Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

PROCEDIMENTO PARA A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE VISUAL PERCEBIDA EM ARTEFATOS PARA PREENSÃO DE LÁPIS

PROCEDURE FOR EVALUATING PERCEIVED VISUAL QUALITY OF PENCIL-HOLDING DEVICES

Marcelino, Juliana Fonsêca de Queiroz; Costa Filho, Lourival; Martins, Laura Bezerra;

Artigo Completo:

Este artigo objetiva apresentar o protótipo de um procedimento para a avaliação da qualidade visual percebida, em artefatos para preensão de lápis, projetado para o desenho ou escrita de pessoas com deficiência motora por sequela neurológica, sob a ótica dos especificadores. A Teoria das Facetas foi adotada no desenho do protótipo da ferramenta proposta, que deve ser confirmada ou reformulada, após o teste das hipóteses inicialmente consideradas.

Artigo Completo:

This article aims to present a prototype for a procedure for the assessment of perceived visual quality of pencil gripping devices used by children with motor disabilities from the perspective of their specifiers. Facets Theory was adopted in the proposed methodological prototype design, which must be confirmed or reformulated after testing the initially considered hypotheses.

Palavras-chave: artefatos para preensão do lápis, tecnologia assistiva, qualidade visual percebida,

Palavras-chave: pencil-holding devices, assistive technology, perceived visual quality,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0073

Referências bibliográficas
  • [1] BARBOSA FILHO, A.N.. Diretrizes para a escolha do produto de tecnologia assistiva. In: OLIVEIRA, A.I.A.; LOURENÇO, J.M.Q.; LOURENÇO, M.G.F. Perspectiva da Tecnologia Assistiva no Brasil: pesquisa e prática. Belém: EDUEPA, 2008, p. 115-120.
  • [2] BINS ELY, V. H. Acessibilidade Espacial: Condições necessárias para o projeto de ambientes inclusivos. In: MORAES, A. (Org.). Ergonomia do ambiente construído: ambiente urbano, ambiente público, ambiente laboral. Rio de Janeiro: iUsEr, 2004, p. 17-40.
  • [3] BERLYNE, D. E. Ends and meanings of experimental aesthetics. Canadian Journal of Psychology, n. 26, p. 303-325, 1972.
  • [4] BILSKY, W.. A Teoria das Facetas: noções básicas. In Estudos de Psicologia, v.8, n.3, 2003. p.357-365.
  • [5] BRASIL. Comitê de Ajudas Técnicas – CAT. Ata da Reunião VII do Comitê de Ajudas Técnicas. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, CORDE/SEDH/PR, dez. 2007. Disponível em: . Acesso em: 31 jan 2012.
  • [6] CANTER, D.; BROWN, J.; GROAT, L. A multiple sorting procedure for studying conceptual systems, In: BRENNER, M., BROWN, J., CANTER, D. (Eds). The research interview: uses and approaches. London: Academic Press 79- 114.
  • [7] COSTA FILHO, L. L. O enfoque da Teoria das Facetas na avaliação de lugares. In: V ENEAC – ENCONTRO NACIONAL DO AMBIENTE CONSTRUÍDO E VI SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE INTEGRAL, 2014. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: LEUI | PUC-Rio, V ENEAC, 2014.
  • [8] KAPLAN, S.. Perception and landscape: conceptions and misconceptions. In: NASAR, Jack. (Ed.). Environmental aesthetics: theory, research, and application. New York: Cambridge University Press, 198 p. 45-55.
  • [9] KINTSCH, A. et al. A Framework for the Adoption of Assistive Technology. In: SWAAAC 2002 - “Supporting Learning Through Assistive Technology”, Winter Park, Colorado, 2002.
  • [10] JORDAN, P.W. An introduction to usability. London: Taylor& Francis, 2000.
  • [11] KINTSCH, A; DE PAULA, R. A Framework for the Adoption of Assistive Technology. In: SWAAAC 2002 - “Supporting Learning Through Assistive Technology”, Winter Park, Colorado, 2002.
  • [12] LÖBACH, B. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais. São Paulo: Blucher, 2011.
  • [13] MORAES, A. Prefácio. In: MORAES, A.. (Org.). Ergodesign do Ambiente construído e Habitado: Ambiente Urbano, Ambiente Público, Ambiente Laboral. Rio de Janeiro: iUsEr, 2004. p. 7-15.
  • [14] NASAR, J. L.. The evaluative image of places. In WALSON, W. B., CRAIK, K. H., PRICE, R. H.. (Eds.). Person-environment psychology: New directions and perspectives. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, Inc., 2000.
  • [15] ROAZZI, A.; MONTEIRO, C.; RULLO, G.. Residential satisfaction and place attachment: in cross-cultural investigation. In: COHEN, A. (Ed). Facet Theory and scaling: search of structure in behavioral and social sciences. Israel: Rubin R. I. D, 2009.
  • [16] SHUMWAY-COOK, A.; WOOLLACOTT, M. H. Controle motor: teoria e aplicações práticas. São Paulo: Manole, 2003.
  • [17] SHYE, S.; ELIZUR, D.; HOFFMAN, M. Introduction to Facet Theory: Content design and intrinsic data analysis in behavioral research. London: Sage, 1994.
Como citar:

Marcelino, Juliana Fonsêca de Queiroz; Costa Filho, Lourival; Martins, Laura Bezerra; "PROCEDIMENTO PARA A AVALIAÇÃO DA QUALIDADE VISUAL PERCEBIDA EM ARTEFATOS PARA PREENSÃO DE LÁPIS", p. 745-756 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0073

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações