Resumo - Open Access.

Idioma principal

O GÊNERO DO INDIVÍDUO INFLUENCIA A PERCEPÇÃO DO AMBIENTE CONSTRUÍDO?

Penteado, Ana Paula Bonini; Iarozinski Neto, Alfredo; Penteado, Ana Carolina Bonini;

Resumo:

A moradia é muito mais do que a simples ocupação de um espaço. É nela que o indivíduo constrói suas relações sociais, suas experiências, preferências, e é esse ambiente que induz a sensação de bem-estar. Através de uma pesquisa baseada em um experimento envolvendo uma centena de indivíduos, o presente artigo propôs-se verificar se o gênero do indivíduo influencia sua percepção do ambiente construído. Foram desenvolvidas e projetadas nove imagens de um ambiente, para os participantes da pesquisa. Tendo em vista que, cada ambiente é percebido por seus usuários de maneiras distintas, a pesquisa tem por objetivo identificar se as percepções do usuário em relação às características do ambiente influenciam seus sentimentos e se são diferentes de acordo com o gênero.

Artigo selecionado para publicação na ERGODESIGN & HCI (http://periodicos.puc-rio.br/index.php/revistaergodesign-hci) — Disponível em breve   

Resumo:

Palavras-chave: design; ambiente construído; percepção; gênero.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0417

Referências bibliográficas
  • [1] ABIBI FILHO, Alfredo Eduardo. Proposta de metodologia para reconhecimento de anseios de segmento do mercado residencial: construção de um protocolo para estruturação de um banco de dados na cidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.
  • [2] ABRANTES, Monique. Um olhar cognitivo sobre o lugar de trabalho: avaliação de desempenho em ambiente de escritório, estudo de caso em empresa de advocacia. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: PROARQ/FAU/UFRJ, 2004.
  • [3] BERGAN, Kurt. Casa saudável: Um estudo sobre os sentidos da moradia. Estudo de caso: Conjunto Pedro I, Realengo, Rio de Janeiro/RJ. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: UFRJ/FAU/PROARQ. 2005.
  • [4] CARDOSO, Rafael. Uma Introdução à História do Design. São Paulo: Edgard Blücher, 2008.
  • [5] FONTOURA, Natália de Oliveira e PINHEIRO, Luana Simões. Perfil das despesas e dos rendimentos das famílias brasileiras sob a perspectiva de gênero. Brasília: IPEA, 2007. In: www.ipea.gov.br . Acesso em 04/04/2016.
  • [6] GALÁN-DÍAZ, Carlos Roberto. Responses to representations of the built environment: the influence of emotion, attention and perspective-taking. Tese (Doutorado em Psicologia) The Robert Gordon University. Outubro 2011
  • [7] GALINHA, Iolanda Costa; RIBEIRO, José Luis Pais. Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS) I – Abordagem teórica ao conceito de afecto. In: Análise Psicológica (2005), 2 (XXIII): 209-216 – Portugal, 2005.
  • [8] GALINHA, Iolanda Costa; RIBEIRO, José Luis Pais. Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS) II – Estudo psicométrico. In: Análise Psicológica (2005), 2 (XXIII): 219-227 – Portugal, 2005.
  • [9] GENDERA, Andreia Karina; MATTOSO, Cecilia Lima Q.; BOENTE, Alfredo N.P. Avaliação das emoções dos consumidores idosos que participam de comunidades virtuais: Teoria dos conjuntos fuzzy. In: VII Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. 2010.
  • [10] HALL, Edward. T. A dimensão oculta. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
  • [11] KNEZ, Igor. Effects of indoor lighting on mood and cognition. In: Journal of Environmental Psychology 15, p. 39-51, 1995.
  • [12] KNEZ, Igor; KERS, Christina. Effects of indoor lighting, gender, and age on mood and cognitive performance. In: Environment and behavior, vol 32, n. 6, p. 817-831. November 2000.
  • [13] MCKELLAR, S.; SPARKE, P. Interior Design and Identity. Manchester: Manchester University Press, 2004.
  • [14] MEYER, João Fernando Pires. Adoção de métodos de análise de mercado imobiliário nas decisões de projeto: estudo de caso dos incorporadores residenciais no bairro de Pinheiros no período 1994-1999. Dissertação de Mestrado. São Paulo: FAU/USP. São Paulo, 2000.
  • [15] NORMAN, Donald A. Design Emocional: por que adoramos ou detestamos os objetos do dia-a-dia. Rio de Janeiro, Rocco, 2008.
  • [16] REIS, Antônio Tarcísio da Luz; LAY, Maria Cristina Dias. Avaliação da qualidade de projetos - uma abordagem perceptiva e cognitiva. In: Ambiente Construído, Porto Alegre, v.6, n.3, p. 21-34. jul./set. 2006.
  • [17] RHEINGANTZ, Paulo Afonso. Aplicação do Modelo de Análise Hierárquica – COPPETEC – Consenza na Avaliação de Edifícios de Escritório. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção). Rio de Janeiro: CPPE/UFRJ, 2000.
  • [18] HYPERLINK "http://lattes.cnpq.br/2575114413225868" \t "_blank"SANTOS, Marinês Ribeiro. Domesticidade e identidades de gênero na revista Casa & Jardim (anos 1950 e 60). Cadernos Pagu (UNICAMP. Impresso), v. 36, p. 257-282, 2011.
  • [19] SIMÕES, Ana Paula. Experiência e Cognição no Lugar de Trabalho- Abordagem da Observação Incorporada na Avaliação Pós – Ocupação: Estudo de Caso em Escritório de Empresa do Setor de Educação Executiva. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2005.
  • [20] SPARKE, Penny. The Modern Interior. UK, London: Reaktion Books, 2008.
  • [21] SUDJIC, Deyan. A Linguagem das Coisas. Intrínseca. São Paulo, 2010.
  • [22] SUSAGROUP. About Susa Group. Disponível em: Acesso em: 5 abr. 2016.
Como citar:

Penteado, Ana Paula Bonini; Iarozinski Neto, Alfredo; Penteado, Ana Carolina Bonini; "O GÊNERO DO INDIVÍDUO INFLUENCIA A PERCEPÇÃO DO AMBIENTE CONSTRUÍDO?", p. 4861-4873 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0417

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações