Dezembro 2016 vol. 3 num. 1 - VII Encontro Científico de Física Aplicada

Artigo - Open Access.

Idioma principal

Susceptibilidade magnética e a distribuição de tamanhos das junções intergranulares em supercondutores policristalinos Hg,Re-1223

BOLZAN, M. S.;

Artigo:

A fim de se entender melhor as propriedades microestruturais de cerâmicas policristalinas supercondutoras, avaliou-se que é possível estabelecer uma correlação direta entre a susceptibilidade magnética AC e a distribuição de tamanhos de junção intergranulares presentes numa amostra policristalina do supercondutor Hg, Re-1223. Para tanto essa estrutura policristalina foi descrita por uma Rede de Voronoi 2D e, recuperados os conceitos fundamentais para a descrição da resposta magnética da rede, foi possível mostrar que para cada campo magnético aplicado existe um conjunto de junções com mesmo tamanho que responde simultaneamente a este campo aplicado, sendo nessas condições momentaneamente, tais junções, as responsáveis pela resposta magnética da amostra. Essa descrição pode ser estendida a fim de demostrarmos que a derivada em primeira ordem da susceptibilidade magnética AC em respeito ao campo magnético aplicado pode oferecer a forma, qualitativa, da distribuição estatística de tamanhos de junções na amostra analisada.

Artigo:

In order to better understand the microstructural properties of polycrystalline ceramic superconductors, assessed that it is possible to establish a direct correlation between the magnetic susceptibility AC and distribution of intergranular junction sizes present in a polycrystalline sample of superconductor Hg,Re-1223. To achieve this polycrystalline structure was described for a 2D Voronoi Network, and recovered the fundamental concepts for the description of the magnetic response from the network, it was possible to show that for each applied magnetic field is a set of junctions with the same size which responds concurrently to this applied field, and these conditions momentarily, such junctions are responsible for the magnetic response of the sample. This description can be extended for to demonstrate that the first order derivative of the AC magnetic susceptibility with respect to the applied magnetic field can offer the form qualitative, the statistical distribution of sizes of junctions in the sample

Palavras-chave: propriedades magnéticas, cerâmicas policristalinas, hg, re-1223,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/phypro-vii-efa-018

Referências bibliográficas
  • [1] PASSOS, C. A. C, et al., Phys. Rev. B, v. 74 p. 094514, 2006.
  • [2] SIN, A., et al., Phys. C, v. 328, p. 80, 1999.
  • [3] PANAGOPOULOS, C., et al., Phys. Rev. Lett., v. 79, p. 2320, 1997.
  • [4] SCHILLING, M., et al., J. Phys. D: Appl. Phys., v. 47, p. 034008, 201
  • [5] PASSOS, C. A. C., et al. Superconductors, Editora INTECH, p. 377 – 394.
  • [6] BERG, M. Computacional Geometry, Editora Springer-Verlag, p. 147 – 163.
Como citar:

BOLZAN, M. S.; "Susceptibilidade magnética e a distribuição de tamanhos das junções intergranulares em supercondutores policristalinos Hg,Re-1223", p. 69-72 . In: Anais do VII Encontro Científico de Física Aplicada [=Blucher Physics Proceedings, v.3 n.1]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2358-2359, DOI 10.5151/phypro-vii-efa-018

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações