Artigo - Open Access.

Idioma principal

O caráter sistêmico do desenvolvimento tecnológico: uma aproximação entre a economia neoschumpeteriana e as visões de Fernando Fajnzylber

Ipiranga, Andrey Hamilka; Bittencourt, Pablo Felipe;

Artigo:

Oartigo tem por objetivo estabelecer conexões entre a abordagem de FernandoFajnzylber e elementos da abordagem neoschumpeteriana sistêmica da inovação,como forma de apontar que muitas das noções fundamentais para o desenvolvimentoentre elas orbitam nas discussões em diferentes contextos há muito tempo. Aestratégia de apresentação no artigo trouxe inicialmente considerações a cercado conceito síntese neoschumpeteriano de Sistemas Nacionais de Inovação,ressaltando aspectos analíticos e normativos que o fundamentam, e que revelaramsimilaridade com a abordagem analítica de Fajnzylber. A seguir a análise sobreas causas do que Fajnzylber chamou de “industrialização trunca” foramapresentadas, ressaltando elementos da abordagem sistêmica que lhe sãocaracterísticos. Na seção 4, as similaridades são sistematizadas. Os resultadosrevelaram seis aspectos similares: fatores históricos determinantes dodesenvolvimento tecnológico; proximidade entre os elementos que sustentam oprogresso técnico no longo prazo em ambas as abordagens; a relação dodesenvolvimento tecnológico e as "esferas não-econômicas"; a relaçãoentre o desenvolvimento tecnológico e as características idiossincráticas acada contexto sociopolítico; o formato da atuação estatal pró-ativo; e aspectossetoriais do progresso técnico. Por fim, a seção 5 apresenta as conclusões dotrabalho.

Artigo:

Palavras-chave: Desenvolvimento tecnológico; Fernando Fajnzylber; Sistema Nacional de Inovação,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/enei2018-66

Referências bibliográficas
  • [1] BALZAT, Markus. The Theoretical Basis and the Empirical Treatment of National Innovation Systems. Volkswirtschaftliche Discussionsreihe, n. 232, University of Augsburg, Augsburg 2002. BIELSCHOWSKY, Ricardo. Cinquenta Anos de Pensamento na CEPAL: Uma resenha. In: BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.). Cinquenta Anos de Pensamento na CEPAL: Volume Rio de Janeiro: Record, 2000. Cap. p. 13-68. ______. Sixty years of ECLAC: structuralism and neo-structuralism. CEPAL Review, Santiago, n. 97, p.171-192, abr. 2009. BITTENCOURT, Pablo Felipe; CÁRIO, Sílvio Antônio Ferraz. Sistemas de Inovação: Das raízes no século XIX à análise global contemporânea. In: RAPINI, Márcia Siqueira; SILVA, Leandro Alves; ALBUQUERQUE, Eduardo Motta de (Org.). Economia da Ciência, Tecnologia e Inovação: Fundamentos teóricos e a economia global. Curitiba: Prismas, 2017. Cap. 9. p. 331-370. CASSIOLATO, José Eduardo; ERBER, Fábio Stefano. Política Industrial: Teoria e prática no Brasil e na OCDE. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 32-60, abr.-jun. 1997. CASSIOLATO, José Eduardo; LASTRES, Helena Maria Martins. Sistemas Nacionais de Inovação e Desenvolvimento: as implicações de política. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 34-45, jan.-mar. 2005. CASSIOLATO, José Eduardo; MATOS, Marcelo Pessoa de; LASTRES, Helena Maria Martins. Innovation Systems and Development. In: CURRIE-ALDER, Bruce; KANBUR, Ravi; MALONE, David M.; MEDHORA, Rohinton (Org). International Development: Ideas, experiences and prospects. [s.i]: Oxford University Press, 2014. Cap. 33. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/299898698_Innovation_Systems_and_Development CHRISTENSEN, Jesper Lindgaard, GREGERSEN, Birgitte, JOHNSON, Björn, LUNDVALL, Bengt Åke, TOMLINSON, Mark. An NSI in transition? Denmark. In: EDQUIST, Charles. HOMMEN, Leif. Small Country Innovation Systems. Northampton: Edward Elgar, 2008. Cap. 11, p. 403-44 FAJNZYLBER, Fernando. La Industrialización Trunca de America Latina. Mexico, D.f: Nueva Imagen, 1983. FERRAZ, João Carlos; PAULA, Germano Mendes de; KUPFER, David. Política Industrial. In: KUPFER, David; HASENCLEVER, Lia (Org.). Economia Industrial: Fundamentos teóricos e práticas no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013. Cap. 24. p. 313-323. FONSECA, Pedro. Cezar. Dutra. O Processo de Substituição de Importações. In: REGO, José Márcio; MARQUES, Rosa Maria. (Org.). Formação Econômica do Brasil. 1 ed. São Paulo, Saraiva, 2003, p. 248-282. FREEMAN, Christopher. Technology Policy and Economic Performance: Lessons from Japan. London: Pinter Publishers, 1987. FREEMAN, Christopher; SOETE, Luc. A Economia da Inovação Industrial. Campinas: Editora Unicamp, 2008. GADELHA, Carlos Augusto Grabois. Política Industrial: Uma visão neo-schumpeteriana sistêmica e estrutural. Revista de Economia Política. São Paulo, v. 21, n. 4, p. 149-171, out.- dez. 200 HANUSCH, Horst; PYKA, Andreas. Principles of Neo-Schumpeterian Economics. Cambridge Journal Of Economics, [s.l.], v. 31, n. 2, p.275-289, 20 jul. 2006. Oxford University Press (OUP). http://dx.doi.org/10.1093/cje/bel018. KIM, L. Da Imitação à Inovação: a dinâmica do aprendizado tecnológico da Coréia. Campinas: Editora Unicamp, 2008 ¬¬¬LIST, Georg Friedrich; HODGSKIN, Thomas. Sistema Nacional de Economia Política. São Paulo: Nova Cultural, 1986. LUNDVALL, Bengt-Åke. National Innovation System: analytical concept and development tool. Industry and Innovation, London, v. 14, n. 1, p.95-119, feb. 2007. ¬¬¬¬______. Innovation as an Interactive Process: From User– Producer Interaction to the National Systems of Innovation. In: LUNDVALL, B. A. (Org.). The Learning Economy and the Economics of Hope. London: Anthem Press, 2016. Cap. 3. p. 61-84. MARTINS, Marcilene. Padrões de eficiência no comércio: definições e implicações normativas. Nova Economia, Belo Horizonte, v. 18, n. 2, p.293-313, mai.-ago. 2008. MARX, Karl. Grundrisse: Manuscritos econômicos de 1857 - 1858: Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 201 MAZZUCATO, Mariana. O Estado Empreendedor: Desmascarando o Mito do Setor Público Vs. o Setor Privado. São Paulo: Portfolio Penguim, 2014. 320 p. NELSON, Richard. National Innovation Systems: a comparative analysis. New York: Oxford University Press, 1993. PAIVA, Suzana Cristina Fernandes de. Estratégias de Política Industrial e Desenvolvimento Econômico: Ideias de Ideais de Fernando Fajnzylber para a América 88 Latina. 2006. 308 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. PEREZ, Carlota. Technological revolutions and techno-economic paradigms. Working Papers in Technology Governance and Economic Dynamics, n. 20, Tallinn University of Technology, Tallinn, 2009. PREBISCH, Raul. O desenvolvimento econômico da América Latina e alguns de seus principais problemas [Manifesto Latino-Americano]. In: GURRIERI, Adolfo (Org.). O Manifesto Latino-Americano: e outros ensaios. Rio de Janeiro: Contraponto, 201 Cap. p. 86-152. RICARDO, David. Princípios de Economia Politica e Tributação. São Paulo: Nova Cultural, 1996. RODRIGUEZ, Octavio. O Estruturalismo Latino-Americano. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009. SCHUMPETER, Joseph Alois. Teoria do Desenvolvimento Econômico: Uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juros e ciclo econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1997. SHARIF, Naubahar. Emergence and development of the National Innovation Systems concept. Research Policy, New York, v. 35, n. 5, p.745-766, jun. 2006. SMITH, Adam. A Riqueza das Nações: Investigação sobre sua natureza e suas causas. São Paulo: Nova Cultural, 1996. SUZIGAN, Wilson; FERNANDES, Suzana Cristina. Competitividade Sistêmica: a contribuição de Fernando Fajnzylber. História Econômica e História de Empresas, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 165-187, jul.-dez. 2004. SUZIGAN, Wilson; FURTADO, João. Política Industrial e Desenvolvimento. Revista de la CEPAL. Santiago, Chile, número especial em português, p. 193-208, 2010. SZAPIRO, Marina; MATTOS, Marcelo; CASSIOLATO, José Eduardo. Sistemas de Inovação e Desenvolvimento. In: RAPINI, Márcia Siqueira; SILVA, Leandro Alves; ALBUQUERQUE, Eduardo Motta de (Org.). Economia da Ciência, Tecnologia e Inovação: Fundamentos teóricos e a economia global. Curitiba: Prismas, 2017. Cap. 10. p. 371-412 TAVARES, Maria da Conceição. O Processo de substituição de importações como modelo de desenvolvimento na América Latina: O caso Brasil. In: Vanessa Petrelli Corrêa, Monica Simioni. (Org.). Desenvolvimento e Igualdade: Homenagem aos 80 Anos de Maria da Conceição Tavares. Rio de Janeiro: IPEA, 201 Cap. 3. p. 61-149. TORRES, Miguel (Comp.). Fernando Fajnzylber: Una visión renovadora del desarrollo de América Latina. Santiago: Cepal, 2006. VIOTTI, Eduardo B. National learning systems: a new approach on technological change in late industrializing economies and evidences from the cases of Brazil and South Korea. Technological Forecasting and Social Change, v. 69, n. 7, p. 653-680, 2002.
Como citar:

Ipiranga, Andrey Hamilka; Bittencourt, Pablo Felipe; "O caráter sistêmico do desenvolvimento tecnológico: uma aproximação entre a economia neoschumpeteriana e as visões de Fernando Fajnzylber", p. 1197-1214 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/enei2018-66

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações