Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O DESIGNER COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO SUSTENTÁVEL NA PRODUÇÃO DE ARTIGOS DE MODA

Cruz, Bárbara de Oliveira; Couto, Rita Maria; Portas, Roberta;

Artigo Completo:

Um duplo deslocamento – descentralização dos indivíduos tanto de seu lugar no mundo social e cultural quanto de si mesmos – constitui uma “crise de identidade” para o indivíduo, esse será o ponto de partida do artigo. Essa “crise de identidade” é apenas uma das consequências do processo de globalização vivenciado pela humanidade desde o fim do século passado. Outra consequência é a nova divisão global do trabalho gerada pelas novas formas de organização e de produção econômica. O homem moderno perde, primeiramente, sua referência maior de existência: a nação. Depois, suas mentes perdem a capacidade de mapear a enorme rede global de comunicação descentrada. A partir dessas premissas, é possível analisar as causas da crise do trabalho tradicional, bem como tentar buscar soluções para tal – ambos os pontos se constituindo no foco do presente artigo. Utilizaremos a produção dos artigos de moda para visualizarmos que o processo de alienação humana começa com a divisão do trabalho na revolução industrial e passa por uma hiper aceleração através da globalização e do capitalismo multinacional, bem como o papel dos designers como agentes de transformação.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Sustentabilidade, Moda, Design,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-sbds15-1st701a

Referências bibliográficas
  • [1] CONTINO, Joana Martins. Fastfashion: apontamentos sobre as transformações da moda na condição pós-moderna.2015 Disserteção(mestrado) - PUC-Rio,Curso de Pós-graduação em Design.
  • [2] COUTO, Rita Maria de Souza. Reflexões sobre Design Social, por Rita Maria de Souza
  • [3] Couto, PUC Rio, 1992.
  • [4] HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: Editora DP&A, 200
  • [5] JAMESON, Frederic. Pós-modernismo – a lógica cultural do capitalismo tardio. São Paulo: Editora Ática, 1997.
  • [6] MANZINI, Ezio. Design para a inovação social e sustentabilidade – Comunidades criativas, organizações colaborativas e novas redes projetuais. Rio de Janeiro: Editora e-papers, 2008.
  • [7] MELO NETO, Francisco Paulo de; FROES, César. Empreendedorismo social, a transição para a sociedade sustentável. Rio de Janeiro: Qualitymark editora, 2002.
  • [8] RIFKIN, Jeremy. Identidade e natureza do terceiro setor. In: IOSCHPE, Evelyn Berg (Org.). Terceiro Setor – desenvolvimento social sustentável. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2005.
  • [9] THACKARA, John. Plano B – o design e as alternativas viáveis em um mundo complexo. São Paulo: Editora Saraiva, 2008.
Como citar:

Cruz, Bárbara de Oliveira; Couto, Rita Maria; Portas, Roberta; "O DESIGNER COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO SUSTENTÁVEL NA PRODUÇÃO DE ARTIGOS DE MODA", p. 74-86 . In: Anais do 5º Simpósio Brasileiro de Design Sustentável [=Blucher Design Proceedings, v.2, n.5]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-sbds15-1st701a

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações