Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O USO DA INTUIÇÃO NA CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS ESTRATÉGICOS: UMA ANÁLISE EXPLORATÓRIA

Ferronato, Priscilla Boff; Scaletsky, Celso Carnos;

Artigo Completo:

O presente artigo apresenta os resultados de uma pesquisa realizada com o objetivo de buscar uma melhor compreensão do uso da intuição durante a atividade de construção de cenários. A pesquisa parte da premissa que o projeto de design é um processo de construção do conhecimento. Um tipo especial de conhecimento refere-se à construção de cenários e é caracterizado por ser um espaço para a conversação estratégica. Uma ação intuitiva, na perspectiva de Bergson (1984), ocupa-se do imediato, sendo que o objeto visto é, imediatamente, apreendido. Foram realizados protocolos para análise dos dados coletados durante atividades de construção de cenários. Os dados foram analisados por meio de linkográficos, em que o uso da intuição foi identificado nos movimentos de design. Para maior eficácia, os movimentos foram classificados de acordo com o tipo de ação projetual que estava sendo desempenhada durante a construção de cenários, como tomada de decisão e geração de ideia. Após o processo de identificação, tanto os movimentos de design considerados como intuitivos quanto a própria atividade de cenários em si, foram analisados e relacionados com a teoria. Os resultados encontrados demonstram que o uso da intuição na construção de cenários, relaciona-se com a capacidade dos designers em tornarem seus processos imediatos e experimentais, os quais emergem por meio de conexões associativas

Artigo Completo:

Palavras-chave: intuição; construção de cenários; design estratégico; linkografia.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0157

Referências bibliográficas
  • [1] BADKE-SCHAUBE, P.; ERIS, O. A theoretical approach to intuition in design: does design methodology need to account for unconscious processes? In: CHAKRABATI, A.; BLESSING, L. (Ed.). An anthology of theories and models of design. London: Springer-Verlag, 2014. p. 353-370.
  • [2] BERGSON, H. O pensamento e o movente. São Paulo: Abril Cultural, 1984. (Coleção os pensadores).
  • [3] BROWN, T. Design thinking: uma metodologia ponderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.
  • [4] CAUTELA, C. Strumenti di design management. Milão: Tipomonza, 2007.
  • [5] CELASCHI, F; DESERTI, A. Design e innovazione: strumenti e pratiche per la ricerca applicata. Milão: Carocci, 2007.
  • [6] CROSS, N. Design ability. In: CROSS, Nigel. Design thinking: understanding how designers think and work. New York: BERG, 2011. p. 3-30.
  • [7] CROSS, N.; CHRISTIAANS, H.; DORST, K. (Ed). Analysing design activity. Chinchester: John Wiley, 1996.
  • [8] DELEUZE, G. O bergsonismo. Rio de Janeiro: s Research Center. University of Berkeley, 1980.
  • [9] DORST, K. The problem of design problems. Design Thinking Research Symposium. Sydney: Sydney University of Technology, 2003. Documento em PDF.
  • [10] GODET, M. Creating Futures: scenario planning as a strategic management tool. Paris: Economica, 2006.

  • [11] GOLDSCHMIDT, G. Linkography: unfolding the design process. Cambridge: MIT Press, 2014.
  • [12] MANZINI, E.; JÉGOU, F. Sustainable Evend the foundations of a recent discipline. Strategic Design Research Journal, Porto Alegre, v. 1, n.1, p. 32-42, 2008. Documento em PDF.
  • [13] POLANYI, M. The Tacit Dimension. London: Routledge and Kegan Paul, 1966.
  • [14] REYES, P. Projeto por Cenários. Porto Alegre: Sulina, 2015.
  • [15] SIMON, H. A. As ciências do artificial. Coimbra: Armênio Amado, 1981.
  • [16] SCHÖN, D. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000.
  • [17] SCHULTZ, R. Sabedoria e Intuição. São Paulo: Cultrix/Amana, 1999.

  • [18] VAN DER HEIDJEN, K. Planejamento por cenários: a arte da conversação estratégica. Porto Alegre: Bookm em: . Acesso em 15 de fev. 2015.
Como citar:

Ferronato, Priscilla Boff; Scaletsky, Celso Carnos; "O USO DA INTUIÇÃO NA CONSTRUÇÃO DE CENÁRIOS ESTRATÉGICOS: UMA ANÁLISE EXPLORATÓRIA", p. 1849-1861 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0157

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações