Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O DESIGN ESTRATÉGICO EM NÍVEL METAPROJETUAL COMO SUPORTE PARA A INOVAÇÃO SOCIAL: o caso SLOW FOOD

Brunel, Felipe Kanarek;

Artigo Completo:

No contexto atual, muitas iniciativas de inovação social vêm surgindo. Grupos de pessoas se unem para produzir novos significados sociais através de ativos já existentes. Um exemplo de inovação social bastante significativo surge do trabalho do Slow Food, uma organização internacional que visa o acesso irrestrito ao alimento bom para os produtores, bom para os consumidores e bom para o planeta. O Design Estratégico, com suas habilidades e capacidades, pode atuar orientando-as conversações sociais e o processo de design da inovação social. Essas ideias aproximam-se das concepções de metadesign. O metadesign possui um processo de projeto próprio que resulta em um artefato que possibilita o design. Nesse sentido, essa pesquisa considera relevante questionar como o design estratégico pode operar no nível metaprojetual para suportar a inovação social. Seu objetivo é buscar as evidências dessa afirmação no caso Slow Food. Os resultados apontam que é possível produzir impactos mais significativos em inovação social, quando o design estratégico opera no nível metaprojetual.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Inovação Social, Metadesign, Design Estratégico, Slow Food,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-sbds15-2st701b

Referências bibliográficas
  • [1] CELASCHI, F. Dentro al progetto: appunti di merceologia contemporanea. In: CELASCHI, F.; DESERTI, A. Design e innovazione: strumenti e pratiche per la ricerca applicata. Roma: Carocci Editore, 2007, pp. 15-38.
  • [2] DESERTI, A. Intorno al progetto: concretizzare l’innovazione. In: CELASCHI, F.; DESERTI, A. Design e innovazione: strumenti e pratiche per la ricerca applicata. Roma: Carocci Editore, 2007, pp. 89-97.
  • [3] DE MORAES, Dijon. Metaprojeto: o design do design. São Paulo: Blücher, 2010. 228p.
  • [4] EISENSTEIN, Charles. Sacred Economics: Money, gift & society in the age of transition. Berkeley: Evolver Editions, 2011. 468 p.
  • [5] FRANZATO, Carlo. O princípio de deslocamento na base do metadesign. In: 11º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design, 2014, Gramado. Anais... São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2014a, p. 1187-1196. Disponível em: http://goo.gl/qFxv1f
  • [6] FRANZATO, Carlo. Metadesign. Letting the future design. In: 5th International Forum of Design as a Process - The shapes of the future as the front end of design driven innovation, 2014b, Guadalajara: Tecnólogo de Monterrey, 2014, p.90-9 Disponível em: https://goo.gl/JNhTQB
  • [7] GIACCARDI, E. Metadesign as an Emergent Design Culture. Leonardo, v. 38, n. 4, 2005, p. 342-349. Disponível em: http://trans-techresearch.net/wp-content/uploads/2012/03/giaccardielisa.pdf
  • [8] GORE, Al. O futuro: seis desafios para mudar o mundo. Barueri: HSM, 2013. 567p.
  • [9] KRIPPENDORFF, Klaus. The semantic turn: a new fundation for design. Boca Raton: Taylor & Francis, 2006.
  • [10] MANZINI, Ezio. Design, when everbody designs: an introduction to design for social innovattion. Cambridge: MIT Press Book, 2015. 241p.
  • [11] MANZINI, Ezio. Making Things Happen: Social Innovation and Design. Design Issues: v.30 n.1, 2014.
  • [12] MANZINI, Ezio. Design para a inovação social e sustentabilidade: comunidades criativas, organizações colaborativas e novas redes projetuais. Rio de Janeiro: E-papers, 2008. 104 p. (Cadernos do Grupo de Altos Estudos ; v.1).
  • [13] MANZINI, Ezio. Strategic Design for Sustainability: instruments for radically oriented innovation. In: JÉGOU, F; MANZINI, E. Sustainably everyday: scenarios of urban life. Milano: Edizioni Ambiente, 2003
  • [14] MANZINI, E.; JÉGOU, F. Design degli scenari. In: BERTOLA, P.; MANZINI, E. Design Multiverso | Notas de fenomenologia do design. Milano: Edizioni POLI.design, 2006, pp. 189-207.
  • [15] MAURI, Francesco. Progettare progettando strategia. Milano: Masson S.p.A, 1996
  • [16] MERONI, Anna. Strategic design: where are we now? Reflection around the foundations of a recent discipline. Strategic Design Research Journal, v.1, n.1, Dec 1, p.31-38. 2008.
  • [17] RIFKIN, Jeremy. A terceira revolução industrial: Como o poder lateral está transformando a energia, a economia e o mundo. São Paulo: M.books, 2012. 320 p.
  • [18] SLOW FOOD (Brasil). Sobre Nós. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2015.
  • [19] SLOW FOOD (Brasil). Defender a biodiversidade. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2015.
  • [20] SLOW FOOD (Brasil). Eventos Slow Food: Diminuir a distância entre produtor e consumidor. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2015.
  • [21] SLOW FOOD (Brasil). A Estrutura organizacional. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2015.
  • [22] THACKARA, John. Plano B: O design e as alternativas viáveis em um mundo complexo. São Paulo: Saraiva, 2008. 299 p
  • [23] VASSÃO, C. A. Metadesign. Ferramentas, estratégias e ética para a complexidade. São Paulo: Blucher, 2010.
  • [24] VERGANTI, Roberto. Design, Meanings, and Radical Innovation: A Metamodel and a Research Agenda. The journal of product Innovation Management, v.25, p.436-456. 2008.
  • [25] ZURLO, Francesco. Design Strategico. In: XXI Secolo, vol. IV, Gli spazi e le arti. Roma: Enciclopedia Treccani. 2010. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2015.
Como citar:

Brunel, Felipe Kanarek; "O DESIGN ESTRATÉGICO EM NÍVEL METAPROJETUAL COMO SUPORTE PARA A INOVAÇÃO SOCIAL: o caso SLOW FOOD", p. 202-210 . In: Anais do 5º Simpósio Brasileiro de Design Sustentável [=Blucher Design Proceedings, v.2, n.5]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-sbds15-2st701b

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações