Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

O DEFICIENTE VISUAL E O ESPAÇO URBANO – COMPREENDENDO OS ATRIBUTOS DE APROPRIAÇÃO DO AMBIENTE

BAPTISTA, Mariana Bertani; BERNARDI, Núbia;

Artigo Completo:

Este artigo apresenta uma discussão sobre a compreensão e a apropriação do espaço urbano por pessoas com deficiência visual, quais os instrumentos utilizados e considerados importantes para sua mobilidade na cidade. A metodologia utilizou o mapeamento visual e o mapeamento sensorial. Aliado à pesquisa bibliográfica sobre tecnologias assistivas, foi realizado um estudo de caso onde foram obtidas informações valiosas ao aprendizado da mobilidade. Com esta experiência foi possível avaliar como os instrumentos de apoio e os estímulos gerados pelo ambiente são apreendidos pelos usuários contribuindo para sua inclusão sócio-espacial.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Desenho Universal; Orientação espacial; Deficientes Visuais,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-eneac2016-ACE06-2

Referências bibliográficas
  • [1] D’ABREU, J. V. V.; BERNARDI, N. Orientação Espacial no Campus da Unicamp: Desenvolvimento de um mapa de uso tátil e sonoro como ferramenta de auxílio ao percurso do usuário Relatório de Pesquisa.Processo Fapesp: 2009/00216-8, 201
  • [2] DISCHINGER, M.; MATTOS, M.L.; BRANDÃO, M.M.; ELY, H.M.B. Orientar-se em campi universitário no Brasil: condição essencial para inclusão. In Ponto de Vista, Florianópolis, n.10, p.39-64, 2008.
  • [3] IBGE. Censo Demográfico de 2010. Disponivel em http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm. Acesso em abril/2012
  • [4] LEI No.10.098, de 19 de dezembro de 2000. Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Presidência da República, Casa Civil, Subchefia para assuntos Juridicos. Disponivel em: http://www.presidenciadarepublica.gov.br/ccivil_03/LEIS)L10098.htm Acesso em 2012.
  • [5] RHEINGANTZ, P.A.; AZEVEDO, G.A.; BRASILEIRO,A; ALCÂNTARA,D.D.; QUEIROZ, M. Observando a qualidade do lugar: procedimentos para a avaliação pós-ocupação, ProArq. Edição eletrônica. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pós-Graduação em Arquitetura. Disponível em www.fau.ufrj.br/prolugar, 2009.
  • [6] SANTOS, A. O cego, o espaço, o corpo e o movimento: uma questão de orientação e mobilidade. Instituto Benjamin Constant, Rio de Janeiro, 1999, disponível em: http://www.ibc.gov.br/?itemid=106#more, acessado em janeiro de 2013.
  • [7] STORY, M. F. Principles of Universal Design in PREISER, W. F. E.; OSTROFF, E (ed). Universal Design Handbook. New York: Mc-Graw-Hill, 2001.
  • [8] VENTORINI (2009) in ULBRICHT , V.R.; QUEVEDO, S.R.P.; FLORES, A.B.; MACEDO, C.M.S.; GONÇALVES, M.M.; AMARAL, M.; VANZIN, T.; VILLAROUCO, V. Os deficientes visuais e a aprendizagem da representação espacial. In XX Simposio Nacional de Geometria Descritiva e Desenho Técnico, Rio de Janeiro, 2011, p.6. Disponível em http://www.graphica.org.br/CD/PDFs/EDUCA/EDUCA56.pdf acessado em janeiro de 2013.
Como citar:

BAPTISTA, Mariana Bertani; BERNARDI, Núbia; "O DEFICIENTE VISUAL E O ESPAÇO URBANO – COMPREENDENDO OS ATRIBUTOS DE APROPRIAÇÃO DO AMBIENTE", p. 493-504 . In: Anais do VI Encontro Nacional de Ergonomia do Ambiente Construído & VII Seminário Brasileiro de Acessibilidade Integral [=Blucher Design Proceedings, v.2 n.7]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-eneac2016-ACE06-2

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações