Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Resgate do Artefato da Cabaça na Terra Paulista Caipira, sua Ancestralidade e Interlocução Contemporânea por meio do Design e Território: Um Ensaio Teórico

Rescue of the Gourds Artefact in Terra Paulista Caipira, its Ancestry and Contemporary Interlocution through Design and Territory: A Theoretical Essay

Rocha, Camila Ferreira de Oliveira ; Ribeiro, Rosinei Batista ; Mello, Adilson da Silva;

Artigo:

Em um mundo globalizado, os territórios se tornam porosos aos valores políticos, econômicos, sociais e culturais de outros espaços geográficos, o que os fazem reproduzir as expressões massificadas e enfraquecer suas identidades, hábitos e costumes, inclusive a produção de artefatos tradicionais. O fenômeno ocorre no território caipira paulista, área desta pesquisa, localizada na Sub-região 4 da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, também chamado de Vale Histórico. Em meio a tantas referências externas, como resgatar a identidade do território caipira, seus saberes e fazeres na contemporaneidade? É possível realizar o resgate de um artefato local que perdeu espaço para os produtos industrializados? Este artigo tem como objetivo realizar um ensaio teórico sobre o resgate do artefato proveniente do fruto cabaça, sua relação ancestral com a identidade, cultura e território e a sua interlocução contemporânea, pois o mesmo se desvinculou de sua origem e precisa de um posicionamento estratégico. Assim, a revisão bibliográfica também aborda a área do Design e Território, que, estrategicamente, cria um diálogo entre a tradição e inovação, para fortalecer a identidade e imagem do território, para agregar valor aos produtos locais e para estimular a geração de emprego e renda. Somado aos estudos sobre a produção da cabaça em outras regiões do país, é possível refletir sobre uma futura aplicação na área desta pesquisa, rica em histórias, culturas e etnias que formam uma base para o desenvolvimento de uma gama de produtos locais, produzidos com recursos naturais que precisam ser explorados de maneira sustentável juntamente com a valorização de seus patrimônios.

Artigo:

In a globalized world, territories become porous to the political, economic, social and cultural values of other geographic spaces, which make them reproduce mass expressions and weaken their identities, habits and customs, including the production of traditional artifacts. The phenomenon occurs in the caipira territory of São Paulo, area of this research, located in Sub-region 4 of the Metropolitan Region of Vale do Paraíba and Litoral Norte, also called Vale Histórico. In the midst of external references, how to recover the identity of the country territory, its knowledge and actions in contemporary times? Is it possible to carry out or rescue a local artifact that has lost space for industrialized products? This article aims to carry out a theoretical essay on the rescue of the artifact from the gourd fruit, its ancestral relationship with identity, culture and territory and its contemporary interlocution, as it has become detached from its origin and the need for a strategic position. Thus, a bibliographic review also addresses the area of Design and Territory, which, strategically, creates a dialogue between tradition and innovation, to strengthen the identity and image of the territory, to add value to local products and to stimulate the generation of employment and income. In addition to studies on the production of gourd in other regions of the country, it is possible to reflect on a future application in the area of this research, rich in histories, cultures and ethnicities that form a basis for the development of a range of local products, available with resources natural resources that need to be exploited in a natural way with the enhancement of their heritage

Palavras-chave: design e território; fruto cabaça; valorização de identidades locais; artefatos,

Palavras-chave: design and territory; gourd fruit; valorization of local identities; artefacts,

DOI: 10.5151/jopdesign2021-49

Referências bibliográficas
  • [1] "BRASIL. Programa de Artesanato Brasileiro, 2018. Disponível em: HTTPS://WWW.IN.GOV.BR/MATERIA//ASSET_PUBLISHER/KUJRW0TZC2MB/CONTENT/ID/34932949/DO1-2018-08-01-PORTARIA-N-1-007-SEI-DE-11-DE-JUNHO-DE-2018-34932930. Acesso em: 02 de mai. 202
  • [2] BELCHIOR, Camilo; RIBEIRO, Rita Aparecida da Conceição. Estruturando uma metodologia para analisar a ressignificação como ferramenta estratégica do design, Colóquio Internacional de Design, Belo Horizonte: 2017.
  • [3] CANCELIER, Janete Weble; DAVID, Cesar. A trajetória histórica do porongo e a diversidade dos artefatos produzidos em diferentes espaços: a importância para a agricultura familiar de Santa Maria /RS, in: Geografia Ensino & Pesquisa, vol. 24, Santa Maria: 2020.
  • [4] CARVALHO, Luciana; CALHEIROS,Vera; OLIVEIRA, Vânia. da cabaça o Brasil: natureza, cultura e diversidade, Belo Horizonte: 2007.
  • [5] CELASCHI, Flaviano. Caderno e Estudos Avançados em Design Identidade, EdUEMG. Barbacena: 2010.
  • [6] FRANCISCO, Luís Roberto. Terra Paulista: histórias, arte e costumes, Imesp. vol. 2, São Paulo: 2008.
  • [7] IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual técnico d vegetação brasileira. Rio de Janeiro, n.1, 1992.
  • [8] KRUCKEN, Lia. Design e território: valorização de identidades e produtos locais, Studio Nobel, São Paulo: 2009.
  • [9] LAGES, V.; BRAGA, C.; MORELLI, G. Territórios em movimento, Brasília: Relume Dumará, 2004
  • [10] LATOUR, Bruno. Reagregando o social, EDUFBA/Edusc, Bahia: 2012.
  • [11] MANZINI, Ezio; MERONI, Anna. Design e território: valorização de identidades e produtos locais, Studio Nobel, São Paulo: 2009.
  • [12] MARINS, Paulo César Garcez. Terra Paulista: histórias, arte e costumes, Imesp. vol. 2, São Paulo: 2008.
  • [13] MORAES, Dijon. Caderno e Estudos Avançados em Design Identidade, EdUEMG. Barbacena: 2010.
  • [14] NIJELISKI, Daniele Maehler. O porongo (lagenaria siceraria) como matéria-prima para a produção de recipientes: caracterização e impermeabilização, Porto Alegre:2015.
  • [15] ______; DUARTE, Lauren da Cunha. Bottle gourd (Lagenaria siceraria) as an alternative of natural renewable source material in product design. Belo Horizonte: 2017.
  • [16] ______; LAGO, Tatiana; DUARTE, Lauren da Cunha. Design, tecnologia e matérias-primas locais: uso da microtomografia na caracterização da microestrutura do porongo ( Lagenaria siceraria), Rrevista Design Tecnologia, Porto Alegre: 2020.
  • [17] PEREIRA, Andréa Franco. Design para a sustentabilidade: melhoria de produtos e processos e valorização da identidade local, Revista Estudos em Design, vol. 20, Rio de Janeiro: 2012.
  • [18] REIS, Paulo Pereira. O Indígena do Vale do Paraíba, Imesp. São Paulo:1979.
  • [19] SANTOS, Roberto. Terra Paulista: histórias, arte e costumes, Imesp. vol. 3, São Paulo: 2008.
  • [20] TREVISOL, Wolmar. A Cultura do Porongo, 2015.
  • [21] ______. Morfologia e fenologia do porongo: produtividade e qualidade da cuia. Piracicaba: 2013.
  • [22] "
Como citar:

Rocha, Camila Ferreira de Oliveira ; Ribeiro, Rosinei Batista ; Mello, Adilson da Silva; "Resgate do Artefato da Cabaça na Terra Paulista Caipira, sua Ancestralidade e Interlocução Contemporânea por meio do Design e Território: Um Ensaio Teórico", p. 425-433 . In: Anais da II Jornada de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Design - UFMA. São Paulo: Blucher, 2021.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/jopdesign2021-49

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações