Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

OS GÊNEROS TEXTUAIS E O ENEM: O CURRÍCULO EM AÇÃO

SANTANA, Andréia da Cunha Malheiros; PEREIRA, Andréia Lombardi;

Artigo Completo:

O objetivo deste trabalho é investigar a relação entre o que é prescrito nos documentos oficiais e o que é cobrado no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), observando se há alguma regularidade ou não nos gêneros selecionados por esta avaliação externa. Segundo Gil (1992), trata-se de uma pesquisa qualitativa, na qual foram analisados os cadernos de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias de três edições do citado exame (2012, 2013 e 2014), foram analisadas apenas as questões concernentes à disciplina de Língua Portuguesa. Em seguida, foi feita uma pesquisa documental que buscou identificar os saberes que deveriam ser trabalhados no ensino médio, com este objetivo alguns documentos oficiais foram tomados como referência, como os PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) e as Diretrizes Curriculares do Paraná. A fundamentação teórica deste estudo foi desenvolvida a partir da leitura de autores como Freitas (2004) e Sousa (2003), sobre as avaliações externas e a sua influência no currículo; Bakhtin (1992), a respeito do trabalho com gêneros discursivos e os documentos oficiais já citados que indicam os conteúdos a serem desenvolvidos durante a educação básica. Como conclusão, apurou-se que, no ENEM, existe uma priorização de gêneros que fazem parte da esfera de circulação Literária/Artística em detrimento de outros, embora os documentos oficiais preguem a valorização de gêneros de diferentes esferas, isto não acontece na prática. Os dados levantados reforçam a importância que, além de trabalhar os conteúdos previstos no exame durante os cursos de formação docente como uma forma de otimizar o desempenho dos estudantes secundaristas, e consequentemente, a democratização do ensino superior, é preciso que tais cursos promovam a leitura crítica dos documentos oficiais que valorizam um tratamento igual aos diferentes gêneros enquanto os processos seletivos ainda privilegiam gêneros e autores consagrados.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Gêneros Textuais; ENEM; Formação de Professores,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-006

Referências bibliográficas
  • [1] BAKHTIN, Michail (Volochinov). Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
  • [2] BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Lei De Diretrizes e Bases da Educação 9394. Brasília: MEC, 1996. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2014.
  • [3] BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Lei de Aprovação do PNE – Plano Nacional de Educação. Brasília: MEC, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso em: 27 fev. 2015.
  • [4] BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 1998. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2015.
  • [5] BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio): parte II – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 1998. Disponível em: < http://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/pcn/linguagemcodigos-e-suas-tecnologias.pdf>. Acesso em: 23 jun. 201
  • [6] BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. ENEM: Sobre o ENEM. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2014.
  • [7] BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. ENEM: Comitê de Governança. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2014
  • [8] BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. ENEM: Conteúdo das provas – Matrizes de Referência. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2014
  • [9] BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. ENEM: Provas e gabaritos. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2014.
  • [10] BRASIL, Resolução no. 02. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=17719-res-cne-cp-002-03072015&category_slug=julho-2015-pdf&Itemid=30192 Acesso em 15 nov. 2016.
  • [11] FREITAS, Luiz Carlos de. A avaliação e as reformas dos anos de 1990: novas formas de exclusão, velhas formas de subordinação. Educação Social, Campinas, vol. 25, n. 86, p. 133- 170, abril 2004.
  • [12] GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 175 p
  • [13] MARCUSCHI, Luiz A. Gêneros Textuais: Configuração, Dinamicidade e Circulação. In: KARWOSKI, B. G.;BRITO, K.S. Gêneros Textuais: Reflexões e Ensino. Palmas e União da Vitória, PR: Kaygangue, 2005.
  • [14] PARANÁ. Departamento de Educação Básica. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica: Língua Portuguesa. Paraná: DEB, 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2015.
  • [15] ROJO, Roxane. Gêneros do discurso e gêneros textuais: questões teóricas e aplicadas. In: MEURER, J. L., BONINI, Adair, MOTTA-ROTH, Désirée (orgs.). 2. ed. Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005. p. 184-207.
  • [16] SCARAMUCCI, M. V.R. Efeito Retroativo da Avaliação no Ensino/Aprendizagem de Línguas: O Estado da Arte. In: Trab. Ling. Aplic. Campinas, 43 (2), 2004: 203-226. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/tla/v43n2/a02v43n2.pdf Acesso em 19 nov de 20
  • [17] SOUSA, Sandra Zákia Lian. Possíveis impactos das políticas de avaliação no currículo escolar. Cadernos de Pesquisa, n. 119, p. 175-190, jul. 2003.
  • [18] SOUSA, Sandra Zákia Lian; OLIVEIRA, Romualdo Portela de. Políticas de avaliação da educação e quase mercado no Brasil. Educação Social, Campinas, vol. 24, n. 84, p. 873-895, set. 2003.
Como citar:

SANTANA, Andréia da Cunha Malheiros; PEREIRA, Andréia Lombardi; "OS GÊNEROS TEXTUAIS E O ENEM: O CURRÍCULO EM AÇÃO", p. 67-84 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-006

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações