Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

Os Living Labs como plataforma de metaprojetação, sustentabilidade e inovação social

Litvin, Aron Krause; Franzato, Carlo; Borba, Gustavo; Freire, Karine;

Artigo Completo:

O caminho do design rumo à sustentabilidade demanda inovação nos modelos de organização e nos processo de projeto. Os Living Labs representam uma possibilidade para desenvolvê-los e praticá-los com a participação de usuários. O artigo apresenta um estudo teórico sobre a relação que é desenvolvível entre Living Labs e metadesign. No processo de habilitação dos usuários à criatividade e ao design, os Living Labs utilizam o princípio de abertura próprio do metadesign. Como resultado, o artigo desdobra o potencial de inovação social ínsito nesta relação.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Living Labs, Inovação, Design Estratégico, Metaprojeto,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-sbds15-2st701c

Referências bibliográficas
  • [1] BITENCOURT, Silvio; BIGNETTI, Luiz. (2012): “A Inovação Social e a Dinâmica de Inovação Aberta na Rede Brasileira de Living Labs”. XXXVI Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro.
  • [2] CELASCHI, F. Dentro al progetto: appunti di merceologia contemporanea. In: CELASCHI,F.; DESERTI, A. Design e innovazione: strumenti e pratiche per la ricerca applicata. Roma:Carocci Editore, 2007, pp. 15-38
  • [3] DE MUL, J. Redesigning design. In: VAN ABEL, B. et al. (org.). Open Design Now: Why Design Cannot Remain Exclusive. Amsterdam: BIS publishers, 2011.
  • [4] ERIKSSON, M.; NIITAMO VELI, P. y KULKKI, S. (2005): “State-of-the-art in utilizing Living Labs approach to user-centric ICT innovation—an European approach”.
  • [5] Technology, vol.1, nº 13, pp. 1-13.
  • [6] European Network of Living Labs (ENoLL). CIDADE, 2015. Disponível em: http://www.openlivinglabs.eu/. Acesso em 10/06/2015
  • [7] FRANZATO, C. O princípio de deslocamento na base do metadesign. In: 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2014, Gramado. Anais. São Paulo:Editora Edgard Blücher, 2014, p. 1187-1196.
  • [8] FRANZATO, C.; CELASCHI, F. Processo de metaprojeto para o desenvolvimento estratégico e a inovação das organizações. In: X P&D Design - Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2012, São Luís. Anais... São Luís: EDUFMA, 2012. p. 1-14.
  • [9] GIACCARDI, E. Metadesign as an Emergent Design Culture. Leonardo, v. 38, n. 4, 2005, p. 342-34
  • [10] GRAY, M., MANGYOKU, M., SERRA, A., SÁNCHEZ, L., & ARAGALL, F. 2014. Integrating Design for All in Living Labs. Technology Innovation Management Review, 4(5): 50-59. http://timreview.ca/article/793.
  • [11] HARTMANN, P.; FRANZATO, C. Design de cenários: uma tecnologia para promover o compartilhamento de conhecimentos em redes de projeto. Revista D: Design, Educação, Sociedade e Sustentabilidade, v. 4, n. 4, 2012, pp. 155-168.
  • [12] OUDEN, Elke. Innovation Design: creating value for people, organizations and society. London: Springer Verlang, 20
  • [13] STEEN, M., MANSCHOT, M., & DE KONING, N. (2011). Benefits of co-design in service design projects. International Journal of Design, 5 (2), 53-60.
  • [14] MANZINI, Ezio. Strategic Design for Sustainability: instruments for radically oriented innovation. In: JÉGOU, F; MANZINI, E. Sustainably everyday: scenarios of urban life. Milano: Edizioni Ambiente, 2003
  • [15] MANZINI, Ezio. Design para a inovação social e sustentabilidade: comunidades criativas, organizações colaborativas e novas redes projetuais. Rio de Janeiro: E-papers, 2008. (Cadernos do Grupo de Altos Estudos; v.1)
  • [16] MANZINI, Ezio. Making Things Happen: Social Innovation and Design. Design Issues: v.30 n.1, 2014.
  • [17] MERONI, Anna. Strategic design: where are we now? Reflection around the foundations of a recent discipline. Strategic Design Research Journal, v.1, n.1, Dec 1, p.31-38. 2008.
  • [18] MORIN, E. A complexidade e a ação. In: MORIN, E. Introdução ao pensamento
  • [19] complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.
  • [20] DE MORAES, D. Conceito. In: DE MORAES, D. Metaprojeto: o design do design.São Paulo: Blücher, 2010.
  • [21] PINTO, Miriam M.P.; FONSECA, Leticia P. (2013): Profundizando la comprensión de los Living Labs de Brasil, Revista CTS, n 23, vol 8, 2013.
  • [22] REYES. Paulo (2010): Construção de cenários no design: o papel da imagem e do tempo. 9 Congresso Brasileiro de P&D em Design.
  • [23] SERRA, A. (2010): “Citilabs: ¿Qué pueden ser los laboratorios ciudadanos?”, Revista La Factoría, vol. 45-46.
  • [24] VERGANTI R. Design, Meanings, and Radical Innovation : A Metamodel and Research Agenda. The Journal of Product Innovation Management, 2008.
  • [25] ZURLO, Francesco. Design Strategico. In: XXI Secolo, vol. IV, Gli spazi e le arti. Roma: Enciclopedia Treccani. 2010.
  • [26] UNCED. United Nations Conference on Environment and Development, Rio deJaneiro, 3-14 jun. 2006. The Rio Declaratiom on Environment and Development. Disponível em: http://www.onu.org.br/rio20/img/2012/01/rio92.pdf Acessado em: 30 Ago. 2015.
Como citar:

Litvin, Aron Krause; Franzato, Carlo; Borba, Gustavo; Freire, Karine; "Os Living Labs como plataforma de metaprojetação, sustentabilidade e inovação social", p. 211-220 . In: Anais do 5º Simpósio Brasileiro de Design Sustentável [=Blucher Design Proceedings, v.2, n.5]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-sbds15-2st701c

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações