Artigo - Open Access.

Idioma principal

QUALIDADE DA ÁGUA DA LAGOA DO PARQUE POLIESPORTIVO DE ITAPETINGA, BA

LEMOS, Rafael Santos; CAVALCANTE, Kamila Dias Costa; VIEIRA, Geisa Souza; COSTA, Lucas Emmanuel Marques; PILOTO, Hícaro Oliveira; SILVÃO, Natália Andrade; BARROS, Flávia Mariani;

Artigo:

A qualidade da água no planeta vem piorando devido ao aumento populacional e falta de políticas públicas voltadas para sua preservação. A grande expansão populacional está diretamente ligada ao aumento da poluição dos corpos hídricos, diminuindo sua qualidade tanto para o consumo como para uso recreativo. O monitoramento dos corpos d’água surge da necessidade de conhecer como as variáveis físicas, químicas e biológicas interferem diretamente em sua qualidade e na vida da população. O objetivo desse trabalho foi realizar o monitoramento da qualidade da água da lagoa do Parque Poliesportivo da Lagoa, situada no município de Itapetinga – BA, por meio das variáveis: pH, turbidez, condutividade elétrica, sólidos totais, fixos e voláteis, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio e coliformes totais e termotolerantes.

Artigo:

Palavras-chave: Recursos hídricos, poluição, ambientes lênticos,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-ma-001-4946

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional de Meio Ambiente, CONAMA. Resolução CONAMA nº 357 de 17 de março de 2005. – In: Resoluções, 2005. Disponível em: . Acesso em 29 de março de 2016.
  • [2] BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional de Meio Ambiente, CONAMA. Resolução CONAMA nº 274 de 29 de novembro de 2000. – In: Resoluções, 2005. Disponível em: . Acesso em 29 de março de 2016.
  • [3] FILHO, Jefferson Trindade et al. DETERMINAÇÃO DE COLIFORMES TOTAIS E TERMOTOLERANTES EM AMOSTRA DE QUEIJO. Departamento De Tecnologia E Ciência Dos Alimentos. Centro De Ciências Rurais. Universidade Federal De Santa Maria. Rio Grande do Sul. 2009.
  • [4] FIORUCCI, A.R. e BENEDETTI -Filho, E. A importância do oxigênio dissolvido em ecossistemas aquáticos. QUÍMICANOVA NA ESCOLA, n. 22, p. 10-16, 2005.
  • [5] FRANCO, B.D.M. Microbiologia dos Alimentos. Ed. Atheneu, São Paulo, 2003.
  • [6] Guia nacional de coleta e preservação de amostras:água, sedimento, comunidades aquáticas e efluentes líquidos. São Paulo: CETESB; Brasília: ANA, 2011.
  • [7] MORAES, Danielle Serra de Lima; JORDÃO, Berenice Quinzani. Degradação de recursos hídricos e seus efeitos sobre a saúde humana. Rev Saúde Píblica2002;36(3):370-4.
  • [8] SANTOS, I.; FILL, H. D.; SUGAI, M. R. V. B.; BUBA, H.; KISHI, R. T.; MARONE, E.; LAUTERT, L. F. Hidrometria Aplicada. Curitiba: Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento, 2001. 372 p.
  • [9] TRENTIN, Patrícia S.; BOSTELMANN, Eleine. Para sólidos totais, dissolvidos e em suspensão. Programa Interlabotarial. São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em 23 de março de 2016.
  • [10] VON SPERLING, M.,1995. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos; vol1, SEGRAC, Minas Gerais.
  • [11] ZAGATTO,P.A.; INQUE,J.; NAKAHIRA,S.; BERTOLETTI,E.; GHERARDI-GOLDSTEIN, E., 1993. Dispersão de efluentes e os padrões ambientais; Ambiente; vol7, No 1.
Como citar:

LEMOS, Rafael Santos; CAVALCANTE, Kamila Dias Costa; VIEIRA, Geisa Souza; COSTA, Lucas Emmanuel Marques; PILOTO, Hícaro Oliveira; SILVÃO, Natália Andrade; BARROS, Flávia Mariani; "QUALIDADE DA ÁGUA DA LAGOA DO PARQUE POLIESPORTIVO DE ITAPETINGA, BA", p. 1132-1137 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-ma-001-4946

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações