Dezembro 2020 vol. 8 num. 5 - Colóquio Internacional de Design 2020

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

O Uso de Metodologias Centradas no Usuáriocomo Alternativa para Reduzir o Abandono deTecnologia Assistiva

improved usability and use for longer periods and as a result, there was a gain in range of motion inthe affected limb.

Garcez, Letícia Vasconcelos Morais;

Artigo completo:

Identifica-se atualmente um alto índice de abandono de dispositivos de Tecnologia Assistiva (TA). Hámotivos relatados que demonstram diversos fatores, como a não aceitação da incapacidade; a baixaqualidade de alguns produtos; o desconforto causado pelo dispositivo e ainda, funções não atendidaspela TA. O presente artigo aborda questões de metodologia de projeto de design centrado no usuário,identificando ferramentas utilizadas dentro do processo metodológico que possam auxiliar naexecução de TAs que apresentem maior afinidade com o indivíduo. Tais metodologias tendem a ummaior grau de reflexão no processo de projeto e, ampliam as possibilidades de diretrizes paramelhorar a interação entre o dispositivo de TA e o usuário, contribuindo com suas funções práticas,estéticas e simbólicas. Nesse sentido, o artigo realiza uma análise bibliográfica de metodologias dedesign que apresentem maior aproximação com as demandas de projetos de Tecnologia Assistiva eque atendam às necessidades psicossomáticas dos usuários, promovendo uma vida com maiorindependência. Apresenta-se uma análise de caso no desenvolvimento de uma órtese, na qual foramaplicados métodos de design em seu processo. Através da experiência apresentada, conclui-se queconsiderar o uso de metodologias de design que propõem uma interação maior com o indivíduo,demonstra não só pontos positivos, mas também podem ser exploradas como alternativa pararedução do abandono de Tecnologia Assistiva. Portanto, a identidade do usuário com o dispositivo,refletiu na melhoria da usabilidade e na utilização por maiores períodos e como resultado, houveganho de amplitude de movimento no membro acometido.

Artigo completo:

Currently, a high rate of abandonment of Assistive Technology (TA) devices is identified.There are reported reasons that demonstrate several factors, such as the non-acceptance of thedisability; the low quality of some products; the discomfort caused by the device and also, functionsnot attended by the TA. This article addresses issues of user-centered design methodology, identifyingtools used within the methodological process that can assist in the execution of TAs that have greateraffinity with the individual. Such methodologies tend to a greater degree of reflection in the designprocess and, they expand the possibilities of guidelines to improve the interaction between the ATdevice and the user, contributing with its practical, aesthetic and symbolic functions. In this sense, thearticle performs a bibliographic analysis of design methodologies that are closer to the demands ofAssistive Technology projects and that meet the psychosomatic needs of users, promoting a moreindependent life. A case analysis is presented in the development of an orthosis, in which designmethods were applied to its process. Through the experience presented, it is concluded thatconsidering the use of design methodologies that propose greater interaction with the individual,demonstrates not only positive points, but can also be explored as an alternative to reduce theabandonment of Assistive Technology. Therefore, the user's identity with the device, reflected in improved usability and use for longer periods and as a result, there was a gain in range of motion inthe affected limb

Palavras-chave: Projeto centrado no usuário; Tecnologia Assistiva; Design ergonômico; Design Inclusivo; Órtese,

Palavras-chave: User-centered design; Assistive Technology; Ergonomic design; Inclusive Design;Orthosis,

DOI: 10.5151/cid2020-98

Referências bibliográficas
  • [1] BOUERI, Jorge. Antropometria: fator de dimensionamento da habitação. 1989. 368p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, 1989.
  • [2] BRASIL. Subsecretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Comitê de Ajudas Técnicas. Tecnologia Assistiva. – Brasília: CORDE, 2009. 138 p. Baxter, M. R. Projeto de Produto: Guia Prático para o Design de Novos Produtos. Ed. São Paulo: Editora Blücher, 1998.
  • [3] BOMFIM, Gustavo Amarante. Morfologia dos objetos de uso: uma contribuição para o desenvolvimento de uma teoria do design. In: COUTO, Rita Maria de Souza; FARBIAZ, Jackeline de Lima; NOVAES, Luiza. Gustavo Amarante Bomfim: uma coletânea. Rio de Janeiro: Rio Books, 2014 d, p. 23-3
  • [4] BONSIEPE, Gui. A tecnologia da tecnologia. São Paulo: Ed. Ed. Blucher, 198
  • [5] BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade. São Paulo: Blucher, 2011.
  • [6] BÜRDEK, Bernhard E. Design: história, teoria e prática do design de produtos. São Paulo: E. Blucher, 200 P. 49
  • [7] CARO, Camila Caminha et al. A dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção (OPM) no Departamento Regional de Saúde da 3ª Região do Estado de São Paulo. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCAR, [s.l.], v. 22, n. 3, p.521-529, 2014. Editor Cubo Multimídia. http://dx.doi.org/10.4322/cto.2014.073.
  • [8] COELHO, Luiz Antônio L. Design método. Teresópolis: Novas Ideias, 2006.
  • [9] DIAS, Regina Álvares; GONTIJO, Leila Amaral. ASPECTOS ERGONÔMICOS RELACIONADOS AOS MATERIAIS. Ergodesign & HCI, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p.22-33, ago. 2013.
  • [10] DONG, H., Keates, S., Clarkson P. J.: Inclusive Design in Industry: Barriers, Drivers and the Business Case. Berlin Heidelberg; 2004 p. 305–319
  • [11] GARCEZ, Letícia Vasconcelos Morais. Investigação sobre aproximações e singularidades nos métodos e processos de projeto em arquitetura e design: da teoria à prática dos escritórios. 2017. 183 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós- Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
  • [12] GOMES FILHO, João. Ergonomia do objeto: sistema técnico de leitura ergonômica. São Paulo: Escrituras, 2003.
  • [13] GUIMARÃES, Ana L.S.V. Contextualização da Arte, da Técnica e da Tecnologia no Design Industrial: Um Estudo de Caso na Empresa Eletrolux/Curitiba-PR. Monografia. Programa de Pós Graduação CEFET- PR. 1997.
  • [14] HOCKING, C. Function or feelings: factors in abandonment of assistive devices. Technology and Disability, Amsterdam, v. 11, n. 1-2, p. 3-11, 1999.
  • [15] IIDA, I, BUARQUE, L. M. Ergonomia: projeto e produção. 2. ed. São Paulo: Blucher, 2005.
  • [16] IIDA, I, BUARQUE, L. M. Ergonomia: projeto e produção. 3. ed. São Paulo: Blucher, 20
  • [17] KRIPPENDORFF, Klaus. Content analysis: an introduction to its methodology. 2. ed. Thousand Oaks, Calif: Sage, 2006. p. 413.
  • [18] LANUTTI, Jamille Noretza de Lima. Compreensão dos aspectos emocionais em diferentes Cadeiras de Rodas: Uma contribuição para o Design Ergonômico e Inclusivo. 2019. 233 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Design, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2019.
  • [19] LÖBACH, Bernard. Design Industrial: Bases Para a Configuração dos Produtos Industriais. São Paulo: Edgard Blucher, 2001.
  • [20] MAIA, F.; NIEMEYER, Lucy; FREITAS, S. F.. A relação entre indivíduos com deficiência, suas emoções e o design de objetos de Tecnologia Assistiva. In: 9º P&D design 2010, 2010, São Paulo. Anais do 9º
  • [21] P&D design 2010. São Paulo: Universidade Anhembi Morumbi, 2010.
  • [22] MALLIN, S. S.V.; CARVALHO, H. G.. Assistive Technology and User-Centered Design: emotion as element for innovation. Procedia Manufactoring, v. 3, p. 5570-5578, 2015.
  • [23] MANCINI, M. C.; SAMPAIO, R. F. Quando o objeto de estudo é a Literatura: estudos de revisão. Revista Bra¬sileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 10, n. 4, p. 361-472, 2006.
  • [24] MONT’ALVÃO, Cláudia; DAMÁZIO, Vera. (Orgs.) Design, ergonomia e emoção. Rio de Janeiro: MauadX, 2008.
  • [25] MORAES, Dijon de. Metaprojeto como modelo projetual. In: MORAES, Dijon de; DIAS, Regina Álvares; CONSELHO, Rosemary Bom (Org.). Método: Cadernos de estudos avançados em design. Barbacena, MG: EDUEMG, 2011. Cap. 2. P. 35-52.
  • [26] MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
  • [27] NEVES, André et al. XDM: Métodos Extensíveis de Design. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN, 8, 2008, São Paulo. Anais. São Paulo:
  • [28] AEND|BRASIL, 2008. p. 249 - 259. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2015.
  • [29] PASCHOARELLI, L. C., Usabilidade aplicada ao design ergonômico de transdutores de ultrasonografia: uma proposta metodológica para avaliação e análise do produto [Tese de Doutorado]. São Carlos: UFSCar, 2003, 143p.
  • [30] PHILLIPS, B.; ZHAO, H. Predictors of assistive technology abandonment. Assistive Technology Journal. Vol. 05, pp 36 – 45, 1993.x
  • [31] SANTOS, João Victor Gomes dos; PEREIRA, Marco Antonio dos Reis; MEDOLA, Fausto Orsi;
  • [32] PASCHOARELLI, Luis Carlos; "Design sustentável aplicado ao projeto de produtos assistivos (próteses) fabricados com biocompósitos", p. 333 -350. In: Design, Artefatos e Sistema Sustentável. São Paulo: Blucher, 2018. ISBN: 9788580392982 DOI 10.5151/9788580392982-17.
  • [33] SCHERER, M. The change in emphasis from people to person: introduction to the special issue on assistive technology. Disability and Rehabilitation, Vol. 24, nº 1/2/3, pp. 1 – 4, 2002.
  • [34] SCHERER, M.; CRADDOCK, G. Matching Person and Technology (MPT): assessment process. Technology and Disability, Amsterdam, v. 14, n. 3, p. 125-131, 2002.
  • [35] SILVA, João Carlos Riccó Plácido da. DIRETRIZES PARA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE
  • [36] IDENTIDADE VISUAL: CONTRIBUIÇÕES PARA O DESIGN ERGONÔMICO. 2012. 173 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Design, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2012. Stake, R. The case study method in social inquiry. In Norman K. Denzin & Yvona Lincoln S. The American tradition in qualitative research. Vol. II. Sage Publications. Thousand Oaks, California, 2000. Agradecimentos O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES).
Como citar:

Garcez, Letícia Vasconcelos Morais; "O Uso de Metodologias Centradas no Usuáriocomo Alternativa para Reduzir o Abandono deTecnologia Assistiva", p. 1306-1317 . In: Anais do Colóquio Internacional de Design 2020. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cid2020-98

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações