Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

JOGO CAZUMBÁ: UMA PROPOSTA DE JOGO DE TABULEIRO PARA O ENSINO DO BUMBA MEU BOI

Saraiva, Gisele Reis Correa; Sousa, Cláudia Nayanne Gaspar;

Artigo Completo:

O presente trabalho intitulado “JOGO CAZUMBÁ: uma proposta de jogo de tabuleiro para o ensino do Bumba Meu Boi”, refere-se a uma pesquisa teórico e prática, a partir de uma monografia de conclusão do curso de Design (Sousa, 2015) com base na cultura maranhense. O estado do Maranhão é reconhecido no Brasil pela sua diversidade cultural. No que se refere às manifestações folclóricas, o Bumba Meu Boi é o principal representante. No entanto, percebe- se que poucas pessoas na capital do Estado, São Luís, não conhecem com propriedade a história dos movimentos culturais. Por isso, a presente pesquisa tem como objetivo desenvolver um jogo de tabuleiro lúdico pedagógico, abordando a temática do Bumba Meu Boi, destinado ao público infantil, no intuito de estimular o conhecimento sobre da cultura popular local. Para o desenvolvimento do projeto utilizou-se a metodologia de Munari (2008), bem como se realizou pesquisas bibliográficas e de campo , resultando em um jogo de tabuleiro que irá proporcionar benefícios aos usuários, devido a suas características de funcionalidade usual e estética, tornando-se uma importante ferramenta no aprendizado da cultura popular maranhense.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Design; Cultura; Bumba Meu Boi; Jogo.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0394

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL, Secretaria de Educação Básica. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa. Currículo na Alfabetização: concepções e princípios. Brasília: MEC/SEB, 2012, 48p.
  • [2] CORREA, Gisele Reis. Design e artesanato: um estudo de caso sobre a semente de juçara em São Luís do Maranhão. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
  • [3] EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. 2.ed. São Paulo: Unesp, 2011. 208p.
  • [4] FRIEDMANN, Adriana. Brincar: crescer e aprender- o resgate do jogo infantil. São Paulo. Moderna, 1996.
  • [5] HUIZINGA, Johan. Homo Ludes. Madri: Alianza/Emecé, 1984.
  • [6] KISHIMOTO, Tizuko, M. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. 14 ed. São Paulo, Editora Cortez, 2011.
  • [7] LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 19. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.
  • [8] LIMA, Francisco José Florêncio. Descobrindo o bumba meu boi, estudo da cultura popular maranhense nas séries do 1° grau menor. São Luís: UFMA 1994.
  • [9] MACHADO, M. M. O brinquedo-sucata e a criança. Edições Loyola, 2003.
  • [10] MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas; tradução José Manuel de Vasconcelos. 2 ed. São Paulo. Martins Fontes, 2008.
  • [11] NASCIMENTO, Maria Nadir. Terra das Palmeiras: geografia e história do Maranhão. São Paulo: FTD, 1996.
  • [12] RODRIGUES. Maria Luzia. A CRIANÇA E O BRINCAR. Dissertação de mestrado Universidade Federal Rural Do Rio De Janeiro. Pós-Graduação. 2009.
  • [13] PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Tradução de Álvaro Cabral e Christiano Monteiro Oiticica, 4 edição, Rio de janeiro: LCT, 2010.
  • [14] SANTOS, Joaquim Antônio. Bumba-meu-boi: som e movimento. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (Iphan - MA). São Luís, 2012.
  • [15] SILVEIRA, Jacira Cabral da. Infância na Mídia: sujeito, discurso, poderes. (Dissertação de Mestrado) Porto Alegre: FACED/UFRGS, 2000.
  • [16] SOUSA. Claudia Nayanne Gaspar. JOGO CAZUMBÁ: uma proposta de jogo de tabuleiro para o ensino sobre o Bumba Meu Boi. São Luís, 2015. Monografia do curso de graduação Design - Universidade Federal do Maranhão.
  • [17] VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
Como citar:

Saraiva, Gisele Reis Correa; Sousa, Cláudia Nayanne Gaspar; "JOGO CAZUMBÁ: UMA PROPOSTA DE JOGO DE TABULEIRO PARA O ENSINO DO BUMBA MEU BOI", p. 4578-4589 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0394

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações