Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O METAPROJETO NOS NÍVEIS DO DESIGN

Bentz, Ione; Franzato, Carlo;

Artigo Completo:

A literatura brasileira oferece diferentes interpretações do conceito de metaprojeto, expressando a prosperidade do tema. Tais interpretações são frequentemente elaboradas a partir do trabalho precursor de Andries van Onck. O autor sugere que o conceito deva ser compreendido recorrendo aos níveis característico da linguagem científica. Assim, a partir das bases teóricas da linguística estruturalista e do design estratégico, o artigo tem como objetivo a identificação dos níveis do design e a definição do nível metaprojetual. Para tanto, o método procede descrevendo os níveis da linguagem científica propostos por Greimas, derivando os níveis do design por simetria para, finalmente, definir o nível metaprojetual e os processos de deslocamento de e para tal nível.

Artigo Completo:

Palavras-chave: metaprojeto; nível; linguística estruturalista; design estratégico; princípio de deslocamento.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0120

Referências bibliográficas
  • [1] AVITAL, M. The generative bedrock of open design. In: VAN ABEL, Bas et al. (org.). Open Design Now. Amsterdam: BIS, 201
  • [2] CELASCHI, F.; DESERTI, A. Design e innovazione. Roma: Carocci, 2007.
  • [3] COLLINA, L. Design e Metaprogetto. Milano: POLI.design, 2005.
  • [4] CROSS, N. The Design Process. In: CROSS, N. Engineering design methods. Strategies for product design. Chichester: Wiley, 2008, pp. 29-42.
  • [5] DE MORAES, Dijon. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010.
  • [6] DE MUL, J. Redesigning design. In: VAN ABEL, Bas et al. (org.). Open Design Now. Amsterdam: BIS, 2011.
  • [7] FRANZATO, C. O princípio de deslocamento na base do metadesign. In: 11º P&D, 2014, Gramado. Anais... São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2014, p. 1187-1196.
  • [8] FREE SOFTWARE FOUNDATION. The free software definition. 2005. Disponível em: https://www.gnu.org/philosophy/free-sw.html. Acessado em 4 mar. 2016.
  • [9] GIACCARDI, E. Metaprojeto as an Emergent Design Culture. Leonardo, v. 38, n. 4, 2005, p. 342-34
  • [10] GREIMAS, A. J. Semântica estrutural. São Paulo: Cultrix, 1983.
  • [11] HJELMSLEV, L. Prolegômenos a uma teoria da linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2009.
  • [12] LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Lisboa: Instituto Piaget, 1992.
  • [13] MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.
  • [14] MORIN, E. O método 3. O conhecimento do conhecimento. Porto Alegre: Sulina, 1999.
  • [15] POLINORO, L. (org.). F.F.F. Family Follows Fiction, Workshop 1991/1993. Crusinallo: Fratelli Alessi Omegna, 1993.
  • [16] REYES, P. Projetando pela exterioridade do projeto. Strategic Design Research Journal, v. 5, n. 2, 2012, p. 91-97.
  • [17] SAAKES, D. Ikea hackers. In: VAN ABEL, Bas et al. (org.). Open Design Now. Amsterdam: BIS, 2011.
  • [18] SCALETSKY. C. (org.). Design estratégico em ação. São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 2016.
  • [19] SODDU, C. Città aleatorie. Milano: Masson, 1989.
  • [20] STAPPERS, P. J.; VISSER, F. S.; KISTEMAKER S. Creation & co: user participation in design. In: VAN ABEL, B. et al. (org.). Open Design Now. Amsterdam: BIS, 2012.
  • [21] VAN ABEL, Bas et al. (org.). Open Design Now. Amsterdam: BIS, 2011.
  • [22] VAN ONCK, A. Metaprojeto. Produto e linguagem, v. 1, n. 2, 1965, pp. 27-31.
  • [23] VASSÃO, C. A. Metaprojeto. Ferramentas, estratégias e ética para a complexidade. São Paulo: Blucher, 2010.
  • [24] VERGANTI, R. Design Driven Innovation: Boston: Harvard Business Press, 2009.
Como citar:

Bentz, Ione; Franzato, Carlo; "O METAPROJETO NOS NÍVEIS DO DESIGN", p. 1416-1428 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0120

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações