Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

PERCEPÇÃO DE DESCONFORTO AO TOCAR E EMPURRAR CADEIRAS DE RODAS: PARÂMETROS PARA O DESIGN ERGONÔMICO

LANUTTI, Jamille N. de Lima; VASQUEZ, Melissa Marin; IDARRAGA, Oscar Felipe; BERTOLACCINI, Guilherme; MEDOLA, Fausto Orsi; PASCHOARELLI, Luis Carlos;

Artigo Completo:

Este estudo objetivou compreender a percepção de desconforto entre diferentes gêneros de usuários (homens e mulheres) para diferentes usos (condução) de cadeiras de rodas – tocar e empurrar. Participaram do estudo 14 sujeitos adultos sem experiência no uso de cadeira de rodas. Os participantes realizaram as atividades de tocar e empurrar a cadeira de rodas e depois preenchiam o protocolo eletrônico digital, especificamente elaborado para aplicação na Internet. Os resultados apontam que existem diferenças de distribuição de contato e percepção de conforto entre as interfaces (aro e manopla) e entre gêneros feminino e masculino.

Artigo Completo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-conaerg2016-7009

Referências bibliográficas
  • [1] BONFIM, Gabriel Henrique Cruz, et al. Percepção de Desconforto na Utilização de um Produto: Ralador de Queijo. Revista Ação Ergonômica, 2014, vol. 9, no
  • [2] GROENESTEIJN, Liesbeth; EIKHOUT, Sandra M.; VINK, Peter. One set of pliers for more tasks in installation work: the effects on (dis) comfort and productivity. Applied ergonomics, 2004, 35.5: 485-49
  • [3] HOGETOP, Luisa; SANTAROSA, Lucila. Tecnologias assistivas: viabilizando a acessibilidade ao potencial individual. Informática na educação: teoria & prática, 2002, vol. 5, no 2.
  • [4] KIRBY, R. Lee, et al. The manual wheelchair-handling skills of caregivers and the effect of training. Archives of Physical Medicine and Rehabilitation, 2004, vol. 85, no 12, p. 2011-2019.
  • [5] KUIJT-EVERS, L. F. M.; EIKHOUT, S. M. Development process of a new masoner's trowel. In: IEA2006: 16th World Congress on Ergonomics. 2006.
  • [6] LEE, Sang-Yeol, et al. Comparison of shoulder and back muscle activation in caregivers according to various handle heights. Journal of physical therapy science, 2013, vol. 25, no 10, p. 1231-1233.
  • [7] OLIVEIRA, Luiza Maria B., et al. Cartilha do Censo 2010–Pessoas com deficiência. Brasília: Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD), Coordenação-Geral do Sistema de Informações sobre a Pessoa com Deficiência, 2012.
  • [8] SCHERER, M., CUSHMAN, L. Measuring subjective quality of life following spinal cord injury: a validation of assistive technology device predisposition assessment.Disability and Rehabilitation, v.23, p.387-393, 2001.
  • [9] SILVA, Danilo Corrêa Silva; INOKUTI, Élen Sayuri; PASCHOARELLI, Luis Carlos. Avaliação de desconforto em atividades manuais a partir do uso de mapas da região palmar: a influência da idade. Human Factors in Design, 2013, vol. 1, no 2.
  • [10] SLATER, Keith. Human Comfort. Springfield (Illinois): Charles C. Thomas, 1985.
  • [11] VINK, P. LOOZE, M.P; KUIJT‐EVERS, L.F.M. Theory of comfort. In: Comfort in Design; principles and good practice. Vink, P. (ed.). CRC Press, 2005. Boca Raton, p.13‐32.
  • [12] WORLD HEALTH ORGANIZATION, et al. Pautas para el suministro de sillas de ruedas manuales en entornos de menores recursos. 2008.
  • [13] WORLD HEALTH ORGANIZATION, et al. Relatório Mundial sobre a deficiencia. The World Bank. Trad Lexicus Serviços Linguísticos. São Paulo: SEDPcD, 2012. WEI, Shun-hwa, et al. Wrist kinematic characterization of wheelchair propulsion in various seating positions: implication to wrist pain. Clinical Biomechanics, 2003, vol. 18, no 6, p. S46-S52.
Como citar:

LANUTTI, Jamille N. de Lima; VASQUEZ, Melissa Marin; IDARRAGA, Oscar Felipe; BERTOLACCINI, Guilherme; MEDOLA, Fausto Orsi; PASCHOARELLI, Luis Carlos; "PERCEPÇÃO DE DESCONFORTO AO TOCAR E EMPURRAR CADEIRAS DE RODAS: PARÂMETROS PARA O DESIGN ERGONÔMICO", p. 896-908 . In: 1º Congresso Internacional de Ergonomia Aplicada [=Blucher Engineering Proceedings, v.3 n.3]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-conaerg2016-7009

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações