Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O DESIGN E NOVAS TECNOLOGIAS PARA O AVANÇO DAS PRÓTESES: EXPLORAÇÃO, INOVAÇÃO E AVALIAÇÃO

Prim, Gabriel de Souza; Vieira, Milton Luiz Horn;

Artigo Completo:

As novas tecnologias oferecem uma ampla gama de produtos e serviços para a promoção em saúde. O foco do presente projeto de pesquisa está nas próteses, utilizando novas tecnologias para o aprimoramento destes produtos, pois observa-se que novas tecnologias apresentam oportunidades para testes e avaliações de peças e componentes. Este trabalho delimita um método para explorar a experiência dos usuários com próteses transtibiais e procura associar as tecnologias de Captura de Movimentos, Impressão 3D e Scanner 3D para aprimoramento das próteses, possibilitando o desenvolvimento de um novo produto a ser validado por métodos de medição de equilíbrio. O presente trabalho explora a experiência dos usuários com próteses transtibiais e procura associar as tecnologias apontadas para o aprimoramento dos produtos existentes nesta área, com validação em método de medição de equilíbrio. A tecnologia de Scanner 3D possibilita a geração de modelos virtuais com grande percentual de automação, minimizando o trabalho manual, tornando o processo de digitalização tridimensional de peças mais dinâmico, permitindo alteração de peças existentes em um espaço de tempo menor e com maior confiabilidade quando comparado com os processos manuais. As máquinas de prototipagem rápida, também conhecidas como Impressoras 3D, permitem que as peças scanneadas possam ser modificadas digitalmente e prototipadas para testes em curto espaço de tempo. Os principais fatores motivadores deste método são sua relevância social e sua não trivialidade. A relevância do método para a sociedade emerge a partir do momento que os resultados alcançados forem capazes de melhorar a qualidade de vida de usuários de prótese, enquanto sua não trivialidade é notada ao perceber que os resultados esperados com esse método possuem capacidade de oferecer aprimoramentos e/ou novos produtos cruciais que podem não ter sido observados até hoje por falta de equipamentos apropriados. Objetiva-se com este método explorar e avaliar o desenvolvimento e aprimoramento de próteses com o auxílio das tecnologias mencionadas, identificando os produtos que podem ser melhorados e identificando quais deles são compatíveis com a tecnologia de impressão 3D, pois a impressão 3D possui algumas limitações tecnológicas que precisam ser levadas em consideração para o presente projeto de pesquisa. Após estas identificações, analisa-se soluções e verifica-se a solução apontada. A pesquisa proposta é de natureza exploratória e divide-se em Identificação, Análise, Geração de Ideias e Verificação. A etapa de Identificação possui o objetivo de apontar os produtos destinados ao público alvo da pesquisa; A etapa de Análise é destinada a investigação dos problemas apontados com maior profundidade; A etapa de Geração de Ideias busca propor soluções para os problemas observados na fase de Análise; A etapa de Verificação destina-se para a comprovação das soluções apontadas pela geração de ideias. Espera-se que esta pesquisa ofereça uma visão sobre os problemas enfrentados no cotidiano nas pessoas amputadas, indicando soluções para os problemas que afetam a segurança e o conforto desse público. Espera-se também fomentar os estudos relacionados com o desenvolvimento de produtos assistivos, prototipação rápida, ergonomia dentre outros tópicos com publicações nacionais e internacionais nas revistas científicas pertinentes.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Tecnologia Assistiva; Próteses; Impressão 3D; Scanner 3D; Motion Capture.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0383

Referências bibliográficas
  • [1] ASSUMPÇÃO, T.N. Órteses – Princípios Básicos, in Freitas, P.P (Ed). Reabilitação da Mão. Atheneu, pp. 27, 2005.
  • [2] BADKE, M. B. et. al. (2011) Tongue-based biofeedback for balance in stroke: results of an 8-week pilot study. Archives of Physical Medicine and Rehabilitation, Vol. 92 No. 9, pp. 1364-1370.
  • [3] BARAÚNA, M. A. et. al., (2006) Avaliação do equilíbrio estático em indivíduos amputados de membros inferiores através da biofotogrametria computadorizada, Brasilian Journal of Physical Therapy, Vol. 10 No. 1, pp. 83-90, 2006.
  • [4] BARAÚNA M. A. et. al. Avaliação do equilíbrio estático do portador de diabetes mellitus pela biofotogrametria. Brazilian Journal of Physical Therapy, Vol. 7 No. 1, pp. 57 – 62, 2003.
  • [5] BERG, K. O et. al. Measuring balance in the elderly: validation of an instrument. Canadian Journal of Public Health, Vol. 83 No. 2, pp. S7 – S11, 1992.
  • [6] BOCCOLINI, F. Reabilitação: amputados, amputações e próteses, 2nd ed., São Paulo, 2000.
  • [7] CARVALHO, J. A. Amputações em membros inferiores: em busca da plena reabilitação. Manole, São Paulo, 1999.
  • [8] CARMELI, E.; IMAM, B. Health promotion and disease prevention strategies in older adults with intellectual and developmental disabilities. Front. Public Health, Vol. 2. No. 31. pp. 1-7, 2014.
  • [9] CELANI, G; E CANCHERINI, L. Digitalização tridimensional de objetos: um estudo de caso. Anais do Sigradi 2009 p.309-311. São Paulo, 200
  • [10] CONESA, L. et. al. An observational report of intensive robotic and manual gait training in sub-acute stroke. Journal of NeuroEngineering and Rehabilitation, Vol. 9, No. 13, pp. 1-9, 2012.
  • [11] EMILIO, J. et. al. The association of flexibility, balance, and lumbar strength with balance ability: risk of falls in older adults. Journal of Sports Science and Medicine, Vol. 13, pp. 349-357, 2014.
  • [12] GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008
  • [13] GUERREIRO, J.; PINTO, H. The engaged university and institutional changes in portuguese innovation systems. Int. J. Transitions and Innovation Systems, Vol. 2, No. 1, pp. 72-90, 2012.
  • [14] ICKENSTEIN, G. W., et. al. Static posturography in aging and Parkinson’s disease’, Frontiers in Aging Neuroscience. Vol. 4, No. 20, pp. 1-7, 2012.
  • [15] KIM, S.; YUK, G.; GAK, H.. Effects of the horse riding simulator and ball exercises on balance of the elderly. J. Phys. Ther. Sci., Vol. 25, No. 11, pp. 1425-1428, 2013.
  • [16] KITAGAWA, M. AND WINDSOR, B. Mocap for Artists: Workflow and Techniques for Motion Capture. 1ª ed., Elsevier, Oxford, 2008.
  • [17] KOVÁCS, É. et. al. Effects of a multimodal exercise program on balance, functional mobility and fall risk in older adults with cognitive impairment: a randomized controlled single-blind study. Eur. J. Phys. Rehabil. Med., Vol. 49, No. 5, pp. 639-648, 2013.
  • [18] LEE, K. J. et. al. The effects of a balance exercise program for enhancement of gait function on temporal and spatial gait parameters in young people with intellectual disabilities. J. Phys. Ther. Sci. Vol. 26, No. 4, pp. 513-516, 2014.
  • [19] MACHADO, A. B. M. Neuroanatomia Funcional, 2nd ed., Atheneu, Rio de Janeiro, 1993.
  • [20] MIYAMOTO, S.T et al. Brazilian version of the Berg balance scale. Brazilian Journal of Medical and Biological. Vol. 37, pp. 1411-1421, 2004.
  • [21] PARK, H. S. et. al. A new position measurement system using a motion-capture camera for wind tunnel tests. Sensors, Vol. 13, No. 1, pp. 12329-12344, 2013.
  • [22] PERES, F. O.. Scanner 3D: Problemas e Soluções. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Bacharelado em Ciência da Computação – Universidade Estadual de Londrina, 2013.
  • [23] RAMOS, A. R.; SALLES, I. C. D. Fisioterapia: aspectos clínicos e práticos da reabilitação, Aspectos clínicos in: Borges, D., Moura, E. W., Lima, E. and Silva, P. A. C. (Eds.), Artes Médicas, São Paulo, 234-262, 2005.
  • [24] RODRIGUES, A. V. N., CAVALCANTI, A.; GALVÃO, C. Órtese e prótese, in: Cavalcanti, A. and Galvão, C. (Eds.), Terapia Ocupacional: fundamentação & prática, Rio de Janeiro, pp. 435 – 450, 2007.
  • [25] SANGLARD, R.C.F. et. al. A influência do isostretching nas alterações do equilíbrio em idosos. Revista Brasileira Ciência e Movimento, Vol. 15 No. 2, pp.63 – 71, 2007.
  • [26] WHITNEY, S.L., POOLE, J.L.; CASS, S.P. A review of balance instruments for older adults. American Journal of Occupational Therapy, Vol. 52, pp. 666-671, 1998.
  • [27] World Health Organization (WHO). (2011) Health technology assessment of medical devices. Medical Device Technical Series, Geneva. Disponível na internet por http em: Acesso em 02 ago. 2015.
  • [28] Vicon. What is Motion Capture?. Disponível na internet por http em: Acessado em 02 Ago. 2015.
Como citar:

Prim, Gabriel de Souza; Vieira, Milton Luiz Horn; "O DESIGN E NOVAS TECNOLOGIAS PARA O AVANÇO DAS PRÓTESES: EXPLORAÇÃO, INOVAÇÃO E AVALIAÇÃO", p. 4450-4457 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0383

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações