Pôster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

MORTALIDADE PEDIÁTRICA ATRIBUÍDA ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS COMPLEXAS: UMA ANÁLISE DO BRASIL ENTRE 1996 E 2018.

MORTALIDADE PEDIÁTRICA ATRIBUÍDA ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS COMPLEXAS: UMA ANÁLISE DO BRASIL ENTRE 1996 E 2018.

Silva, Luiz Eduardo da ; Moura, Naiara Cunha ; Oliveira, Patrícia Vicente; Nucci, Luciana Bertoldi ;

Pôster:

Justificativa

As Condições CrônicasComplexas (CCCs) são definidas como doenças que comprometem vários sistemasorgânicos, ou severamente ao menos um sistema, por pelo menos 12 meses,necessitando de cuidado pediátrico especializado, com algum período dehospitalização em centro de cuidado terciário.

Objetivo(s)

Avaliar o número de óbitospor CCCs na população pediátrica brasileira (<18 anos) e suascaracterísticas sociodemográficas.

Método(s)

Estudo observacional, comdados secundários do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) de 1996 a 2018,avaliados em relação a causa, idade, sexo, região e local do óbito. (Realizadocom dados secundários de domínio público).

Resultado(s)

Ocorreram 1.564.366 óbitosna população pediátrica do Brasil entre 1996 e 2018, destes 307.882 (19,7%)foram por CCCs. Nesse período houve uma queda de 3,7% no número de óbitos porCCCs, comparado a uma redução de 54% na mortalidade por outras causas. Aprincipal causa de mortalidade por CCCs foram as doenças cardiovascularesrepresentando 27,1% dos óbitos. A região Sul do país, o sexo feminino e a faixaetária de 5 a <10 anos foram as categorias com maior risco de mortalidadepor CCCs, com 24,8%, 22% e 26,3% dos óbitos, respectivamente. O hospital foi olocal em que mais ocorreram os óbitos, com 283.124 ocorrências, com as CCCsrepresentando 24,4% dos óbitos hospitalares desta população.

Conclusão(ões)

As CCCs representamimportantes causas de mortalidade em pacientes pediátricos no país, com umatendência de redução muito aquém do ideal, necessitando de uma melhoria nainfraestrutura da saúde nacional para identificar e atender estes pacientes,que possuem altos índices de hospitalização.

Pôster:

Justificativa

As Condições CrônicasComplexas (CCCs) são definidas como doenças que comprometem vários sistemasorgânicos, ou severamente ao menos um sistema, por pelo menos 12 meses,necessitando de cuidado pediátrico especializado, com algum período dehospitalização em centro de cuidado terciário.

Objetivo(s)

Avaliar o número de óbitospor CCCs na população pediátrica brasileira (<18 anos) e suascaracterísticas sociodemográficas.

Método(s)

Estudo observacional, comdados secundários do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) de 1996 a 2018,avaliados em relação a causa, idade, sexo, região e local do óbito. (Realizadocom dados secundários de domínio público).

Resultado(s)

Ocorreram 1.564.366 óbitosna população pediátrica do Brasil entre 1996 e 2018, destes 307.882 (19,7%)foram por CCCs. Nesse período houve uma queda de 3,7% no número de óbitos porCCCs, comparado a uma redução de 54% na mortalidade por outras causas. Aprincipal causa de mortalidade por CCCs foram as doenças cardiovascularesrepresentando 27,1% dos óbitos. A região Sul do país, o sexo feminino e a faixaetária de 5 a <10 anos foram as categorias com maior risco de mortalidadepor CCCs, com 24,8%, 22% e 26,3% dos óbitos, respectivamente. O hospital foi olocal em que mais ocorreram os óbitos, com 283.124 ocorrências, com as CCCsrepresentando 24,4% dos óbitos hospitalares desta população.

Conclusão(ões)

As CCCs representamimportantes causas de mortalidade em pacientes pediátricos no país, com umatendência de redução muito aquém do ideal, necessitando de uma melhoria nainfraestrutura da saúde nacional para identificar e atender estes pacientes,que possuem altos índices de hospitalização.

Palavras-chave: -,

Palavras-chave: -,

DOI: 10.5151/sabara2020-35

Referências bibliográficas
  • [1] -
Como citar:

Silva, Luiz Eduardo da ; Moura, Naiara Cunha ; Oliveira, Patrícia Vicente; Nucci, Luciana Bertoldi ; "MORTALIDADE PEDIÁTRICA ATRIBUÍDA ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS COMPLEXAS: UMA ANÁLISE DO BRASIL ENTRE 1996 E 2018. ", p. 35 . In: Anais do 5º Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/sabara2020-35

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações