Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ISOTERMAS DE ADSORÇÃO DO CORANTE AZUL BRILHANTE POR HIDROGÉIS LIOFILIZADOS A BASE DE QUITOSANA

CRISPIM, M.M.; RIOS, E. C.; SILVA, K. A.; GONÇALVES, J. O.; DOTTO, G. L.; PINTO, L. A. de A.;

Artigo Completo:

O processo de adsorção vem ganhando destaque como alternativa para a remoção de corantes de efluentes. A quitosana, um biopolimero proveniente de fontes renováveis, biodegradáveis e biocompatíveis, vem ganhando notoriedade por sua eficiência na remoção dos corantes alimentícios em efluentes industriais. Os hidrogéis são estruturas de redes poliméricas formadas através de ligações cruzadas, sendo capazes de absorver água e permanecer insolúvel. Desta forma, este trabalho tem como objetivo obter e caracterizar diferentes hidrogéis à base de quitosana, e verificar o comportamento de equilíbrio nas diferentes condições da adsorção do corante alimentício azul brilhante. A caracterização do hidrogel foi feita através da análise do grau de intumescimento, força do gel e MEV. Os experimentos foram realizados com hidrogel liofilizado com e sem a adição de carvão ativado. As isotermas de adsorção foram realizadas variando a temperatura (25, 35 e 45ºC) e a concentração de corante (50, 100, 200, 300, 400 mg L-1). Os dados experimentais foram ajustados ao modelo de Lamgmuir (R2 >0,98 e EMR<5%). As máximas capacidades máximas de adsorção foram à temperatura de 25ºC com os valores de 1306 e 1428 mg g-1 para os hidrogéis sem e com carvão, respectivamente.

Artigo Completo:

Palavras-chave: processo de adsorção,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-450

Referências bibliográficas
  • [1] ANVISA: Agência Nacional De Vigilância Sanitária. Decreto n° 55.871/65 de 26 de março de 1965. Portaria no 540/97, de 27 de outubro de 1997. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br. 1997.
  • [2] CRINI, G.; BADOT, P. M. Application of chitosan, a natural aminopolysaccharide, for dye removal from aqueous solutions by adsorption processes using batch studies: A review of recent literature. Prog. Polym. Sci., v. 33, p. 399-447, 2008.
  • [3] CARONI, A. L. P. F.; DE LIMA, C. R. M.; PEREIRA, M. R.; FONSECA, J. L. C. The kinetics of adsorption of tetracycline on chitosan particles. J. Colloid Interface Sci., v. 340, p. 182-191, 2009.
  • [4] DALLAGO, R. M.; SMANIOTTO, A.; OLIVEIRA, L. C. A. Resíduos sólidos de curtumes como adsorventes para a remoção de corantes em meio aquoso. Quim. Nova, v.28, p. 433-437, 2005.
  • [5] DEMIRBAS, A. Agricultural based activated carbons for the removal of dyes from aqueous solutions: A review. J. Hazard. Materials., v. 167, p. 1-9, 2009.
  • [6] DOTTO, G. L.; VIEIRA, M. L. G.; GONÇALVES, J. O.; PINTO, L. A. A. Remoção dos corantes azul brilhante, amarelo crepúsculo e amarelo tartrazina de soluções aquosas utilizando carvão ativado, terra ativada, terra diatomácea, quitina e quitosana: Estudos de equilíbrio e termodinâmica. Quím.Nova, v. 34, p. 1193–1199, 2011.
  • [7] KOPRIVANAC, N.; KUSIC, H. Hazardous organic pollutants in colored wastewaters. New York: New Science Publishers, 2008.
  • [8] MITTAL, A.; MITTAL, J.; KURUP, L. Utilization of hen feathers for the adsorption of indigo carmine from simulated effluents. J. Environ. Protect. Sci., v. 1, p. 92-100, 2007.
  • [9] SHEN C.; SHEN Y.; WEN Y.; WANG H.; LIU W. Fast and highly efficient removal of dyes under alkaline conditions using magnetic chitosan-Fe(III) hydrogel. Water Res., v. 45, p. 5200-5210, 2011.
  • [10] WAN NGAH, W. S.; TEONG, L. C.; HANAFIAH, M. A. K. M. Adsorption of dyes and heavy metal ions by chitosan composites: A review. Carbohydr Polymer., v. 83, p. 1446–1456, 2011.
  • [11] ZHOU, P.; REGENSTEIN, J. M. Comparison of water gel desserts from fish skin and pork gelatins using instrumental measurements. J. Food Sci., v.72, p.196–201, 2007.
Como citar:

CRISPIM, M.M.; RIOS, E. C.; SILVA, K. A.; GONÇALVES, J. O.; DOTTO, G. L.; PINTO, L. A. de A.; "ISOTERMAS DE ADSORÇÃO DO CORANTE AZUL BRILHANTE POR HIDROGÉIS LIOFILIZADOS A BASE DE QUITOSANA", p. 2825-2830 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-450

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações