Maio 2018 vol. 4 num. 3 - Colóquio Internacional de Design 2017

Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Konãgxeka: o design de produção de um filme de animação indígena em Minas Gerais

Konãgxeka: design production of an indigenous animated film in Minas Gerais

Bicalho, Charles;

Artigo Completo:

Relato sobre a gênese e o processo de produção do filme de animação Konãgxeka: o Dilúvio Maxakali , realizado pela produtora Pajé Filmes, sob os auspícios da sétima edição do Programa de Estímulo ao Audiovisual – Filme em Minas. Co-dirigido por mim e por Isael Maxakali, Konãgxeka se utiliza de técnicas de animação de recorte em imagens bidimensionais produzidas pelos índios Maxakali de Aldeia Verde, no município de Ladainha em Minas Gerais, para contar a versão deste povo da história tradicional do dilúvio. Universal, a narrativa do dilúvio apresenta inúmeras versões, de acordo com o povo que a representa. Falado em língua Maxakali, o filme prima pela coerência em sua visualidade, baseada nos traços, nas cores e em outras referências culturais Maxakali, preservadas graças à produção autenticamente indígena, devido à presença de artistas ilustradores, cantores, escritores, tradutores e cineastas genuinamente indígenas na equipe de produção. São destacados aspectos da direção de arte do filme que se baseiam na noção de design etnográfico ou etnodesign.

Artigo Completo:

Account of the genesis and production process of an animated film called Konãgxeka: the Maxakali Flood, held of Pajé Filmes producer under the auspices of the seventh edition of the Filme em Minas, a stimulus to audiovisual program of Minas Gerais state government. Co-directed by this author and indigenous filmmaker Isael Maxakali, Konãgxeka uses cutout animation techniques in twodimensional images produced by members of Maxakali Indian Community of Aldeia Verde (Green Village), located in the municipality of Ladainha, in Minas Gerais, Brazil. The film tells the Maxakali version of flood legend. Spoken in Maxakali language, the film strives for consistency in its visuality, based on features, colors and other cultural references, preserved thanks to authentically indigenous production due to the Maxakali indigenous presence of illustrator artists, singers, writers, translators and genuinely indigenous filmmakers in the production team. The aspects of prodution design of the film, which is based on the notion of ethnographic design or etnodesign, are highlighted.

Palavras-chave: Filme; Animação; Produção; Design; Indígena,

Palavras-chave: Film; Cartoon; Production; Design; Indigenous,

DOI: 10.5151/cid2017-43

Referências bibliográficas
  • [1] BICALHO, Charles. Koxuk: a imagem do yãmîy na poética maxakali. Tese de Doutorado na Faculdade de Letras da UFMG, 2010.
  • [2] _____. Pajé Filmes: a presença de um design indígena mineiro na mídia. In: Anais do I Colóquio Internacional de Design, Belo Horizonte, 2011. (pp. 256-270)
  • [3] EISENSTEIN, Sergei. O sentido do filme. Tradução de Teresa Ottoni. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.
  • [4] FLUORFILMS. 2010. Xex Xeg ka Kay Kay. 02 min. Disponível em Acessado em 10 de maio de 2016.
  • [5] HAMBURGER, Vera. Arte em cena: a direção de arte no cinema brasileiro. São Paulo: Senac; Sesc, 2014.
  • [6] HORAK, Jan-Christopher. Saul Bass: anatomy of film design. Lexington: University Press of Kentucky, 2014.
  • [7] MACHADO, Ludmila Ayres. Design e linguagem cinematográfica – narrativa visual e projeto. São Paulo: Blucher, 2011.
  • [8] MAXAKALI, Isael. 2011. Xupapoynãg. Belo Horizonte: Pajé Filmes. DVD, 14 min.
  • [9] MOYA, Alex. 2012. Tren Tren y Kai Kai Vilú. 04 min. Disponível em Acessado em 10 de maio de 2016.
  • [10] SANTIAGO, Mário. 2002. Manifesto por um Etnodesign. Disponível em: Acessado em 27 de abril de 2016.
  • [11] TYLER, Hamilton A. Pueblo Gods and Myths. Norman: University of Oklahoma Press, 1964.
  • [12] VIDAL, Lux. (org.) Grafismo indígena – estudos de antropologia estética. São Paulo: Studio Nobel; Fapesp; Edusp, 1992.
  • [13] VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Perspectivismo e multinaturalismo na América indígena. Disponível em: Acessado em 12 de maio de 2016.
  • [14] 8300 Web – Cooperativa de Trabajo por la Comunicación. Epew xeg xeg y kay kay. La cosmovisión mapuce. Disponível em: Acessado em 15 de maio de 2016.
Como citar:

Bicalho, Charles; "Konãgxeka: o design de produção de um filme de animação indígena em Minas Gerais", p. 489-499 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, ISBN: cid2017
DOI 10.5151/cid2017-43

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações