Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

TECNOLOGIAS LOGÍSTICAS ENVOLVIDAS NO MONITORAMENTO DO FLUXO DE REFUGIADOS NA UNIÃO EUROPEIA

TECNOLOGIAS LOGÍSTICAS ENVOLVIDAS NO MONITORAMENTO DO FLUXO DE REFUGIADOS NA UNIÃO EUROPEIA

Souza, Mateus Gomes de ; Pitanga , Julia dos Santos; Fernandes, Pedro Santos Berenguer ; Rodrigues, Daniel ; Ribeiro, Adriana de Carvalho Rosendo ;

Artigo completo:

In the European panorama, the record for refugees crossing international borders was registered fleeing conflicts, persecutions and poverty. Although there are records of people found in the refugee situation in the European Union since the dawn of humanity, the logistics for monitoring this problem are relatively recent. Furthermore, the objective of this work was to analyze the efficiency of technologies for monitoring the flow of refugees, as well as to understand their logistical weaknesses in the process. In the meantime, the analysis of the flow of people, as well as of the technologies used to inspect the entry of refugees in the regional block in question, was carried out essentially through studies in scientific articles and on websites ofinternational agencies, aimed at the problem. The results obtained show that although the logistical system presented is still recent, especially in this context, with the advent of modern technologies and methods, it was possible to ascertain the effectiveness and potential of these technologies for monitoring the flow of refugees in the European Union. In this context, it is possible to alleviate the impasses regarding the management and coordination of flows, and the resettlement of these refugees in theMember States belonging to UNHCR (United Nations High Commissioner for Refugees), in order to meet the basic needs of each individual. In this way, it can be concluded that the recent immigration of refugees represents great challenges in terms of analysis and theoretical observation, as well as the legal situation, assuming that it is necessary that further studies and new monitoring instruments are needed to respond to the situation dimension and complexity of flows.

Artigo completo:

No panorama europeu, foi registrado o recorde de refugiados cruzando as fronteiras internacionais fugindo de conflitos, perseguições e da pobreza. Embora haja registros de pessoas encontradas na situação de refúgio na União Europeia desde os primórdios da humanidade, a logística de monitoramento dessa problemática é relativamente recente. Ademais, o objetivo deste trabalho foi analisar a eficiência das tecnologias do monitoramento do fluxo de refugiados, bem como compreender suas fragilidades logísticas no processo. Neste ínterim, as análises da logística de fluxo pessoas, bem como das tecnologias utilizadas para a vistoria da entrada de refugiados no bloco regional em questão, foi feita essencialmente através de estudos em artigos científicos e em sites de órgãos internacionais, direcionados à problemática. Os resultados obtidos mostram que apesar do sistema logístico apresentado ainda ser recente, em especial neste âmbito, com o advento de tecnologias e métodos modernos, foi possível averiguar a eficácia e potencial dessas tecnologias para o monitoramento do fluxo de refugiados na União Europeia. Neste contexto, é possível apaziguar os impasses referentes à gestão e coordenamento dos fluxos, e à reinstalação destes refugiados nos Estados-Membros pertencentes ao ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), de forma a suprir as necessidades básicas de cada indivíduo. Dessa forma, pode-se concluir que as recentes imigrações de refugiados representam grandes desafios no que tange à análise e observação teórica, bem como à conjuntura legal, admitindo-se por isso que são necessários estudos mais aprofundados e novos instrumentos de monitoramento para responder à dimensão e complexidade dos fluxos.

Palavras-chave: Refugees. Monitoring. Flow. Technology. Logistics.,

Palavras-chave: Refugiados. Monitoramento. Fluxo. Tecnologia. Logística,

DOI: 10.5151/siintec2020-05

Referências bibliográficas
  • [1] Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (org.). A UE e a Crise da Migração. 2017.
  • [2] CARVALHO, Edison Alves de; ARAÚJO, Paulo César de. Noções básicas de sistema de posicionamento global GPS. 1 ed. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2009. 244 p. Disponível em: http://www.ead.uepb.edu.br/arquivos/cursos/Geografia_PAR_UAB/Fasciculos%20%20Material/Leituras_Cartograficas_II/Le_Ca_II_A08_MZ_GR_260809.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.
  • [3] CARVALHO, José Crespo de. Logística. ed. Lisboa: Edições Sílabo, 2002. 324 p.
  • [4] Comissão Europeia (org.). A European Agenda on Migration. Bruxelas: [s.n.],
  • [5] 201 22 p. Disponível em: https://ec.europa.eu/homeaffairs/sites/homeaffairs/files/what-we-do/policies/european-agendamigration/backgroundinformation/docs/communication_on_the_european_agenda_on_migration_en.pdf. Acesso em: 01 jun. 2020.
  • [6] Conselho da União Europeia (org.). Declaração UE-Turquia. 201
  • [7] EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (Brasília). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. Galileo: galileo positionig system. Galileo Positionig System. 2020. Disponível em: https://www.embrapa.br/satelitesde-monitoramento/missoes/galileo. Acesso em: 15 maio 2020.
  • [8] ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA OS REFUGIADOS. Convenção sobre o Estatuto dos Apátridas. Nova Iorque: Assembléia Geral das Nações Unidas, 1954. 13 p. Disponível em:
  • [9] https://www.acnur.org/fileadmin/Documentos/portugues/BDL/Convencao_sobre_o_E statuto_dos_Apatridas_de_1954.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.
  • [10] EUROSTAT, Estatistics Explained. Estatísticas da Migração e da População Migrante. Genebra, 2017. 12p.
  • [11] FERREIRA, Samara Chamorro Navarro. Análise preliminar dos impactos do uso de mais de um sistema GNSS no posicionamento preciso. Revista Cartográfica, Rio de Janeiro, p. 31-51, 03 jun. 2016. Disponível em: www.revistasipgh.org. Acesso em: 29 maio 2020.
  • [12] FFARGUES, Philipe. Four Decades of Cross-Mediterranean Undocumented
  • [13] Migration to Europe: a review of the evidence. Genebra: Organização Internacional da Migração, 2017. 46 p.
  • [14] GONCALVES, Rafael Buchalla Garib; SAMED, Márcia Marcondes Altimari. Controle e Análise de Desperdício de Alimentos em um Restauramte. Trabalho de Conclusão de Curso do DEP, v. 13, n. 1, 2017.
  • [15] LAURINDO, Fernando José Barbin et al. O papel da tecnologia da informação (TI) na estratégia das organizações. Gestão & Produção, v. 8, n. 2, p. 160-179, 2001
  • [16] MARINO, Tiago Badre. GPS: Sistema de posicionamento por satélites artificiais. Seropédica: Instituto de Agronomia Ufrrj, 2015. 56 p. Disponível em: http://www.ufrrj.br/lga/tiagomarino/aulas/7%20-%20GPS.pdf. Acesso em: 30 mai 2020.
  • [17] MONTEIRO, V. L.; SILVA, I. T. S.; FREITAS, T. S.. Análise de Tecnologias da IoT para Uso em Logística Humanitária de Busca e Salvamento de Pessoas. São José dos Campos. 12p. CIMATech, v. 1, n. 5, 2018.
  • [18] MOURA, Eduardo Henrique de. Integração das práticas da Logística Humanitária: gestão de desastres e plano de auxílio mútuo. Ponta Grossa: Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Tecnológica Federal Paraná (utfpr), 20 72 p.
  • [19] PEREIRA, Luciana Diniz Durães. Uma visão brasileira do conceito “refugiado ambiental”. 60 anos de ACNUR, p. 221.
  • [20] RAGASUDHA, S.; MAHESWARI, A.; VENKATESH, T. Internet of Things – A survey. Tamilnadu. 48p. IJATES, 2017. v. 5, n. 2, p. 44-50.
  • [21] SUIÇA. ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA OS REFUGIADOS. Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados. Genebra: Assembléia Geral das Nações Unidas, 1951. 21 p.
Como citar:

Souza, Mateus Gomes de ; Pitanga , Julia dos Santos; Fernandes, Pedro Santos Berenguer ; Rodrigues, Daniel ; Ribeiro, Adriana de Carvalho Rosendo ; "TECNOLOGIAS LOGÍSTICAS ENVOLVIDAS NO MONITORAMENTO DO FLUXO DE REFUGIADOS NA UNIÃO EUROPEIA", p. 814-830 . In: Anais do VI Simpósio Internacional de Inovação e Tecnologia. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7592, ISBN: 2357-7592
DOI 10.5151/siintec2020-05

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações