Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

MODELO ACESSÍVEL DE BALANÇO PARA CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS: CONTRIBUIÇÕES PARA O DESIGN UNIVERSAL

ACCESSIBLE BALANCE MODEL FOR CHILDREN WITH SPECIAL NEEDS: CONTRIBUTIONS TO UNIVERSAL DESIGN

Carizio, Bethânya Graick; Raszl, Sheila Moraes; Fernandes, Eduardo Augusto Souza; Paschoarelli, Luis Carlos; Rodrigues, Sérgio Tosi;

Artigo Completo:

De acordo com a Declaração Universal dos Direitos da Criança e do Estatuto da Criança e do Adolescente, é necessária a elaboração de parques infantis acessíveis que permitam a integração de crianças, minimizando as possíveis diferenças. Pesquisas revelam que a maioria dos brinquedos de parques infantis não possui design que favoreça a inclusão de crianças com necessidades especiais. É neste contexto que o presente artigo objetiva apresentar um modelo de balanço acessível, projetado à luz dos princípios do Design Universal, para um parque infantil da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE- de uma cidade no interior paulista, destinado a crianças de quatro a 12 anos, acometidas por deficiências e síndromes múltiplas.

Artigo Completo:

According to the Universal Declaration of the Children Rights and the Brazilian Statute of the Child and Adolescent, it is necessary to create accessible playgrounds that allow the integration of children, minimizing possible differences. Previous studies show that most playground toys do not have a design that favors the inclusion of children with special needs.It is in this context that this article aims to present an accessible balance model, designed in the light of the concepts of Universal Design, in a park for children of the Association of Parents and Friends of the Exceptional - APAE- of a city in the São Paulo State, to be used by children aged four to 12 years, suffering from multiple disabilities and syndromes.

Palavras-chave: Balanço Acessível, Design Universal, Parque Infantil,

Palavras-chave: Accessible Balance, Universal Design, Playground,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0183

Referências bibliográficas
  • [1] ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). NBR 9050 – Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos. (Esta Errata 1 de 30.12.2005 corrige a ABNT NBR 9050:2004) Rio de Janeiro: ABNT, 2005.
  • [2] ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). NBR 16071-1:2012, Playgrounds. Parte 1: Terminologia, que define os termos utilizados para playgrounds.
  • [3] ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). NBR 16071-2:2012, Playgrounds. Parte 2: Requisitos de segurança, que especifica os requisitos de segurança para os equipamentos de playground destinados a reduzir os riscos que os usuários não sejam capazes de prever ou que possam ser razoavelmente antecipados.
  • [4] BRASIL. Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência; Acessibilidade - Brasília; Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2005.
  • [5] BONSIEPE, Gui et. al. Metodologia Experimental: Desenho Industrial. Brasília: CNPq/Coordenação Editorial, 1986.
  • [6] CAMBIAGHI, Silvana Serafino. Desenho Universal: métodos e técnicas para arquitetos e urbanistas. São Paulo: Editora Senac, São Paulo, 2007.
  • [7] CANEVAROLO JR., Sebastião V. Ciência dos polímeros: Um texto Básico para Tecnólogos e engenheiros.2ed. São Paulo: Artliber Editora, 2002
  • [8] CORRÊA M,P; MANZINI J,E. Acessibilidade em Parque Infantil: Um Estudo em Escolas de Educação Infantil. Congresso de Iniciação Científica da Unesp (2007). Disponível em acesso em 10 jan. 2017.
  • [9] Declaração Universal dos Direitos das Crianças – UNICEF. Assembleia Geral 1386 (XIV), de 20 de Novembro de 195
  • [10] EMMEL Maria Luísa Guillaumon; GOMES Gabriela BAUAB; Juliana Pedroso. Universidade com Acessibilidade: Eliminando Barreiras e Promovendo a Inclusão em uma Universidade Pública Brasileira. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, Volume 14 Número 1 Páginas 7-20, 20 ISSN 1415-2177. Estatuto da Criança e do Adolescente: Lei Nº 8.069, de 13 de Julho de 1990. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069.htm> acesso em 15 jan, 2017.
  • [11] FRANCISCO P, C, M; MENEZES A, M. Design Universal: Acessibilidade e espaço construído. Construindo, Belo Horizonte, v.3, n.1, p.25-29, 20 Disponívem em acesso em 10 jan. 2017.
  • [12] FERNANDES, Eduardo Augusto Souza. Balanço Acessível. Projeto de disciplina de graduação do curso de Design Gráfico. Centro Universitário UNIFAFIBE, Bebedouro, 2016.
  • [13] GAELZER, Lenea. Lazer: bênção ou maldição? Rio Grande do Sul: Sulina,1979.
  • [14] GOMES, Ivete de Araújo. A importância e influência do Lúdico sobre o desenvolvimentos de alunos com paralisia cerebral. (2011), f 47. Monografia ( Programa de Pós graduação em Processos de desenvolvimento Humano e saúde). Departamento de psicologia escolar e do desenvolvimento – PED. Universidade de Brasília –UNB. Brasilia, 2011.
  • [15] GUSSO, S,F,K; SCHUARTZ, M, A. A Criança e o Lúdico: A Importância Do “Brincar” Sandra de Fátima Krüger PUPR Profª Ms. Maria Antonia. Anais EDUCERE, 2005.
  • [16] IDEC - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. Revista IDEC, 1995. Disponível em acesso em 8 jan. 2017.
  • [17] IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cartilha do censo 2010: A Deficiência no Brasil, 2012. Disponível em
  • [18] default/files/publicacoes/cartilha-censo-2010-pessoas-com-deficienciareduzido.pdf> acesso em 4 dez. 2016.
  • [19] LAUFER, Adriana Mariana. Recomendações para projeto de brinquedos de recreação e lazer existentes em playgrounds adaptados à criança com paralisia cerebral. 2001. 44 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.
  • [20] LAUFER, A, M; PAZMINO, A,V. Parâmetros de Projeto para equipamentos lúdicos em espaço Público Baseados nos Princípios do Design Universal. Cadernos da Escola de Comunicação. Unibrasil, vol 4, 2016.
  • [21] LEI No 10.098. 19 de dezembro 2000, Capítulo I, artigo II, 2000. Disponível em acesso em 10 fev. 2017.
  • [22] LIMA, Mayumi. A cidade e a criança: São Paulo: Nobel, 1989.
  • [23] MARTIN, Juan Eduardo Samur-San; MENDES, Roberto Teixeira; HESSEL, Gabriel. Peso, estatura e comprimento em crianças e adolescentes com síndrome de Down: análise comparativa de indicadores antropométricos de obesidade. Rev. Nutr., Campinas , v. 24, n. 3, p. 485-492, jun. 2011 . Disponível em . acessos em 16 mar. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732011000300011.
  • [24] MATOS, K. Posso brincar com você? Um estudo da possibilidade de crianças cegas brincarem com videntes sob a ótica do Desenho Universal. 2007. 284 f. Dissertação (Mestrado em Desenho Industrial) – Faculdade de Arquitetura Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2007.
  • [25] MEDEIROS, Ethel Bauzer. O lazer no planejamento urbano. 2º ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1975.
  • [26] MORI, Raquel Biem. Ludicidade: projeto arquitetônico e paisagístico de educação infantil. 2009. . Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, 2009. Disponível em: acesso em 10 jan, 2017.
  • [27] MULLER, Marcelle Suzete, ALMEIDA, Eloisa Santa de, TEIXEIRA,Fábio Gonçalves . Design Inclusivo: playground para todas as crianças HFD Human factors in design, v.3, n.5, p 17 - 27, 2014. Disponível em Acesso em 10 jan. 2017.
  • [28] MUNARI, Bruno. Das coisas nascem as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
  • [29] STAUT Lucy Ana Vilela. Usabilidade Universal na Arquitetura: Método de Avaliação baseado em heurísticas. F249, 2014. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós Graduação Arquitetura, Tecnologia e Cidade - Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Unicamp, Campinas.
  • [30] TEIXEIRA, Mauro S; FIGUEIREDO, Jarbas S. de. Recreação para todos: manual teórico e prático. São Paulo: Obelisco, 1970.
Como citar:

Carizio, Bethânya Graick; Raszl, Sheila Moraes; Fernandes, Eduardo Augusto Souza; Paschoarelli, Luis Carlos; Rodrigues, Sérgio Tosi; "MODELO ACESSÍVEL DE BALANÇO PARA CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS: CONTRIBUIÇÕES PARA O DESIGN UNIVERSAL", p. 1795-1805 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0183

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações