Resumo - Open Access.

Idioma principal

MARIA ROSA: FOME, FÉ E RESISTÊNCIA

Maciel, Marcelo Johny;

Resumo:

Através de uma análise política acerca das diversas lideranças existentes na Guerra do Contestado, o presente trabalho se propõe a uma releitura acerca deste que foi um dos maiores conflitos sociais do século XX. Em termos de produção científica abrangendo o objeto de pesquisa, nota-se uma carência2 quando comparado com a relevância do tema, favorecendo o silenciamento da história e da memória dos remanescentes diretos ou indiretos do conflito. Na maioria dos trabalhos que referencia o assunto, é notória a predominância de um romantismo de caráter jornalístico ou crônico, contudo, não se podem desvalorizar obras clássicas de cunho sociológico3 além daquela que direciona sua pesquisa por meio do espírito religioso4 objetivando outra abordagem acerca do Tema.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp2015-0016

Referências bibliográficas
  • [1] ALENCAR, Chico. Rebeldes com Causa. Rio de Janeiro: Garamond. 1998.
  • [2] BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2005.
  • [3] CANCLINI, Néstor García. Culturas Híbridas. São Paulo: Edusp, 2006.
  • [4] CEVASCO, Maria Elisa. Dez Lições sobre Estudos Culturais. São Paulo: Boitempo, 2003.
  • [5] COSTA, Cristina. “Sociologia alemã: a contribuição de Max Weber”, in: Sociologia – Introdução à ciência da sociedade. (2a ed). São Paulo: Moderna, 2001
  • [6] DELEUZE, G. e GUATTARI, F. s/d. [ed. original: 1972] O Anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia. Lisboa: Assírio & Alvim.
  • [7] _______1995a. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol.1. Rio de Janeiro: Ed. 34.
  • [8] _______1995b. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol. 2. Rio de Janeiro: Ed. 34.
  • [9] _______1996. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol. 3. Rio de Janeiro: Ed. 34.
  • [10] _______1997. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol. 5. Rio de Janeiro: Ed. 34.
  • [11] DURKHEIM, Émile. As Regras do método Sociológico. São Paulo: Martins fontes, 2007.
  • [12] ELIAS, N. Mozart - Sociologia de um Gênio. Rio de Janeiro: Zahar, 1995
  • [13] EVANS-PRITCHARD, Edward. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.
  • [14] FAORO, Raymundo. Os Donos do Poder: formação do patronato político brasileiro. Vol. 1 e 2. São Paulo: Globo, 2001.
  • [15] FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Editora da USP. 1994.
  • [16] _____________ O crime do restaurante chinês: carnaval, futebol e justiça na São Paulo dos anos 30. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.
  • [17] FERREIRA, Delson. Manual de sociologia: dos clássicos à sociedade da Informação. São Paulo: Atlas, 2001.
  • [18] FRAGA, N. C. Contestado: a grande guerra civil brasileira. In: SCORTEGAGNA, A. REZENDE, C. J. TRICHES, R. I. Paraná, espaço e memória: diversos olhares históricogeográficos. Curitiba: Editora Bagozzi, 2005.
  • [19] _______________. Mudanças e permanências na rede viária do Contestado: uma abordagem acerca da formação territorial no sul do Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.
  • [20] GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as idéias de um moleiro perseguido pela Inquisição. Tradução Maria Betânia Amoroso. São Paulo: Companhia
  • [21] das Letras, 2006.
  • [22] HAESBAERT, R. Territórios Alternativos. São Paulo: Ed. Contexto, 2002.
  • [23] HALL, S. A Identidade cultural na pós-modernidade. 6ª ed. Rio de janeiro: DP&A, 2001.
  • [24] JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO (2012). Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,contestado-a-regiao-nordeste-de-santacatarina,834528,0.htm. Acesso em: 25 abr. 2013.
  • [25] LEMOS, Zélia de Andrade. Curitibanos na História do Contestado. Florianópolis: Governo Estadual, 1977.
  • [26] LEVI, Giovanni. Sobre amicro-história. In.: BURKE, Peter (org.). A Escrita da História: novas perspectivas (trad.). São Paulo: UNESP, 1992.
  • [27] LÉVI-STRAUSS, Claude. O pensamento selvagem. Campinas: Papirus, 1989.
  • [28] MACHADO, Paulo Pinheiro. Lideranças do Contestado: a formação e a atuação das chefias caboclas. Campinas: UNICAMP, 2004.
  • [29] ______________ Entrevista disponível em: 05/11/2014 http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/514385-guerra-do-contestado-os-reflexos-cemanos-depois-entrevista-especial-com-paulo-pinheiro-machado
  • [30] ______________Artigo: Guerra, cerco, fome e epidemias: memórias e experiências dos sertanejos do Contestado; disponível em: 05/11/2014 http://www.revistatopoi.org/numero_atual/topoi22/topoi%2022%20-%20artigo%2010.pdf
  • [31] MACCANN, FRANK, D. Soldados da pátria: História do Exército Brasileiro1987-37. São Paulo: Cia das Letras, 2007
  • [32] Manuscrito Arquivo Fernando Setembrino de Carvalho (FSC). dados do acervo do CPDOC é http://www.fgv.br/cpdoc/busca : Acesso em 11/14
  • [33] MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. Manifesto Comunista. Rio de Janeiro: Garamond. 998.
  • [34] MATOS, Maria Izilda de Santos. Âncora de Emoções: Corpos, subjetividades e sensibilidades. São Paulo: EDUSC, 2005.
  • [35] MEIRINHO, Jali. República e Oligarquias. Subsídios para a História Catarinense (1889-1930).Florianópolis: Insular, 1997.
  • [36] MICHELET, Jules. Joana D’Arc. Trad. Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Imaginário/Polis, 1995.
  • [37] MONTEIRO, Duglas Teixeira, Os errantes do novo século: São Paulo, Duas Cidades, 1974
  • [38] PERROT, Michelle. Os excluídos da história: operários, mulheres e prisioneiros. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.
  • [39] PRADO PEREIRA PRADO. Colônia do Sacramento: A situação na fronteira platina no século XVIII. Artigo disponível em: 15/12/2014 http://www.igtf.rs.gov.br/wpcontent/uploads/2012/05/A-colonia-de-Sacramento-Fabricio.pdf
  • [40] PRIORE, Mary DEL (Org.). História das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2007.
  • [41] QUEIROZ , Maria Isaura Pereira. La GuerreSainteauBrésil, boletim n.187, Sociologia I, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, São Paulo,
  • [42] 1957.
  • [43] ROBBINS, S. P. Comportamento Organizacional. São Paulo: Prentice Hall, 2005.
  • [44] SÁ, Laís Mourão. Contestado: a Gestação Social do Messias, programa de Pós graduação em Antropologia Social, Museu Nacional, UFRJ, 1971.
  • [45] SACHET’S Celestino; SACHET’S Sérgio. Histórias de Santa Catarina: O Contestado. Santa Catarina: Século Catarinense, 2001.
  • [46] SELL, Suzuki Mariana; Direito Internacional de Águas na Bacia do Rio da Prata. Disponível em:15/12/2014 http://www.capnet-brasil.org/arquivos/env_19_04_07/Direito% 20Internacional%20de%20%C1guas%20na%20Bacia%20do%20Prata.pdf
  • [47] SIMMEL, Georg. Questões fundamentais da sociologia: indivíduo e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.
  • [48] THOMÉ, Nilson. A Política no Contestado: do curral da fazenda ao pátio da fábrica. Caçador: Universidade do Contestado, 2002.
  • [49] _______________. Primeira história da Educação Escolar no Contestado, Caçador: UnC/Museu do Contestado, 2002
  • [50] _______________. A formação do homem do contestado e a educação escolar – Campinas, SP, 2006.
  • [51] THOMPSON, Edward Palmer. Costumes em Comum. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
  • [52] THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 1999.
  • [53] VAINFAS, Ronaldo. Os protagonistas anônimos da História: micro-história. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
  • [54] VALENTINI, Delmir José. Da cidade à corte celeste: memórias de sertanejos e a guerra do Contestado. Caçador: Universidade do Contestado, 1998.
  • [55] VERISSIMO, Erico. A Vida de Joana d’arc. Porto Alegre: Globo S.A, 1978.
  • [56] VINHAS DE QUEIROZ, Maurício. Messianismo e conflito social: a Guerra Sertaneja do Contestado (1912-1916). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966.
  • [57] WEBER, Max. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.
  • [58] ______. Metodologia das ciências sociais – parte 1. São Paulo. Unicamp: Cortez, 2001.
  • [59] ______. Metodologia das ciências sociais – parte 2. São Paulo. Unicamp: Cortez, 2001.
  • [60] ______. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Cia das Letras, 2004.
Como citar:

Maciel, Marcelo Johny; "MARIA ROSA: FOME, FÉ E RESISTÊNCIA", p. 107-112 . In: Anais do VIII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - Educação com o Recorte de Combate às Opressões [=Blucher Social Science Proceedings, v.2, n.1].. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp2015-0016

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações