Resumo - Open Access.

Idioma principal

TAXONOMIA DA REPRESENTAÇÃO EM DESIGN

Cattani, Airton; Leenhardt, Jacques;

Resumo:

Um dos requisitos fundamentais para a existência de qualquer objeto produzido na moderna sociedade industrial é a possibilidade de ser representado, ou seja, existir previamente por meio de modelos que contenham informações sobre ele e que respondam adequadamente às necessidades de cada etapa de sua concepção, produção, divulgação e consumo. Para dar conta dessa representação, uma série de recursos pode ser empregada, variando dos mais precisos aos mais abstratos. Conhecer as peculiaridades destes recursos é fundamental para que se obtenha melhor aproveitamento na comunicação e divulgação da produção em design. Após uma contextualização da representação em design, identificando suas possibilidades e limites, este artigo propõe o estabelecimento de categorias de classificação e análise dos diferentes sistemas de representação, agrupados sob características comuns. De cunho didático e analítico, esta classificação procura contribuir tanto para o melhor entendimento e aproveitamento dos diversos recursos comunicacionais do design, refletindo sobre o estado da arte em termos de representação, quanto para a consolidação de uma teoria do design.

Artigo selecionado para publicação na Revista Educação Gráfica (http://www.educacaografica.inf.br/) — Disponível em breve

Resumo:

Palavras-chave: Representação em design. Comunicação em design. Taxonomia.,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0057

Referências bibliográficas
Como citar:

Cattani, Airton; Leenhardt, Jacques; "TAXONOMIA DA REPRESENTAÇÃO EM DESIGN", p. 662-674 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0057

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações