Dezembro 2020 vol. 8 num. 5 - Colóquio Internacional de Design 2020

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

O Direito à Ambiências Urbanas: Reflexões SobreDesign e Carnaval

The Right To Urban Environments: Reflections On Design And Carnival

Oliveira, Rafaela Cristina de; Pereira, Marina França; Bahia, Isabella Pontello;

Artigo completo:

O presente artigo tem como objetivo evidenciar fissuras na estrutura democrática da cidade de BeloHorizonte quanto ao uso de suas ambiências urbanas e, a partir destas, apresentar alternativasdemocráticas que possam ser pensadas por meio do design. Para tal, narra empasses vivenciadospelo povo em busca do direito de habitar os espaços públicos da capital mineira, versus barreirasinvisíveis que dificultam e perturbam esse acesso, tendo em vista o conceito de ambiênciasapresentado por Cavalcanti e Elali (2011). Em ênfase, tem-se o carnaval de rua como manifestaçãopopular que apresenta uma forma de se fazer política com uma estética específica que propõereflexão quanto ao direito e poder do povo – conceitos apresentados pela construção teórica deLefebvre (2001). Assim, evidencia-se a cidade no carnaval como espaço que abriga econcomitantemente é cenário de diversas vidas humanas, além de refletir as estruturas de poderexistentes. Portanto, objetiva apontar as contribuições do design de ambientes para a criação deambiências mais democráticas. O artigo é resultado parcial do projeto de pesquisa intitulado “DiscursoPolítico Urbano: relações entre o design e as ambiências de Belo Horizonte no carnaval de rua” queorientou-se pelo estudo de caso simples a partir de pesquisa qualitativa, utilizando-se de revisãobibliográfica, desk e documental.

Artigo completo:

This article aims to highlight fissures in the democratic structure of the city of BeloHorizonte regarding the use of its urban environments and, based on these, present democraticalternatives that can be thought through design. To this end, it narrates the impasses experienced bythe people in search of the right to inhabit public spaces in the capital of Minas Gerais, versus invisiblebarriers that hinder and disturb this access, in view of the concept of environments presented byCavalcanti and Elali (2011). In emphasis, there is street carnival as a popular manifestation thatpresents a way of doing politics with a specific aesthetic that proposes reflection on the rights andpower of the people - concepts presented by the theoretical construction of Lefebvre (2001).Therefore, the city is highlighted in the carnival as a space that shelters and concomitantly is thescene of several human lives, in addition to reflecting the existing power structures. Accordingly, itaims to point out the contributions of environment design to the creation of more democraticenvironments. The article is a partial result of the research project entitled “Urban Political Discourse:relations between design and the ambiences of Belo Horizonte in street carnival” that was guided by asimple case study based on qualitative research, using a review bibliographic, desk and documentary.

Palavras-chave: Ambiências urbanas; carnaval; cidadania; design.,

Palavras-chave: Urban environments; carnival; citizenship; design,

DOI: 10.5151/cid2020-90

Referências bibliográficas
  • [1] AGUIAR, Tito Flavio Rodrigues de. Vastos Subúrbios Da Nova Capital: Formação Do Espaço Urbano Na Primeira Periferia De Belo Horizonte, in: Tese Apresentada Ao Curso De Doutorado Do Programa De Pós Graduação Em História Da Faculdade De Filosofia E Ciências Humanas Da Universidade Federal De Minas Gerais. Belo Horizonte: Universidade Federal De Minas Gerais, 2006
  • [2] ARRAIS, Cristiano. A Construção De Belo Horizonte E O Projeto De Memória De Aarão Reis, in: Diálogos – Revista Do Departamento De História E Do Programa De Pós Graduação Em História, vol. 14. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2010
  • [3] AUGÉ, Marc. Não-Lugares: Introdução A Uma Antropologia Da Supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994
  • [4] BAHIA, Isabella. O Valor Do Design De Ambientes: Considerações Acerca Do Processo De Construção De Valor Em Design De Ambientes, in: Dissertação Apresentada Ao Programa De Pós Graduação Em Design Da Universidade Do Estado De Minas Gerais. Belo Horizonte: Escola De Design Da Universidade Do Estado De Minas Gerais, 2017
  • [5] BARTOLY, Flávio. Debates E Perspectivas Do Lugar Na Geografia, in: Geographia – Revista Do Programa De Pós Graduação Em Geografia Da UFFF, vol. 13. Rio de janeiro: Universidade Federal Fluminense, 2011
  • [6] BATISTA, Elisangela. Direito À Cidade: O Design No Processo De Retomada Da Cidade De Belo Horizonte, in: Cuadernos Del Centro De Estudios En Diseño Y Comunicación, no. 69. Buenos Aires: Universidad de Palermo, 2018
  • [7] BAUMAN, Zygmunt. Confiança E Medo Na Cidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.
  • [8] BEZERRA, Charles. O Designer Humilde. Logica E Ética Para Inovação. São Paulo: Rosari, 2012
  • [9] CANUTO, Frederico. Da Carnavalização Do Planejamento Urbano Para Belo Horizonte-Para-A-Guerra: Da Política Ao Político E Vice-Versa, in: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v.18. 2016.
  • [10] CARDOSO, Rafael. Design Para Um Mundo Complexo. São Paulo: Ubu Editora, 2012
  • [11] CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: O longo Caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002
  • [12] CAVALCANTE, Sylvia; ELALI, Gleice. Temas Básicos em Psicologia Ambiental. Petrópolis: Vozes, 2011
  • [13] CAVALCANTE, Sylvia; ELALI, Gleice. Psicologia Ambiental: Conceitos Para A Leitura Da Relação Pessoa-Ambiente. Petrópolis: Vozes, 2018
  • [14] CERTEAU, Michel de. A Invenção Do Cotidiano: 1. Artes De Fazer. Petrópolis: Vozes, 2012
  • [15] COSTA, Fábio R. ROCHA, Márcio Mendes. Geografia: Conceitos E Paradigmas – Apontamentos Preliminares, in: Revista De Geografia, Meio Ambiente E Ensino, vol. 1. Paraná: Universidade Estadual Do Paraná, 2010
  • [16] D'ARC, Hélène; MEMOLI, Maurizio. Intervenções Urbanas Na América Latina: Viver No Centro Das Cidades. São Paulo: SENAC, 2012
  • [17] DEWEY, John. A democracia é radical. Pragmatism, Education, Democracy. Bloomington: Indiana University Press, 1937
  • [18] DEWEY, John. Logique. La théorie de l’enquête. Paris: 1993.
  • [19] DIAS, P. L. C. Sob A “Lente Do Espaço Vivido”: A Apropriação Das Ruas Pelos Blocos De Carnaval Na Belo Horizonte Contemporânea, in: Dissertação Mestrado Em Arquitetura – Escola De Arquitetura Da Universidade Federal De Minas Gerais. Belo Horizonte: Universidade Federal De Minas Gerais, 2015.
  • [20] FILHO, Hilario Figueiredo Pereira. Glórias, Conquistas, Perdas E Disputas: As Muitas Máscaras Dos Carnavais De Rua Em Belo Horizonte (1899-1936), in: Dissertações De Mestrado. Belo Horizonte: Universidade Federal De Minas Gerais, 2006
  • [21] FLUSSER, Vilém. O Mundo Codificado: Por Uma Filosofia Do Design E Da Comunicação. São Paulo: Cosac & Naify, 2007
  • [22] FRANCO, Augusto; POGREBINSCHI, Thamy. Democracia Cooperativa: Escritos Políticos Escolhidos De John Dewey. Porto Alegre: EdiPUC-RS, 2008
  • [23] GEHL, Jan. Cidades Para Pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013
  • [24] GOFF, Jacques Le. Para Um Novo Conceito De Idade Média. Lisboa: Editorial Estampa, 1997
  • [25] HARVEY, David. Cidades Rebeldes: Do Direito A Cidade A Revolução Urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014
  • [26] LEFEBVRE, Henri. O Direito À Cidade. São Paulo: Centauro, 2001
  • [27] LIPOVETSKY, Gilles. Os Tempos Hipermodernos. São Paulo: Barcelona, 2004
  • [28] LOPES, Henderson Marques. Aarão Reis: Pensamento Econômico, Social E Político De Inspiração Positivista, in: Revista Eletrônica De Economia, no. 1. Juiz de Fora: Faculdade de Ciências Econômicas Vianna Junior, 2010
  • [29] LYNCH, Kevin. A Imagem Da Cidade. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011
  • [30] MARICATO, Ermínia. Nunca fomos tão participativos. 3ª Conferência Nacional das Cidades. Brasília, 2007
  • [31] MONTANER, Josep Maria. Arquitetura e política: ensaios para mundos alternativos. São Paulo: Gustavo Gili, 2014
  • [32] MOREIRA, E. V.; HESPANHOL, R. A. M.. O lugar como uma construção social. Revista Formação (Presidente Prudente), n. 14, v. 2, p. 48-60, 2008.
  • [33] PEREIRA FILHO, Hilário Figueiredo. Glórias, conquistas, perdas e disputas: as muitas máscaras dos carnavais de rua em Belo Horizonte (1899-1936). 2006. 225 f. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.
  • [34] SALGUEIRO, Heliana. Cidades Capitais Do Século XIX: Racionalidade, Cosmopolitismo E Transferência. São Paulo, EDUSP, 1997
  • [35] SANCHEZ, F. Políticas Urbanas em Renovação: Uma Leitura Crítica dos Modelos Emergentes, in: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, no. 1. São Paulo, 1999
  • [36] SANTOS, Geórgia Caetano. EU QUERO É “BOTAR” O MEU BLOCO NA RUA: UMA ANÁLISE DO
  • [37] CARNAVAL DE BELO HORIZONTE ENTRE OS ANOS DE 2013 E 2015 In: Turismo - Visão e Ação, vol. 18, núm. 2, maio-agosto, 2016.
  • [38] SOUZA, José de. Uma Sociologia Da Vida Cotidiana – Ensaios Na Perspectiva De Florestan Fernandes, De Wright Mills E De Henri Lefebvre, in: Caderno CRH, no. 77. São Paulo: Editora Contexto, 2014.
  • [39] SOUZA, Marcelo Lopes. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2016.
Como citar:

Oliveira, Rafaela Cristina de; Pereira, Marina França; Bahia, Isabella Pontello; "O Direito à Ambiências Urbanas: Reflexões SobreDesign e Carnaval", p. 1200-1212 . In: Anais do Colóquio Internacional de Design 2020. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cid2020-90

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações