Maio 2018 vol. 4 num. 3 - Colóquio Internacional de Design 2017

Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

Soluções e Placebos

Mattos, Ricardo Portilho; , ;

Artigo Completo:

O ponto de partida deste artigo é a exploração alguns aspectos conceituais e projetuais do The Placebo Project , da dupla de designers britânicos Anthony Dunne e Fiona Raby, tentando estabalecer uma relação com o conceito de dispositivo como é apresentado por Giorgio Agamben em sua leitura de Michel Foucault. O termo dispositivo , como definido por Agambem, define um conjunto heterogêneo, linguístico e não-linguístico, que inclui virtualmente uma diversidade de signos e coisas. Segundo o autor, o dispositivo em si mesmo é a rede que se estabelece entre esses elementos. O dispositivo , ainda, tem sempre uma função estratégica concreta e se inscreve sempre numa relação  de poder, ou ainda, configura um cruzmento entre relações de poder e saber. O trabalho de Dunne and Raby tem como um de seus principais vetores o desenvolvimento de uma prática projetiva orientada por detrminados princípios, reunidos sob o termo Critical Design. Segundo a definição de seus criadores, trata-se de uma prática que vai “contra a noção de status quo”, de cunho abertamente experimental e especulativo. No projeto analisado, tenta-se utilizar de suas características para explorar relações entre entes definidos como dispositivos. A dimensão de “jogo discursivo” e “domínio de narrativas”, definida por Mozahir Salomão em um artigo sobre o dispositivo , é referenciada neste artigo com o objetivo de explicitar algumas características do trabalho de Dunne and Raby. A partir destas associações, tenta-se esboçar algumas questões que dizem respeito à compreensão do Design, de maneira geral, como dispositivo , e das implicações que esta abordagem pode trazer, notadamente à compreensão da dimensão discursiva da prática projetiva e de suas derivações.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Dispositivo, Critical Design, Agamben,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cid2017-71

Referências bibliográficas
  • [1] AGAMBEN, Giorgio. (2009) O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó: Argos. BRUCK, Mozahir. (2012) Palavra: Dispositivo. In: Dispositiva, vlume 1 pp 39-44 disponível em: Acessado em: 29 de novembro de 2015. DUNNE, Anthony; RABY, Fiona. (2002) The Placebo Project. DIS ’02 Proceedings of the 4th conference on Designing interactive systems: processes, practices, methods, and techniques p. 11–14 , »1581135157. O QUE É DESIGN? Disponível em Acessado em 29 de novembro de 2015. Critical Design FAQ. Disponível em Acessado em 29 de novembro de 2015. International Council of Design: Defining the profession. Disponível em Acessado em 12 de dezembro de 2015.
Como citar:

Mattos, Ricardo Portilho; , ; "Soluções e Placebos", p. 831-840 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, ISBN: cid2017
DOI 10.5151/cid2017-71

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações