Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

PRÁTICA PROJETUAL EM DESIGN DE AMBIENTES: RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE A INSERÇÃO DA METODOLOGIA APLICADA À COMPLEXIDADE

Fernandes, Anna Laura Scarabelli; Bahia, Isabella Pontello; Pessôa, Sâmela Suélen Martins Viana; Rosendo, Francislaine da Costa;

Artigo Completo:

O estudo em questão tem como cerne a proposta de abordagem da metodologia de projeto empregada no curso de design de ambientes da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Tem como objetivo retratar as peculiaridades do design enquanto atividade projetiva para a constituição de ambientes, bem como ilustrar a proposta de projeto aplicado atualmente na disciplina de prática projetual. O artigo, assim como a metodologia, contempla as questões abstratas e complexas as quais o projeto de design se depara na atualidade. Parte da compreensão de que o curso de design de ambientes da UEMG tem empregado uma metodologia antiga que ainda se baseia em conteúdos previsíveis e traz consigo uma maneira linear de projetar. Dessa forma pretende, pois, fazer um panorama da inserção da metodologia no curso de design de ambientes, compreendendo o próprio curso e a evolução dos questionamentos em design de ambientes no que tange os aspectos metodológicos.

Artigo Completo:

Palavras-chave: design de ambientes; metodologia; complexidade; prática projetual.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0109

Referências bibliográficas
  • [1] ABREU, Simone Maria Brandão Marques. Aspectos subjetivos relacionados ao Design de Ambientes: um desafio no processo projetual 2015, 135 f. Dissertação (Mestrado em Design), Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.
  • [2] BAXTER, Mike. Projeto de produto: guia prático para o desenvolvimento de novos produtos. São Paulo: Blucher, 1998.
  • [3] BEZERRA, Charles. O Designer Humilde: lógica e ética para inovação. São Paulo: Rosari, 2008.
  • [4] BONSIEPE, Gui. A Tecnologia da Tecnologia. São Paulo: Blucher, 1983.
  • [5] BOURDIEU, P. Esquisse d'une théorie de Ia pratique. Tradução das partes: "Les trois modes de connaissance" e "Structures, habitus et pratiques". In: -. Esquisse d'une théorie de Ia pratique. Geneve, Lib. Droz, 1972. p. 162-89. Traduzido por Paula Montero.
  • [6] BROWN, T. Design thinking. Harvard Business Review, p. 84-92, june 2008. Disponível em: http://www.ideo.com/images/uploads/thoughts/IDEO_HBR_ Design_ Thinking.pdf. Acesso em: 24 nov. 2011.
  • [7] BÜRDEK, Bernard E. História, Teoria e Prática do Design de Produtos. Tradução de Freddy Van Camp. São Paulo: Blücher, 2006.
  • [8] CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 2013. 264p.
  • [9] _______________. Uma Introdução à História do Design. São Paulo: Blücher, 2000.
  • [10] CASANOVA, José Luiz. A teoria da prática: uma prática menos teorizada. Revista Sociologia: Problemas e Práticas. Nº17, p.61 a 73, 1995.
  • [11] CELASCHI, F.; MORAES, D. Futuro, bem-estar, interdependência: palavras-chave para o design contemporâneo. Cadernos de Estudos Avançados em Design - design e humanismo - 2013 - p. 35-60.
  • [12] CROSS, N. engineering design methods. Chichester: John Wilwy & Sons, 2008.
  • [13] DESIGN COUNCIL. Eleven Lessons: managing design in eleven global companies. 5 nov. 2007. Disponível em: http://designcouncil.org.uk/Documents/ Publications/Desk%20Research%20Report.pdf. Acesso em: 15 dez. 2009.
  • [14] DIAS, Maria Regina Álvares Correia. O Ensino Do Design: a interdisciplinaridade na disciplina de projeto em design. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado. Florianópolis, 2004.
  • [15] FRANCO, Jane E. Monteiro; ARAÚJO, Maria Antonieta. Projeto Pedagógico curso de design de ambientes. Escola de Design da UEMG. Belo Horizonte, Setembro, 2003.
  • [16] ICSID 29ª Assembleia Geral realizada em outubro de 2015 em Gwangju, Coréia do Sul. Disponível em: . Acesso no dia 15/04/20
  • [17] KRUCKEN, Lia. Competências para o design na sociedade contemporânea. In: Caderno de estudos avançados em design - transversalidade, caderno 2, v.1, Dijon de Moraes e Lia Krucken (org.), 2008.
  • [18] LÖBACH, Bernd. Design Industrial: Bases para a configuração dos produtos industriais. Tradução de Freddy Van Camp. São Paulo: Blucher, 2001.
  • [19] MALDONADO, Tomás. Design Industrial. Tradução de José Francisco E. M. Lisboa: Edições 70, 1999.
  • [20] MORAES, Dijon de. Metaprojeto como modelo projetual. In: Strategic Design Research Journal, 3(2): 62-68 maio-agosto, 2010.
  • [21] MOREIRA, Samantha. C. O. Interiores de Casas Residenciais em Belo Horizonte: a década de 1950. 2006. 137f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.
  • [22] MOZOTA, Brigite Borja de. Gestão do design: usando o design para construir valor de marca e inovação corporativa. Porto Alegre: Bookman, 2011.
  • [23] VAN DER LINDEN, Júlio Carlos de Souza; LACERDA, André Pedroso. Metodologia projetual em tempos de complexidade. In: Pelos caminhos do design: metodologia de projeto.
  • [24] MARTINS, Rosane Fonseca de Freitas e VAN DER LINDEN, Júlio Carlos de Souza (organizadores). Londrina: EDUEL, 2012.
  • [25] VIANNA, Maurício. Design thinking: inovação em negócios. Rio de Janeiro: MJV Press, 2012.
Como citar:

Fernandes, Anna Laura Scarabelli; Bahia, Isabella Pontello; Pessôa, Sâmela Suélen Martins Viana; Rosendo, Francislaine da Costa; "PRÁTICA PROJETUAL EM DESIGN DE AMBIENTES: RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE A INSERÇÃO DA METODOLOGIA APLICADA À COMPLEXIDADE", p. 1280-1292 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0109

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações