Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

PLANEJAMENTO ECONÔMICO E POLÍTICA INDUSTRIAL NA CHINA: DOS PLANOS QUINQUENAIS AO MADE IN CHINA 2025

Ferraz, Giselle Caroline Marques; Diegues, Antônio Carlos;

Artigo completo:

A tradição de planejamento econômico da China aliada à continuidade proporcionada pelo sistema unipartidário, permitiu que o país executasse um plano de desenvolvimento gradual. As transformações estruturais e a indústria sempre estiveram em foco nos Planos Quinquenais chineses, embora com alvos diferentes no decorrer do tempo. Este trabalho buscará demonstrar como a política industrial chinesa se moldou no decorrer do tempo para que fosse possível uma transformação gradual que culmina na mais recente fase do desenvolvimento chinês: a busca pela endogeneização da inovação tecnológica e o catching up com a indústria 4.0.

Artigo completo:

Palavras-chave: China, Made in China, planejamento, Planos Quinquenais, indústria,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/iv-enei-2019-6.1-059

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, E. M. Plano x mercado na história do pensamento econômico: diferentes contextos e lições de quatro rodadas de um grande debate. Belo Horizonte: CEDEPLAR, 2007.
  • [2] AMARAL, G. C. G. do. Compreendendo as raízes do crescimento econômico da China: uma anatomia das State-Owned Enterprises (SOEs). Trabalho de Conclusão de Curso (Graduacao em Relacoes Internacionais) – Faculdade de Filosofia e Ciencias, Universidade Estadual Paulista, Marilia, 2010.
  • [3] AMATO, Pedro Muñoz. Planejamento. Rio de Janeiro: FGV, 1955. 55 p. Separata de Introducción a la administración pública . México: Fondo de Cultura Económica, 1955. Cap.
  • [4] ARBIX, G. et al. Made in China 2025 e Industrie 0: a difícil transição chinesa do catching up à economia puxada pela inovação. Tempo soc. vol.30 no.3 São Paulo Sept./Dec. 2018
  • [5] BERTOLDI et al. (2016). Can Economic Transitions Be Planned? China and the 13th Five-Year Plan. European Commission Economic Brief, September 2016.
  • [6] BRIKEN, K. et al. The new digital workplace: how new technologies revolutionise work. London, Palgrave, 2017.
  • [7] CHAMBRE, H. A economia planificada. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 196
  • [8] CHANG, Ha-Joon.. State-owned enterprise reform. New York: United Nations DESA, 2007. Disponível em: ,acesso em: 05/12/2016.
  • [9] CHOW, Gregory C. Economic Planning in China. 2011. Disponível em: https://www.princeton.edu/ceps/workingpapers/219chow.pdf
  • [10] CHVIRKOV, Iú. M. O planejamento econômico de Estado. Rússia: Edições progresso moscovo, 1980.
  • [11] DELGADO, I. Política industrial na China, na Índia e no Brasil: legados, dilemas de coordenação e perspectivas. 2015. Disponível em:< http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/3632/1/td_2059_.pdf> . Acesso em: 20/07/2019
  • [12] FAN, C. China’s Eleventh Five-Year Plan (2006–2010): From “Getting Rich First” to “Common Prosperity”. Eurasian Geography and Economics, 2006, 47, No. 6, pp. 708–723.
  • [13] FAN, Cindy. China’s Eleventh Five-Year Plan (2006–2010): From “Getting Rich First” to “Common Prosperity”. Eurasian Geography and Economics, 2006, 47, No. 6, pp. 708–723.
  • [14] FAN, G. e HE, L. China’s 12th Five-Year Plan. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01/12/2016
  • [15] FAN, Gang e HE, Liping. China’s 12th Five-Year Plan. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01/12/2016
  • [16] FERRAZ, G. Estado e planejamento econômico na China: uma análise histórico-econômica com base nos planos quinquenais. Monografia – Ciências Econômicas, Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2017.
  • [17] FULONG, Wu. Planning for Growth: Urban and Regional Planning in China. New York & London, Routledge, RTPI Library Series, 2015.
  • [18] JABBOUR, Elias Marco Khalil. Projeto nacional, desenvolvimento e socialismo de Mercado na China de hoje. São Paulo, 2010. Tese (Doutorado em geografia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.
  • [19] KAPP, Karl W. Economic Regulation and Economic Planning. The American Economic Review, Vol. 29, No. 4 (Dec., 1939), pp. 760-773. Disponível em: Acessado em 13/11/2016
  • [20] KENNEDY, S. e JOHNSON, C. Perfecting China, Inc.: The 13th five-year plan. 2016. Disponível em:< https://csis-prod.s3.amazonaws.com/s3fs-public/publication/160521_Kennedy_PerfectingChinaInc_Web.pdf>. Acesso em: 05/01/2017.
  • [21] KENNEDY, Scott e JOHNSON, Christopher K. Perfecting China, Inc.: The 13th five-year plan. 2016. Disponível em:< https://csis-prod.s3.amazonaws.com/s3fs-public/publication/160521_Kennedy_PerfectingChinaInc_Web.pdf>. Acesso em: 05/01/2017.
  • [22] KON, Anita. Subsídios teóricos e metodológicos ao planejamento econômico público. Relatório de pesquisa nº 12/1997. Disponível em:
  • [23] LANDAUER, Carl. Theory of national economic planning. University of California, 1947.
  • [24] LANGE, O. Ensaios sobre planificação econômica. Sao Paulo: Nova Cultural, 1986.
  • [25] ¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬LAWRENCE, Susan V. e MARTIN, Michael F. Understanding China’s Political System. Congressional Research Service, 2013. Disponível em: . Acesso em: 30/10/2016
  • [26] LEPIKSON, João Augusto Pessôa. O socialismo de mercado e o capitalismo de estado: o afastamento da estratégia chinesa em relação à teoria leninista de transição. (Trabalho de conclusão da Graduação em Economia – UFBA/FCE). Salvador: 2007.
  • [27] LI, Xing e SHAW, Timothy M. The Political Economy of Chinese State Capitalism. JCIR: VOL. 1, No. 1 (2013). Disponível em: < https://journals.aau.dk/index.php/jcir/article/viewFile/218/155>. Acesso em: 20/11/2016
  • [28] MASIERO, G. e COELHO, D. A política industrial chinesa como determinante de sua estratégia going global. Revista de Economia Política, vol. 34, nº 1 (134), pp. 139-157, janeiro-março.2014.
  • [29] MATTLIN, M. Chinese strategic state-owned enterprises and ownership control. Asia Papers. Vol. 4, n. 6, 2009. Disponivel em: Acesso em: 29 nov. 2011.
  • [30] PEDROZO, Gustavo Erler. A via chinesa de desenvolvimento e o papel das empresas estatais na dinamização da economia. Marília: Aurora, ano III, n 4 – julho de 2009
  • [31] SUJIAN, G. The Ownership reform in China: what direction and how far? Journal of Contemporary China, n. 12, ago 2003. Disponivel em: .
  • [32] SZAMOSSZEGI, Andrew e KYLE, Cole. An Analysis of State‐owned Enterprises and State Capitalism in China. Washington: U.S.-China Economic and Security Review Commission. October 26, 2011. Disponível em: . Acesso em: 13/10/2016
  • [33] WEBSITE China.org.cn. Five-year Plans. Disponível em: . Acesso em: 10/12/2016
  • [34] WEBSITE China.org.cn. Five-year Plans. Disponível em: . Acesso em: 10/12/2016
  • [35] WÜBBEKE, Jost et al. Made in China: the making of a high-tech superpower and consequences for industrial countries. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23/05/2019.
  • [36] YASHENG, H. Capitalism with chinesese characteristics. New York: Cambridge University Press, 2008.
  • [37] ZHANG, Rui e WANG, Zhiyong. “Key Points of the 11th Five-Year Guidelines”. China.org.cn, March 7, 2006 [http://www.china.org.cn/english/20061h-160403.htm].
  • [38] ZHENG, Yongnian. China, an emerging power, is exploring its own development model. China Economist. n. 24, jan/fev 2010. Disponivel em: .
Como citar:

Ferraz, Giselle Caroline Marques; Diegues, Antônio Carlos; "PLANEJAMENTO ECONÔMICO E POLÍTICA INDUSTRIAL NA CHINA: DOS PLANOS QUINQUENAIS AO MADE IN CHINA 2025", p. 1102-1120 . In: Anais do IV Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/iv-enei-2019-6.1-059

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações