Full Article - Open Access.

Idioma principal

O meu modo de morar: uma gramática para reformar projetos de apartamentos

Griz, Cristiana; Mendes, Letícia; Amorim, Luiz; Holanda, Maria Augusta; Carvalho, Thais;

Full Article:

This paper presents part of the results of an investigation which main goal is to propose strategies to guide the design of high standards apartment projects, in order to facilitate the implementation of reforms. The starting point came from a research which measured how projects proposed by the real estate market (Original Projects - OPs) were customized, resulting in Reformed Projects (RPs). This step is dedicated to the development of the Reform Grammar (GR), which, although it purports to guide future reforms, goals to identify reform patterns most used in the customization process.

Full Article:

Palavras-chave: Shape grammar; Apartment projects; Ways of living,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-sigradi2016-512

Referências bibliográficas
  • [1] Brandão, D. (2002). Diversidade e potencial de flexibilidade de arranjos espaciais de apartamentos: Uma análise do produto imobiliário no Brasil. (Tese de Doutorado em Engenharia de Produção). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.
  • [2] Celani, C. (2011). Algorithmic Sustainable Design. Vitruvius, v.116. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/10.116/3995
  • [3] Duarte, J. P. (2005). Towards the mass customization of housing: the grammar of Siza’s houses at Malagueira. Environment and Planning B: Planning and Design, v. 32, p. 347-380.
  • [4] Duarte, J. P. (2007). Personalizar a habitação em série: Uma Gramática Discursiva para as Casas da Malagueira do Siza. Lisboa: Ed. Fundação Calouste Gulbenkian.
  • [5] Eloy, S. (2012) A transformation grammar-based methodology for housing rehabilitation: meeting contemporary functional and ICT requirements. (PhD). Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa.
  • [6] Fischer, T.; Herr, C. M. (2001). Teaching Generative Design. In 4th International Generative Art Conference, Generative Design. Milão. Disponível em: . Acesso em: 14 abril 2015.
  • [7] Flemming, U. (1986). More than the sum of parts: the gramar of Queen Anne houses. Environment and Planning B. v. 14, p. 323-350.
  • [8] Griz, C. (2012). Quando o luxo é necessário. Sobre projetos de apartamentos no Recife. (Tese de Doutorado em Desenvolvimento Urbano). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.
  • [9] Griz, C. (2014) Projetos de apartamentos do Recife: relação entre morfologia e modos de morar contemporâneos (Projeto de pesquisa). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.
  • [10] Griz, C.; Guedes, V.; Mendes, L.; Amorim, L. (2015). Reformar ou não reformar? Análise da influência da forma na customização de projetos de apartamentos. In XIX Congresso da Sociedade Ibero-americana de Gráfica Digital. Florianópolis.
  • [11] Koning, H.; Eizenberg, J. (1981). The language of the prairie: Frank Lloyd Wright’s prairie houses. In: Environment and Planning B: Planning and Design, v.8, p.295-323.
  • [12] Machado. A. G. (2007). Customização em Massa na Construção Civil: novas estratégias ou antigas práticas? In III Encontro de Estudos em Estratégia. São Paulo
  • [13] Mussi, A. Q. (2014). Os Padrões de Ampliação Espontânea de Interesse Socialem Porto Alegre, RS, e Região Metropolitana: Uma Proposta de Aplicação da Gramática da Forma e Sintaxe Espacial (Tese de Doutorado em Arquitetura). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  • [14] Orciuoli, A. (2010). Projeto Assistido por computador: ontem, hoje e amanha. In Revista AU, n.197, p.108-111.
  • [15] Stiny, G.; Gips, J. (1972). Shape grammars and the generative specification of painting and sculpture In 7th Ifip Congress. Amsterdam. Disponível em: . Acesso em: 05 nov. 2014.
  • [16] Stiny, G., Mitchell, W. J. (1978). The Palladian Grammar. In: Environment and Planning B: Planning and Design 5 5-18.
  • [17] Tramontano, M. (2004). Apartamentos e vida privada na cidade de São Paulo (Tese de Livre Docência). Universidade de São Paulo, São Carlos.
  • [18] Vaz, C.; Celani, G. (2009). Caracterizando as linguagens compositivas de Roberto Burle Marx. In Projetar 2009, São Paulo
Como citar:

Griz, Cristiana; Mendes, Letícia; Amorim, Luiz; Holanda, Maria Augusta; Carvalho, Thais; "O meu modo de morar: uma gramática para reformar projetos de apartamentos", p. 727-733 . In: XX Congreso de la Sociedad Iberoamericana de Gráfica Digital [=Blucher Design Proceedings, v.3 n.1]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-sigradi2016-512

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações