Artigo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Uma Rede Internacional de Clubes de Ciências para desenvolver e compartilhar experiências inovadoras com metodologias de aprendizagem para educação científica

Uma Rede Internacional de Clubes de Ciências para desenvolver e compartilhar experiências inovadoras com metodologias de aprendizagem para educação científica

Pedron, Natalia Bagattoli; Tomio, Daniela;

Artigo:

Neste relato socializamos a experiência do desenvolvimento da Rede Internacional de Clubes de Ciências (RICC) como um contexto online que reúne Clubes de Ciências de escolas da América Latina. Os Clubes de Ciências são contextos de educação científica que funcionam no contraturno escolar, onde estudantes livremente associados, com orientação de um professor, desenvolvem investigações e outras ações de iniciação científica. Existem mais de mil Clubes de Ciências em escolas públicas da América Latina, assim a RICC foi criada com o objetivo de ser um espaço para compartilhar e co-criar experiências inovadoras com metodologias de aprendizagem para educação científica de estudantes da Educação Básica. Com isso, clubistas, professores, pesquisadores que têm os Clubes de Ciências como contexto de ação pedagógica na escola ou de pesquisa podem conhecer diferentes clubes no Brasil e em outros países, compartilhar suas práticas, dentre outras atividades. Compreendemos que os Clubes de Ciências podem contribuir para cenários inovadores de educação científica nas escolas, onde os estudantes podem participar de outros contextos de aprendizagem. A Rede Internacional de Clubes de Ciências, uma iniciativa extensionista na Universidade Regional de Blumenau - Santa Catarina, articula a universidade e as escolas, contribuindo para divulgação e desenvolvimento dessas ações de inovação educacional com foco na educação científica.

Artigo:

Neste relato socializamos a experiência do desenvolvimento da Rede Internacional de Clubes de Ciências (RICC) como um contexto online que reúne Clubes de Ciências de escolas da América Latina. Os Clubes de Ciências são contextos de educação científica que funcionam no contraturno escolar, onde estudantes livremente associados, com orientação de um professor, desenvolvem investigações e outras ações de iniciação científica. Existem mais de mil Clubes de Ciências em escolas públicas da América Latina, assim a RICC foi criada com o objetivo de ser um espaço para compartilhar e co-criar experiências inovadoras com metodologias de aprendizagem para educação científica de estudantes da Educação Básica. Com isso, clubistas, professores, pesquisadores que têm os Clubes de Ciências como contexto de ação pedagógica na escola ou de pesquisa podem conhecer diferentes clubes no Brasil e em outros países, compartilhar suas práticas, dentre outras atividades. Compreendemos que os Clubes de Ciências podem contribuir para cenários inovadores de educação científica nas escolas, onde os estudantes podem participar de outros contextos de aprendizagem. A Rede Internacional de Clubes de Ciências, uma iniciativa extensionista na Universidade Regional de Blumenau - Santa Catarina, articula a universidade e as escolas, contribuindo para divulgação e desenvolvimento dessas ações de inovação educacional com foco na educação científica.

Palavras-chave: Clube de Ciências. Rede Internacional de Clubes de Ciências. Inovação educacional. Metodologia de aprendizagem. Educação científica.,

Palavras-chave: Clube de Ciências. Rede Internacional de Clubes de Ciências. Inovação educacional. Metodologia de aprendizagem. Educação científica.,

DOI: 10.5151/eduforadacaixa-12

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, J. M. et al. Sentidos subjetivos relacionados com a motivação dos estudantes do clube de ciências da ilha de Cotijuba. Ensaio. V. 14, n.03, p. 97-110, 2012.
  • [2] ARIAS, W. R. La Innovación Educativa, instrumento de desarrollo. Disponível em: http://www.uaa.mx/direcciones/dgdp/defaa/descargas/innovacion_ educativa_octubre.pdf. Acesso em: 20 ago. 2019.
  • [3] GOMES, C. M. B. Aspectos Psíquicos e Políticos no Clube de Ciências. Revista do Procirs. Porto Alegre: FDRH, n 01, p. 39-40, 1988.
  • [4] HERMANN, A. P.; TOMIO, D. Clubes de Ciências no contexto na América Latina. In: Encontro nacional de pesquisa em educação em ciências, 11., 2017, Florianópolis.
  • [5] LONGHI, A.; SCHROEDER, E. Clube de Ciências e a Educação Científica: relato de experiência com estudantes do ensino médio usando a criatividade para resolver problemas na comunidade. In: SCHROEDER, E.; SILVA, V. L. de S. Novos Talentos: processos educativos em Ecoformação. Blumenau: Legere, 2014.
  • [6] MESSINA, G. Mudança e Inovação Educacional: notas de reflexão. In: OFICINA REGIONAL DE EDUCAÇÃO PARA A AMÉRICA LATINA E CARIBE, n. 144, 2001, Chile: Anais... Chile: Cadernos de Pesquisa ou UNESCO, p. 225-233, 2001.
  • [7] MENEZES, C.; SCRHOEDER, E.; SILVA, V. L. S. Clubes de Ciências como espaços de alfabetização científica e ecoformação. Atos de Pesquisa em Educação, v. 7, n. 03, p. 811-833, 2012.
  • [8] NUNES, C. S. et al. Critérios e Indicadores de Inovação na Educação. In: EHLERS, A. C. da S.T.; TEIXEIRA, C. S.; SOUZA, M. V. de. Educação fora da caixa: tendência para a educação no século XXI. Florianópolis: Bookess, 2015.
  • [9] PRÁ, G. de ; TOMIO, D. Clube de Ciências: Condições de Produção da Pesquisa em Educação Científica no Brasil. Alexandria (UFSC), v. 7, p. 179-207, 2014.
  • [10] RAMALHO, P. F. N. et al. Clubes de Ciências: educação científica aproximando universidade e escolas públicas no litoral paranaense. Atas... Encontro Nacional de Pesquisa em Ciências, n 08, p. 11, 2011.
  • [11] REDE INTERNACIONAL DE CLUBES DE CIÊNCIAS. Disponível em: https://www.clubesdeciencias.com. Acesso em: 20 ago. 2019.
Como citar:

Pedron, Natalia Bagattoli; Tomio, Daniela; "Uma Rede Internacional de Clubes de Ciências para desenvolver e compartilhar experiências inovadoras com metodologias de aprendizagem para educação científica", p. 142-154 . In: Anais Inovação na educação - Pontes para futuros fora da caixa. Anais do III Encontro Internacional de Inovação na Educação e III ConheCER. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/eduforadacaixa-12

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações