na instituição federal de ensino superior estudada. Para o desenvolvimento, foram percorridas as seguintes etapas: (a) Pesquisa bibliográfica para identificar fatores críticos de sucesso na implantação do teletrabalho associados às pessoas, tarefas, tecnologia e organização; (b) Mapeamento de experiências de teletrabalho e instrumentos regulatórios existentes na administração pública; (c) Desenvolvimento da proposta inicial do método e pré-teste num setor; (d) Desenvolvimento do método, incluindo roteiro de questões, indicadores e critérios para análise da aderência entre a situação analisada (pessoa-tarefas) e os fatores críticos de sucesso na literatura; (e) Construção de ferramenta que classifica a situação analisada como indicada para teletrabalho ou aponta as pendências para viabilizar a adoção; (f) Aplicação em cinco setores, três deles com tarefas mapeadas e uso do Sistema Eletrônico de Informação (SEI) e dois sem processos no SEI. (g) Análise dos resultados. Além do método, a pesquisa evidenciou diretrizes gerais que favorecem o sucesso da adoção sistematizada do teletrabalho na instituição, bem como indicou que a aplicação do método torna as características das tarefas mais evidentes, sinalizando pontos onde é preciso avançar para facilitar a adaptação ao teletrabalho.

Palavras-chave: Teletrabalho; Trabalho remoto; Organização do trabalho; Serviço Público.,

Palavras-chave: Teletrabalho; Trabalho remoto; Organização do trabalho; Serviço Público.,

DOI: 10.5151/viisimep-238977

Referências bibliográficas
  • [1] DALLOUL, S. Y. Y.. Teletrabalho no serviço público e a (i)legalidade da exigência de acréscimo de
  • [2] produtividade. Conteúdo Jurídico. 2018. Disponível em:
  • [3] . Acesso em: 20 nov. 2018.
  • [4] FRITZ, M.; NARASIMHAN, S.; RHEE, H.. Communication and coordination in the virtual office. Journal of
  • [5] Management Information Systems, v. 14, n. 4, 1998. pp.7-28 p.
  • [6] GARRETT, R. k.; DANZIGER, J. N.. Which Telework? Defining and Testing a Taxonomy of Technology
  • [7] Mediated Work at a distance. Social Science Computer Review, v. 25, n. 1, 200 27-47 p.
  • [8] Lei 12551/11. Altera o art. 6o da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei
  • [9] no 5.452, de 1° de maio de 1943, para equiparar os efeitos jurídicos da subordinação exercida por meios
  • [10] telemáticos e informatizados à exercida por meios pessoais e diretos, Disponível em:
  • [11] . Acesso em: 26 jun. 2018.
  • [12] Lei 13467/17. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1° de
  • [13] maio de 1943, e as Leis nos 6.019, de 3 de janeiro de 1974, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 8.212, de 24 de
  • [14] julho de 1991, a fim de adequar a legislação às novas relações de trabalho. Disponível em:
  • [15] . Acesso em: 26 jun. 2018.
  • [16] MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO / SECRETARIA DE GESTÃO
  • [17] DE PESSOAS. Instrução Normativa Nº 1, de 31 de agosto de 2018. Disponível em:
  • [18]
  • [19] 2018-09-03-instrucao-normativa-n-1-de-31-de-agosto-de-2018-39382704>. Acesso em: 20 nov. 2018.
  • [20] MOKHTARIAN, P. L.; SALOMON, I.. Modeling the choice of telecommuting: setting the context.
  • [21] Environment and Planning A, v. 26, 1994. 749-766 p.
  • [22] MOKHTARIAN, P. L.; SALOMON, I.. Modeling the choice of telecommuting: 2. A case of the preferred
  • [23] impossible alternative. Environment and Planning A, v. 28, 1996. 1859-1876 p.
  • [24] MOKHTARIAN, P. L.; SALOMON, I.. Modeling the choice of telecommuting: 3. Identifying the choice set and
  • [25] estimating binary choice models for technology-based alternatives. Environmentand Planning A, v. 28, 1996.
  • [26] 1877-1894 p.
  • [27] NEUFELD, D. J.; FANG, Y.. Individual, social and situational determinants of telecommuter productivity.
  • [28] Information and Management, v. 42, 2005. 1037-1049 p.
  • [29] NILLES, J. M.. Traffic reduction by telecommuting: A status review and selected bibliography. Transportation
  • [30] Research Part A: General, v. 22, n. 4,1988. 301-317 p.
  • [31] OLSON, M.. Remote office work patterns in space and time. Commun ACM, v. 26, n. 3, 1983. 182-187 p.
  • [32] O’Neill, T. A. et al. Predicting telework success: an exploration of personality, motivational, situational, and job
  • [33] characteristics. New Technology, Work and Employment, v. 24, n. 2 2009.
  • [34] PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Relatório do
  • [35] desenvolvimento humano 2015: o trabalho como motor do desenvolvimento humano. 2015. Disponível em:
  • [36] .
  • [37] Acesso em: 30 jun. 2018.
  • [38] SIMS JR. et al. The Measurement of job characteristics. Academy of management, v. 19, n. 2, 1976. 195-212 p.
  • [39] STAPLES, D.; HULLAND, J.; HIGGINS, C.. A self efficacy theory explanation for the management of remote
  • [40] workers in virtual organizations. Organization, v. 10, n. 6, 1999. 758-776 p.
  • [41] TURETKEN, O. et al. An empirical investigation of the impact of individual and work characteristics on
  • [42] telecommuting success. IEEE Transactions on Professional Communication, v. 54, n. 1, 2011. 56-67 p.
  • [43] WATSON-MANHEIM, M. B.; PIRAMUTHU, S.; NARASIMHAN, S.. Exploratory analysis of factors
  • [44] influencing performance dynamics of telecommuters and traditional office workers. IEEE Transactions on
  • [45] Systems, Man, and Cybernetics - part C, Applications and Reviews, v. 30, n. 2000. 239-251 p.
Como citar:

Carneval, Patrícia Paranhos de Oliveira; Hecksher, Suzana Dantas; "TELETRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: INSTRUMENTO DE SUPORTE À IDENTIFICAÇÃO DE ADAPTABILIDADE DE TAREFAS E PESSOAS", p. 555-573 . In: Anais do VIII Simpósio de Engenharia de Produção . São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/viisimep-238977

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações