Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

SIMULAÇÃO DE UMA COLUNA DE DESTILAÇÃO REATIVA DE NAFTA PARA HIDROGENAÇÃO DO BENZENO

KHOURI, N. G.; SIDRÃO, D.; FRANCATTO, M. Z.; CÁRDENAS CONCHA, V. O.;

Artigo Completo:

A gasolina, elemento indispensável para a sociedade moderna, possuí em sua composição compostos prejudiciais à saúde humana. Dentre estes, o benzeno é uma substância cancerígena formada nos processos de reforma catalítica da nafta, que promovem o aumento de octanagem da gasolina. A corrente de benzeno após este processo possui concentrações na faixa de 8 a 10% (v/v); contudo, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) regulamenta o máximo de 1% (v/v). Uma opção muito vantajosa para retirar benzeno da corrente de nafta é realizar a sua hidrogenação pelo processo de destilação reativa, pois devido à integração energética, o calor gerado pela reação é aproveitado para melhorar a eficiência de destilação, o que reduz custos com energia e instalação. Portanto, foi realizado neste trabalho a simulação de uma coluna de destilação reativa de nafta para hidrogenação de benzeno utilizando o software Aspen Plus®. Assim, utilizando o modelo termodinâmico de Peng-Robinson, obteve-se uma eficiência de hidrogenação do benzeno no leito catalítico de 99,22%, que resultou na redução volumétrica da concentração de benzeno na nafta de 6,158% para 0,047%, ou seja, valor abaixo do 1% (v/v) regulamentado pela ANP. Além disso, houve uma recuperação de 99,64% de tolueno, sendo que sua hidrogenação ocorre de forma análoga ao benzeno, porém é uma reação não é desejada, pois o tolueno aumenta a octanagem do combustível e não tem concentração prevista por legislação.

Artigo Completo:

Palavras-chave: hidrogênio,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-433

Referências bibliográficas
  • [1] ALUKO, O. Dynamic Modeling And Control Of Reactive Distillation For Hydrogenation Of Benzene. 2008. 66 p. Thesis (Master of Science). Texas A&M University, College Station;
  • [2] Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Resolução ANP Nº 40, de 25.10.2013. Acervo Digital de Legislação, Brasília,DF, 25 out. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 maio 2016, às 10:50;
  • [3] CARLSON, E. C. Don’t Gamble With Physical Properties For Simulations. [S.l.]: CHEMICAL ENGINEERING PROGRESS, 1996. 35-46 p.
  • [4] KISS, A.; et al. The heterogeneous advantage: biodiesel by catalytic reactive distillation. [S.l.]: Topics in Catalysis 40, 2006. 141-150 p.
  • [5] PENG, D. Y.; ROBINSON, B. A New Two-Constant Equation of State. [S.l.]: Industrial and Engineering Chemistry: Fundamentals, v. 15, 1976.
  • [6] PODREBARAC, G. G.; NG, F. T. T.; REMPEL, G. More uses for catalytic distillation. [S.l.]: Chemtech, v. 27, 1997. 37 - 45 p;
  • [7] SAKUTH, M.; PETERS, U. Process for cracking tertiary butyl alcohol in a reaction distillation column. [S.l.]: US Pat 5,849,971, 15 dez. 1998. 6 p.
  • [8] SUNDMACHER, K.; A. KIENLE. Reactive Distillation: Status and Future Directions. Hoboken, New Jersey: Willey-VCH, 2002.
  • [9] ULLMANN'S. Encyclopedia of Industrial Chemistry. 6ª. ed. Hoboken, New Jersey: Willey-VCH, 2003.
Como citar:

KHOURI, N. G.; SIDRÃO, D.; FRANCATTO, M. Z.; CÁRDENAS CONCHA, V. O.; "SIMULAÇÃO DE UMA COLUNA DE DESTILAÇÃO REATIVA DE NAFTA PARA HIDROGENAÇÃO DO BENZENO", p. 2722-2728 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-433

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações