Resumo - Open Access.

Idioma principal

O processo expansionista de educação sob o ideário de privatização

SILVA, Isabela Fernanda Barros;

Resumo:

O presente artigo se inscreve no campo das políticas sociais, com recorte na Política de Educação, no âmbito do Programa Universidade para Todos (PROUNI), implementado durante a Reforma Universitária do Governo Lula, que abarcava o discurso de democratização do acesso ao ensino. Entende-se que tais políticas estão pautadas na lógica expansionista do mercado, e são utilizadas como instrumento do Estado para efetivar suas ações. Nesse contexto, observa-se uma nova regulação dentro dos moldes capitalistas para as políticas de educação, que tendem ao direcionamento de um crescimento das instituições privadas em detrimento de uma precarização evidente do investimento em educação na universidade pública e na valorização da carreira do magistério superior.

Resumo:

Palavras-chave: educação, política pública, privatização, democratização,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp2015-0022

Referências bibliográficas
  • [1] ALMEIDA, Ney Luiz Teixeira de. “Apontamentos sobre a Política de Educação no Brasil hoje e a inserção dos/as assistentes sociais”. In: CFESS. Subsídios para o debate sobre Serviço Social na Educação. Brasília: CFESS, 201
  • [2] BEHRING, Elaine Rossetti. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. ed. São Paulo: Cortez, 2003.
  • [3] BEHRING, Elaine. Trabalho e seguridade social: o neoconservadorismo nas políticas sociais. IN: BEHRING, Elaine; ALMEIDA, Maria Helena T. Trabalho e seguridade socialpercursos e dilemas. São Paulo: Cortez, 2008.
  • [4] BEHRING, Elaine Rosseti, BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: fundamentos e história. 8.ed. São Paulo: Cortez, 2011.
  • [5] CFESS. Subsídios para a Atuação de Assistentes Sociais na Política de Educação. 2013.
  • [6] IAMAMOTO, M. V. A questão social no capitalismo. In: Revista Temporalis. Brasília. Ano 2, n 3. p. 9-32, jan./jun.2001. (Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social – ABEPSS).
  • [7] IAMAMOTO, M. V., CARVALHO, R. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico- metodológica. 14ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.
  • [8] MÉSZÁROS, István. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.
  • [9] NETTO, José Paulo. FHC e a política social: um desastre para as massas trabalhadoras. In: LESBAUPIN, Ivo (Org.). O desmonte da Nação – Balanço do governo FCH. Rio de Janeiro : Vozes, 199
  • [10] _______. Capitalismo monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1992.
  • [11] SANTOS, Josiane Soares. Particularidades da "questão social" no Brasil: mediações para seu debate na "era" Lula da Silva. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 111, Set. 2012 Disponível em , Acesso em 03 de julho de 2014.
  • [12] YANNOULAS, Silvia Cristina; OLIVEIRA, Talita Santos de. Avatares de Prometeu: duas décadas de avaliação e regulação das políticas educacionais. Linhas Críticas, Brasília, v. 19, n. 38, abr. 2013.
Como citar:

SILVA, Isabela Fernanda Barros; "O processo expansionista de educação sob o ideário de privatização", p. 153-158 . In: Anais do VIII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - Educação com o Recorte de Combate às Opressões [=Blucher Social Science Proceedings, v.2, n.1].. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp2015-0022

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações