setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

PRODUÇÃO DE BIOFLOCOS EM TANQUES DE CULTIVO FERTILIZADOS COM ÁGUA RESIDUÁRIA DO SETOR SUCROENERGÉTICO

LUVIZOTTO-SANTOS, R; CARAÇA, S. N; MATTOS, L. F. A; BASTOS, R. G; SEKI-DIAS, L. T;

Pôster:

Os bioflocos são agregados de micro-organismos onde bactériasheterotróficas atuam na formação de aglomerados utilizando o N inorgânico e o Cdissolvido para a produção de biomassa bacteriana, a qual é aproveitada como alimentopor peixes e camarões. Apesar do potencial da vinhaça como fertilizante, existem poucosestudos sobre sua utilização na aquicultura. Foi avaliado o potencial da vinhaça,principal água residuária do setor sucroenergético, na formação de bioflocos (BF) emsistema de cultivo do camarão marinho Litopenaeus vannamei em baixa salinidade,através da composição nutricional dos BF coletados. A vinhaça foi utilizada nasconcentrações de 2,5; 5,0; 10 e 20% em tanques experimentais povoados com 300 póslarvas/m2. Houve mortalidade de 100% nos tanques contendo 10 e 20% de vinhaça. Aofinal de 2 meses de cultivo, o BF dos demais tanques foi coletado e analisado quanto aoteor de proteínas, lipídios, cinzas e carboidratos. A quantidade de proteína bruta foielevada em todos os tratamento (>39,95%), sendo que houve um aumento de 19,2% nostanques contendo 5% de vinhaça. Os valores de lipídios totais ficaram entre 3,41 e4,29%, sendo que houve um aumento de até 126,1% de lipídios poli-insaturados(PUFAs)nos tanques contendo vinhaça. Com base nos elevados teores de proteína bruta equantidade de PUFAs, recomenda-se a utilização da vinhaça diluída (≤5%) paraestimular a formação de BF no cultivo de camarão marinho em baixa salinidade. 

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0158

Referências bibliográficas
  • [1] AVNIMELECH Y, 2009. Biofloc technology. A practical guide book. Baton Rouge: The World Aquaculture Society, 2009. BLIGH EG, DYER WJ, A rapid method of total lipid extraction and purification. Can. J. Biochem Physiol., v. 37(8), p. 911-917, 1959. CHAMBERLAIN G, AVNIMELECH Y, McINTOSH RP, VELASCO M. Advantages of aerated microbial reuse systems with balanced C:N: composition and nutritional value of organic detritus. The Advocate, v. 4, p. 22–24, 200 CORREIA JE, Avaliação da toxicidade da vinhaça tratada quimicamente utilizando Oreochromis niloticus (Perciformes: Cichlidae) como organismo teste. Dissertação. Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Rio Claro, 104 f., 2015. EMERENCIANO M, GAXIOLA G, CUZON G, Biofloc technology (BFT): a review for aquaculture application and animal food industry. In: Biomass now-cultivation and utilization. InTech, 2013. GONZÁLEZ-FÉLIX ML, GATLIN DM, LAWRENCE AL, PEREZ-VELAZQUEZ M, Nutritional evaluation of fatty acids for the open thelycum shrimp, Litopenaeus vannamei: II. Effect of dietary n-3 and n-6 polyunsaturated and highly unsaturated fatty acids on juvenile shrimp growth, survival, and fatty acid composition. Aquac. Nutrit., v. 9(2), p. 115-122, 2003. HORWITZ W, LATIMER G, AOAC Official Method 20011 Protein (crude) in animal feed, forage (plant tissue), grain and oilseeds. Official Methods of Analysis of AOAC International, v. 3, 2000. JORY DE, CABRERA TR, DUGGER DM, FEGAN D, LEE FG, LAWRENCE AL, JACKSON CJ, McINTOSH RP, CASTAÑEDA J, A global review of shrimp feed management: status and perspectives. In: Craig L. Browdy and Darryl E. Jory, editors. The New Wave, Proceedings of the Special Session on Sustainable Shrimp Culture, Aquaculture 200 Baton Rouge: The World Aquaculture Society. 200 KRUMMENAUER K, SEIFERT Jr. CA, POERSCH LH, FOES GK, de LARA GR, WASIELESKY Jr. W, Cultivo de camarões marinhos em sistema de bioflocos: análise da reutilização da água. Atlântica, v. 34(2), p.103-111, 2012. SAMOCHA TM, LAWRENCE AL, COLLINS CA, CASTILLE FL, BRAY WA, DAVIES CJ, LEE PG, WOOD GF, Production of the Pacific white shrimp, Litopenaeus vannamei, in highdensity greenhouse-enclosed raceways using low salinity groundwater. Aquaculture, v. 15, p. 1-19, 2004.
Como citar:

LUVIZOTTO-SANTOS, R; CARAÇA, S. N; MATTOS, L. F. A; BASTOS, R. G; SEKI-DIAS, L. T; "PRODUÇÃO DE BIOFLOCOS EM TANQUES DE CULTIVO FERTILIZADOS COM ÁGUA RESIDUÁRIA DO SETOR SUCROENERGÉTICO", p. 566-569 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0158

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações