Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

REFERENCIAL METODOLÓGICO PARA A MENSURAÇÃO DOS FLUXOS INTERNACIONAIS DE TECNOLOGIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Falcão, Daniela; Paranhos, Julia; Freire, Livia;

Artigo completo:

Considerando a importância da transferência internacional de tecnologia no processo de desenvolvimento tecnológico dos países, este artigo pretende apresentar alguns indicadores que podem ser utilizados para mensurar esses fluxos internacionais de tecnologia, destacando suas potencialidades e possíveis limitações. Por meio de revisão da literatura, os indicadores sistematizados neste trabalho são o balaço de pagamentos dos países, os acordos de cooperação tecnológica, os contratos internacionais de transferência de tecnologia registrados no INPI e os dados sobre investimento direto estrangeiro. A análise limitou-se aos indicadores que mensuram os canais de transferência de tecnologia mediada pelo mercado e que possam ser comparáveis entre os diversos países e relativamente homogêneos ao longo do tempo.

Artigo completo:

Palavras-chave: Transferência Internacional de Tecnologia; Balanço de Pagamentos; Acordos de Cooperação Tecnológica; Contratos de Transferência de Tecnologia; Investimento Direto Estrangeiro,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/iv-enei-2019-5.6-067

Referências bibliográficas
  • [1] AMORIM, R. C. R.; DE SOUZA, C. G. Technology transfer in Brazil: a study of contracts for the exploitation of patents registered by the Brazilian Patent Office, 2001–2006. Information Development, v. 27, n.1, p. 46-57, 201
  • [2] BELL, M.; PAVITT, K. Technological accumulation and industrial growth: Contrasts between developed and developing countries. Industrial and Corporate Change, v. 2, n. 1, p. 157–210, 1993.
  • [3] CARNEIRO, E. Fluxos tecnológicos internacionais. In: RAPINI, M., SILVA, L., MOTA E ALBUQUERQUE, E. (Org) Economia da ciência, tecnologia e inovação: fundamentos teóricos e a economia global. Curitiba: Editora Prismas, 2017.
  • [4] CHIARINI, T. Transferência internacional de tecnologia: interpretações e reflexões. O caso brasileiro no Paradigma das TICs na última década do século XX e no alvorecer do século XXI. Tese (Doutorado em Ciência Econômica). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Campinas. 201
  • [5] CHIARINI, T; SILVA, A. L. Os principais canais de transferência internacional de tecnologia em diferentes paradigmas tecnológicos: implicações para a superação do subdesenvolvimento. Econ. soc., Campinas, v. 26, n. 3, p. 691-719, Dec. 2017.
  • [6] COHEN, W; LEVINTHAL, D. Absorptive Capacity: A New Perspective on Learning and Innovation. Administrative Science Quarterly, v, 35, n. 1, p.128-152, 1990.
  • [7] DOSI, G. Technological paradigms and technological trajectories: a suggested interpretation of the determinants and directions of technical change. Researchpolicy, v. 11, n. 3, p. 147-162, 1982.
  • [8] DUYSTERS, G.; HAGEDOORN, J. A colaboração tecnológica internacional: suas consequências para as economias de industrialização recente. In: KIM, Linsu.; NELSON, Richard. (Orgs.) Tecnologia, aprendizado e inovação: as experiências das econômicas de industrialização recente. Campinas: Editora Unicamp, 2005 (Coleção Clássicos da Inovação, 1ª edição em inglês 2000).
  • [9] FAGERBERG, J; SRHOLEC, M; VERSPAGEN, B. The role of innovation in development. Review of Economics and Institutions, v. 1, n. 2, 2010.
  • [10] FU, X; PIETROBELLI, C; SOETE, L. The role of foreign technology and indigenous innovation in the emerging economies: technological change and catching-up. World Development, v. 39, n. 7, p. 1204-1212, 2011.
  • [11] INPI – INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. História da averbação de contratos no INPI. 2016 Disponível em: . Acesso: 08 out. 2018.
  • [12] INPI – INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Tipos de Contratos. 2018. Disponível em: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/transferencia/tipos-de-contratos. Acesso: 08 out. 2018.
  • [13] KIM, L. Building technological capability for industrialization: analytical frameworks and Korea's experience. Industrial and Corporate Change, v. 8, n. 1, p. 111-136, 1999.
  • [14] MANSFIELD, E. International technology transfers: forms, resource requirements, and policies. The American Economic Review, Vol. 65, No. 2, p.372-376, 1975.
  • [15] NAVARETTI, G. B; CARRARO, C. From learning to partnership : multinational research and development cooperation in developing countries. Policy, Research working paper, no. WPS 1662. Washington, DC: World Bank, 1996
  • [16] RIBEIRO, M. C. P.; BARROS, M. F. E. Contratos de transferência de tecnologia: Custos de transação versus desenvolvimento. Revista de Informação Legislativa, Brasília, v. 51, n. 204, p. 43-66, 2014.
  • [17] RIOS, L. et al. Propriedade intelectual e transferência internacional de tecnologia na OMC: Implicações para os países em desenvolvimento. Gestão e Sociedade, v. 11, n. 29, p. 1850-1881, 20
  • [18] ROSENBERG, N. As transferências internacionais de tecnologia: implicações para os países industrializados. In: ROSENBERG, Nathan. Por dentro da caixa preta: tecnologia e economia. Campinas: Editora Unicamp, 2005 (Coleção Clássicos da Inovação, 1ª edição em inglês 1982).
  • [19] SANTOS, E. C. C. Fluxos internacionais de tecnologia e a divisão internacional do trabalho: uma abordagem evolucionária. Tese (Doutorado em Economia) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2014.
Como citar:

Falcão, Daniela; Paranhos, Julia; Freire, Livia; "REFERENCIAL METODOLÓGICO PARA A MENSURAÇÃO DOS FLUXOS INTERNACIONAIS DE TECNOLOGIA: UMA REVISÃO DA LITERATURA", p. 884-894 . In: Anais do IV Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/iv-enei-2019-5.6-067

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações