Artigo - Open Access.

Idioma principal

QUANTIFICAÇÃO DAS TAXAS DE EMISSÕES ANUAIS DE CO, NOx E MP DE ÔNIBUS URBANOS DAS CIDADES COM AS CINCO MAIORES FROTAS DO BRASIL

SILVA, Fábio Paiva da; ALVES, Ananda Cristina Fróes; FRAGOSO, Gabriela Araújo; SILVA, Jéssica Cristina Conte da;

Artigo:

Uma das principais consequências do crescimento urbano é uma maior demanda por infraestrutura e serviços, sendo a mobilidade urbana uma das mais significativas. Entretanto, os veículos são uma das principais fontes de poluição atmosférica nas cidades. No Brasil, 21,2% da população de cidades com mais de 60000 habitantes usa os ônibus como principal meio de transporte. Portanto, o objetivo do trabalho é quantificar a taxa de emissão de CO, NOx e MP dos ônibus de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre. Para isso, foi utilizada metodologia desenvolvida pelo Ministério do Meio Ambiente, no 1º Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários. O principal resultado obtido foi que a cidade de São Paulo sozinha tem maior taxa de emissão anual de poluentes se comparada às outras quatro cidades juntas. O desenvolvimento de tecnologias mais sustentáveis e maior atuação do poder público podem tornar o problema da poluição do ar menos danoso nos grandes centros urbanos do Brasil.

Artigo:

Palavras-chave: Poluição do ar, emissão de poluentes, ônibus urbanos,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-qa-008-5109

Referências bibliográficas
  • [1] BHTRANS. Sistema de transporte por ônibus convencional e BRT em BH. 2016. Disponível em: http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal/page/portal/portalpublicodl/Temas/Onibus/gestao-transporte-onibus-2013/Dados%20Gerenciais%20do%20Sistema%20de%20Transporte%20P%C3%BAblico%20por%20%C3%94nibus%20do%20Munic%C3%ADpio%20de%20BH.pdf
  • [2] BUBICZ, M. E., SELLITTO, M. A. Considerações sobre impactos ambientais causados pelo transporte coletivo urbano de passageiros. Revista Liberato, Novo Hamburgo, v. 13, n. 19, p. 01-XX, jan./jun. 201
  • [3] FAIZ, A. WEAVER, C. S. WALSH, M. P. Air Polluiton from motor Vehicles: standards and technologies for controlling emissions. Washington: The World Bank. 1996.
  • [4] FETRANSPOR. Mobilidade Urbana: setor em números. 2015. Disponível em: https://www.fetranspor.com.br/mobilidade-urbana-setor-em-numeros.
  • [5] IBGE. Frota municipal de veículos. 201 Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/painel/frota.php. Acesso em: 24 mar. 2016.
  • [6] MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. 1º Inventário nacional de emissões atmosféricas por veículos automotores rodoviários. 2011.
  • [7] MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Poluentes Atmosféricos. Sem data. Disponível em http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/qualidade-do-ar/poluentes-atmosf%C3%A9ricos
  • [8] PORTO ALEGRE. Idade da frota. 2015. Disponível em: http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/eptc/usu_doc/idade_media_da_frota.pdf
  • [9] SINDICATO NACIONAL DA INSDÚSTRIA DE COMPONENTES PARA VEÍCULOS AUTOMOTORES (SINDIPEÇAS). Relatório da Frota Circulante de 2016. Disponível em: http://www.sindipecas.org.br/sindinews/Economia/2016/RFC_2016.pdf. Acesso em: 22 mar. 2016.
  • [10] SPTRANS. Indicadores. 2016. Disponível em http://www.sptrans.com.br/indicadores/.
Como citar:

SILVA, Fábio Paiva da; ALVES, Ananda Cristina Fróes; FRAGOSO, Gabriela Araújo; SILVA, Jéssica Cristina Conte da; "QUANTIFICAÇÃO DAS TAXAS DE EMISSÕES ANUAIS DE CO, NOx E MP DE ÔNIBUS URBANOS DAS CIDADES COM AS CINCO MAIORES FROTAS DO BRASIL", p. 612-620 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-qa-008-5109

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações