Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Métodos e práticas de designers brasileiros em projetos digitais

Methods and practices of Brazilian designers on digital projects

Faria, Paula C. L. de A.; Souto, Virgínia Tiradentes;

Artigo Completo:

Encontram-se hoje na literatura diversas metodologias de design, cada uma com seu modelo e seus métodos. Somado a esse fato, existe um entendimento de que compreender metodologias de design é importante tanto para a gestão da atividade de design, quanto para auxiliar no progresso dos produtos e na eficiência daqueles que as utilizam (Howard et al., 2006). Diante dessas premissas, este artigo tem por objetivo descrever um provável cenário de métodos, práticas e processos de design em projetos digitais, utilizados por designers no Brasil na atualidade. Para tanto, foi feita uma pesquisa com designers brasileiros de projetos digitais. Os resultados desta pesquisa foram analisados considerando estudos sobre métodos disponíveis na literatura. A partir dos resultados da amostra conclui-se que os designers brasileiros seguem modelos diversos, adaptam metodologias para que atendam as suas preferências, e que a aplicação prática nem sempre é idêntica à teórica.

Artigo Completo:

Nowadays, we can find literature of different design methodologies, each one with its own model and methods. The understanding of the design process is important both to manage the design activity and to aid the improvement of products and the overall efficiency of those who use them (Howard et al, 2006). According to these assumptions, this article aims to describe a scenario of the methods and practices in design process used by designers in Brazil. Therefore, a questionnaire was made with Brazilian designers that work with digital projects. The results were analyzed considering studies on methods and processes available in literature. From the results, there is a conclusion that Brazilian designers follow several different models, that they adapt methodologies to meet your preferences, and that the practical application is not always identical to the theory

Palavras-chave: Design digital, metodologias, processo criativo, digital design, methodology, creative process,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/designpro-CIDI2015-cidi_69

Referências bibliográficas
  • [1] ARCHER, L.B. 1968. The structure of design processes. Royal College of Art, London.
  • [2] BAXTER, M. 1995. Product design. CRC Press.
  • [3] BONSIEPE, G.; KELLNER, P.; POESSNECKER, H. 1984. Metodologia experimental. Brasília: CNPq.
  • [4] BONSIEPE, G. 1997. Design: do material ao digital. Florianópolis: FIESC/IEL.
  • [5] BOOZ, E.; ALLEN, J.; HAMILTON, C. 1968. Management of new products. Booz, Allen Andamp; Hamilton Inc., New York.
  • [6] BUARQUE, A.H.F. 1994-95. Dicionário Aurélio básico da língua portuguesa. São Paulo: Folha de São Paulo: Nova Fronteira.
  • [7] COOPER, R.G. 1986. Winning at new products. Addison-Wesley Publishing Co., Reading, Mass.
  • [8] COUGER, J.D.; HIGGINS, L. F.; MCINTYRE, S.C. 1993. (Un)Structured creativity in information systems organizations. MIS Quarterly, v.17 n. 4. 375–39
  • [9] CROSS, N. 2000. Engineering design methods strategies for product design. Wiley, Chichester.
  • [10] DESIGN COUNCIL. 2006. In: The design process http://www.designcouncil.org.uk/news-opinion/design-process-what-double-diamond, 20/03/2015.
  • [11] ESTRADA, M.R. 1992. Manual da criatividade – os processos psíquicos e o desenvolvimento. São Paulo: Ibrasa.
  • [12] FREITAS, R.F.; COUTINHO, S.G.; WAECHTER, H.N. 2013. Análise de Metodologias em Design: a informação tratada por diferentes olhares. Estudos em Design | Revista (online). Rio de Janeiro: v. 21, n. 1:1-15.
  • [13] HELMHOLTZ, H. 1826. Vortrage and reden. H. Eysenck (Ed.), Genius, University Press, Cambridge.
  • [14] HOWARD, T.J.; CULLEY S.J.; DEKONINCK E. 2006. Describing the creative design process by the integration of engineering design and cognitive psychology literature. Design Studies v.29, n.2: 160-180.
  • [15] GUILFORD, J.P. 1957. A revised structure of intellect studies of aptitudes of high-level personnel. University of Southern California, California.
  • [16] KNELLER, G.F. 1978. Arte e ciência da criatividade. Tradução V. Reis. São Paulo: Ibrasa.
  • [17] LANA S. 2011. A complexidade dos métodos em Design Cadernos de Estudos Avançados em Design UFMG. Andlt;http://www.tcdesign.uemg.br/pdf/Metodo_completo.pdfAndgt;, 20/03/2015.
  • [18] LÖBACH, B. 2000. Desenho Industrial – Base para configuração dos produtos industriais. São Paulo: Edgar Blücher.
  • [19] MACK, N., WOODSONG, C., MACQUEEN, K. M., GUEST, G., Andamp; NAMEY, E. 2005. Qualitative Research Methods: a Data Collectors Field Guide. Andlt;http://www.ccs.neu.edu/course/is4800sp12/resources/qualmethods.pdfAndgt;, 20/03/2015.
  • [20] MOGGRIDGE, B. 2008. Innovation through design. In: International design culture conference – Creativeness by Integration, Kyoto, Japan.
  • [21] MUNARI, B. 1983. Das coisas nascem coisas. Apontamentos por uma metodologia projetual. Barcelona: Editora Gustavo Gili.
  • [22] OECH, R. V. 1997. Um toc na cuca. Rio de Janeiro: Cultura Editores Associados.
  • [23] OSBORN, A. 1987. O poder criador da mente. São Paulo: Ibrasa.
  • [24] OSTROWER, F. 1984. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes.
  • [25] PANIZZA, J.F. 2004. Metodologia e processo criativo em projetos de comunicação visual – Dissertação de mestrado USP. São Paulo, SP.
  • [26] PETERSON, W. A. 1991. A arte do pensamento criativo. São Paulo: Editora Best Seller.
  • [27] SHNEIDERMAN, B. 2000. Creating creativity: user interfaces for supporting innovation. ACM Transactions on Computer–Human Interaction, v.7, n.1, 114–138.
  • [28] SVENSSON, N. 1974. Introduction to engineering design. Pitman, Bath.
  • [29] TORRANCE, E.P. 1974. Pode-se ensinar criatividade? São Paulo: Epu.
  • [30] VIEIRA, G.B.B. 2007. Design e Inovação: Projeto orientado para o mercado e centrado no usuário n.º 4. Revista Convergências, Revista de Investigação e Estudo das Artes, n.12.
  • [31] WILSON, D.R. 1980. An exploratory study of complexity in axiomatic design. Massachusetts Institute of Technology, Mass.
Como citar:

Faria, Paula C. L. de A.; Souto, Virgínia Tiradentes; "Métodos e práticas de designers brasileiros em projetos digitais", p. 907-917 . In: . In: C. G. Spinillo; L. M. Fadel; V. T. Souto; T. B. P. Silva & R. J. Camara (Eds). Anais do 7º Congresso Internacional de Design da Informação/Proceedings of the 7th Information Design International Conference | CIDI 2015 [Blucher Design Proceedings, num.2, vol.2]. São Paulo: Blucher, 2015.
ISSN 2318-6968, ISBN: 978-85-8039-122-0
DOI 10.5151/designpro-CIDI2015-cidi_69

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações