Poster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

SISTEMAS DE PISOS PARA A SALA DE ATIVIDADES DE ESCOLA INFANTIL: CRITÉRIOS GERAIS EXIGÍVEIS PARA CONFORTO

FLOOR SYSTEMS FOR THE CHILDREN'S SCHOOL ACTIVITIES ROOM: GENERAL REQUIREMENTS FOR COMFORT

Modler, Nébora Lazzarotto; Modler, Luís Eduardo Azevedo;

Poster:

O piso da sala de atividades da escola de educação infantil contribui para o processo de desenvolvimento da criança, através de experiências sensoriais e motoras. Este trabalho investiga a adequação de diferentes pisos para atender ao uso escolar considerando as necessidades de conforto ambiental em termos de segurança e bem-estar.

Poster:

The floor of the children’s school activities room contributes to the children’s development process, as it enables sensory and motor experiences. This study researches which floors are best suited to attend school use considering environmental comfort needs in terms of safety and well-being.

Palavras-chave: Arquitetura escolar infantil, Pisos, Conforto,

Palavras-chave: Children's school architecture, Floors, Comfort,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0193

Referências bibliográficas
  • [1] ABNT a. NBR 15220-1: Desempenho térmico de edificações Parte 1: Definições, símbolos e unidades . Rio de Janeiro: ABNT, 2005.
  • [2] ABNT b. NBR 15220-2: Desempenho térmico de edificações Parte Rio de Janeiro: ABNT, 2005.
  • [3] ABNT c- NBR 12.179: Tratamento acústico em recintos fechados. Rio de Janeiro: ABNT, 1992.
  • [4] BRASIL. Parâmetros básicos de infra-estrutura para instituições de educação infantil. Brasília, 2006. http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Educinf/miolo_infraestr.pdf. Acesso em 22 dez. 2015.
  • [5] EFFTING, C. Desenvolvimento de revestimentos cerâmicos confortáveis termicamente. 2008.141f. Doutorado.UFSC. Florianópolis/SC.
  • [6] GSA- General Services Administration. Public Buildings Service Office Of Child Care. 2003. New York, EUA. http://www.gsa.gov/portal/category/21987. Acesso em 20 nov. 201
  • [7] HORN, M.G. S. Sabores, cores, sons, aromas – A organização dos espaços na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 200
  • [8] ISO/FDIS 10456. Building materials and products Hygrothermal properties. Geneve, Switzerland, 2007.
  • [9] LAMBERTS, R.; XAVIER, A. A.; GOULART, S.; VECCHI, R. D. Conforto e stress térmico. Labeee. UFSC: Florianópolis/SC, 2011. http://www.labeee.ufsc.br.
  • [10] MORISHITA, C.; SORGATO, M. J.; VERSAGE,
  • [11] R.; TRIANA, M. A.; MARINOSKI, D. L.; LAMBERTS, R. Catálogo de propriedades térmicas de paredes e coberturas. UFSC: Florianópolis/SC, 20
  • [12] PAES, R. F. de S. Materiais de Construção e Acabamento para Escolas Públicas na Cidade do Rio de Janeiro Uma Reflexão sob Critérios de Sustentabilidade. PROARQ/UFRJ. RJ: 2008
  • [13] RINALDI, C. O ambiente da infância. In: CEPPI, G.; ZINI, M. Porto Alegre: Penso, 20 SCHMID, A.L. A idéia de conforto: reflexões sobre o ambiente construído. Curitiba: Pacto Ambiental, 2005
  • [14] SOUZA, A.B. Bê-a-bá da acústica arquitetônica. São Carlos: EdUFSCar, 2012.
Como citar:

Modler, Nébora Lazzarotto; Modler, Luís Eduardo Azevedo; "SISTEMAS DE PISOS PARA A SALA DE ATIVIDADES DE ESCOLA INFANTIL: CRITÉRIOS GERAIS EXIGÍVEIS PARA CONFORTO", p. 1867-1872 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0193

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações