Julho 2016 vol. 2 num. 7 - 13º Congresso Gaúcho de Clínica Médica

Artigo - Open Access.

Idioma principal

Relato de Caso: Tromboembolismo Pulmonar Maciço em paciente portadora de Trombofilia por deficiência de Proteínas C e S.

LAZARETTI, Ana Paula; FILHO, Fernando Covezzi da Silva; CASTRO, Ludmila de Abreu; ASSIS, Priscila Marques de; MONTARI, Emanoel Baticini; SOUZA, Fábio José Fabrício de Barros;

Artigo:

Introdução: Tromboembolismo pulmonar é uma doença em que há obstrução da artéria pulmonar ou um dos seus ramos com diminuição do aporte sanguíneo pulmonar para a área irrigada. Um dos fatores de risco são as trombofilias hereditárias. Caso Clínico: G. C. P., 32 anos, sexo femino, do lar. Procurou a emergência por dor torácica em hemitórax esquerdo, de moderada intensidade, ventilatório dependente, súbita. Ao exame físico bom estado geral, lúcida, orientada e consciente, ventilando em ar ambiente e SO2 96%, eupneica, acianótica, com boa perfusão periférica, afebril. A ausculta cardíaca era normal e na ausculta pulmonar apresentava murmúrios vesiculares diminuídos em base esquerda. Pressão arterial de 95x70mmHg e frequência cardíaca de 85. Como antecedentes pessoais apresenta cesariana realizada há 45 dias, sem intercorrências, um episódio de trombose venosa profunda em membro inferior direito há 5 anos e tromboembolismo pulmonar há 1 ano, além de 2 episódios prévios de abortos espontâneos. Nega tabagismo. Não há história familiar de episódios tromboembólicos. Exames complementares: ECG é sinusal; provas de coagulação normais; gasometria apresentando leve hipoxemia; CPK, CK-MB e Troponina normais; Angiotomografia de Tórax: achados compatíveis com tromboembolismo pulmonar maciço bilateral com hipertensão pulmonar associada a pequenos infartos pulmonares no LID. Exames ambulatoriais anteriores trazidos pela paciente: anticorpos anticardiolipina e anticoagulante lúpico negativos, proteína C e S deficientes. Paciente recebeu anticoagulação plena, foi encaminhada a UTI, permaneceu estável hemodinamicamente, devido a isso não necessitou infusão de fibrinolíticos, recebeu alta da UTI após 24 horas, estável clinicamente. Foi iniciado warfarina com alvo de INR entre 2 e 3. Recebeu alta estável e foi encaminhada ao acompanhamento ambulatorial. Discussão: A trombofilia tem por definição uma tendência à trombose decorrente de alterações hereditárias ou adquiridas da coagulação ou da fibrinólise, que levam o individuo a um estado pró-trombótico. Deficiências de Proteína C e Proteína S, são as que mais cursam com eventos trombóticos e se manifestam como tromboembolismos venosos em indivíduos jovens (< 45 anos), caráter recorrente e história familiar de eventos trombóticos. Seu acompanhamento e tratamento adequados devem ser estimulados, visto a gravidade dos quadros que podem acometer os pacientes portadores.

Artigo:

Palavras-chave: tromboembolismo pulmonar; trombofilia; proteínas C e S,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/medpro-xiiicgcm-1457177299

Referências bibliográficas
  • [1] Deficiencia de proteínas C y S: marcadores de riesgo trombótico-Revista Cubana Hematología, Inmunología y Hemoterapia. 2013;29 (1):40-47 Lic. Yaneth Zamora-González, Dra. Olga M. Agramonte-Llanes, Lic. Loreta Rodríguez-Pérez
  • [2] TESE DE MESTRADO. Caracterização molecular da deficiencia de proteína. Luciana Pugliese da Silva. Área de concentração: Farmacologia Titulação: Mestre em Ciencias Médicas.
  • [3] Trombose venosa profunda: prevalência da deficiência da proteína S e a interferência da coagulação oral. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. vol.25 no.4 São José do Rio Preto 200José Maria Pereira de Godoy; Miriam Aparecida Linares; Tais Elizabete Rodrigues; Ronaldo Nardão Mendes; Domingo Marcolino Braile.
  • [4] Diretriz de Embolia Pulmonar. Arq. Bras. Cardiol. vol.83 suppl.1 São Paulo Aug. 200
  • [5] TROMBOEMBOLISMO PULMONAR: DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Flávia Alvares; Adriana Ignácio de Pádua; João Terra Filho. Medicina, Ribeirão Preto, 36: 214-240, abr./dez. 2003
Como citar:

LAZARETTI, Ana Paula; FILHO, Fernando Covezzi da Silva; CASTRO, Ludmila de Abreu; ASSIS, Priscila Marques de; MONTARI, Emanoel Baticini; SOUZA, Fábio José Fabrício de Barros; "Relato de Caso: Tromboembolismo Pulmonar Maciço em paciente portadora de Trombofilia por deficiência de Proteínas C e S.", p. 199-207 . In: In Anais do 13º Congresso Gaúcho de Clínica Médica [=Blucher Medical Proceedings, n.7, v.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/medpro-xiiicgcm-1457177299

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações