Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

INVESTIGAÇÃO DOS MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE PROFESSORES E AUXILIARES DE CLASSE DA EDUCAÇÃO ESPECIAL A FATORES DE RISCO DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES

RESEARCH OF METHODS FOR ASSESMENT OF EXPOSURE OF TEACHERS AND CLASS AUXILIARY OF SPECIAL EDUCATION TO MUSCULOSKELETAL DISORDERS RISK FACTORS

Wojcikiewicz, Felipe Adriano; Nickel, Elton Moura; Santos, Flávio Anthero Nunes Vianna dos;

Artigo Completo:

Levantamento exploratório acerca da aplicabilidade de ferramentas de avaliação de fatores de risco de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho de docentes e auxiliares da educação especial, fundamentado em pesquisas sobre a prevalência dos distúrbios na educação regular e a ocorrência das ferramentas utilizadas para avaliação da sintomatologia osteomuscular.

Artigo Completo:

Exploratory survey about the applicability of tools for the assessment of risk factors for musculoskeletal disorders related to the work of teachers and class assistants in special education, based on research on the prevalence of disorders in regular education and the occurrence of the tools used to evaluate musculoskeletal symptoms.

Palavras-chave: Métodos, educação especial, distúrbios osteomusculares,

Palavras-chave: Methods, special education, musculoskeletal disorders,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0068

Referências bibliográficas
  • [1] ALEXANDER, D.L. - School Employees: The Forgotten Municipal Workers. Occup Med, v.16, n.1, 65-78, 200
  • [2] BARRETO, R. G.; LEHER, R. - Trabalho docente e as reformas neoliberais. In: OLIVEIRA, D. A. Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. p. 39-60.
  • [3] BARROS, E.N.C., ALEXANDRE, N.M.C. - Cross-cultural Adaptation of the Nordic Musculoskeletal Questionnaire. Int Nurs Rev, v.50, n.2: 101-08, 200
  • [4] BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui diretrizes curriculares para a formação de professores da educação básica. Brasília, 2002. Disponível em: . Acesso em 15/11/2016.
  • [5] BRASIL. Lei nº 9.394. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da educação Nacional. Brasília, 1996. Disponível em: Acesso em: 17/11/2016.
  • [6] CARDOSO, J. P.; RIBEIRO, I. Q. B.; ARAÚJO, T. M.; CARVALHO, F. M.; REIS, E. J. F. B. – Prevalência de Dor Musculoesquelética em Professores, São Paulo, v.12, n.4, p.604-14, 2009.
  • [7] CARVALHO, A.J.F.P.; ALEXANDRE, N.M.C. – Sintomas Osteomusculares em Professores do Ensino Fundamental, Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 10, n. 1, p. 35-41, 2006.
  • [8] CONTE, Elaine; BASEGIO, Antônio C. – Tecnologias Assistivas: Recursos Pedagógicos Para a Inclusão Humana, Revista Temas em Educação, João Pessoa, v.24, n. 2, p. 28-44, jul.-dez. 2015.
  • [9] FERNANDES, M. H.; ROCHA, V. M.; COSTA-OLIVEIRA, A. G. R. – Fatores Associados à Prevalência de Sintomas Osteomusculares em Professores, Revista de Salud Pública, Bogota, v.11, n.2, 200
  • [10] HUMMEL, Eromi Izabel. Tecnologia Assistiva: A Inclusão na Prática. 1ª Edição, Curitiba: Appris, 2015.
  • [11] HERRERA, A. R. C. S.; DICKIE, I. B.; SCHULEMBURG, H. R. W. – Design Inclusivo: Interface Gráfica Voltada para Crianças com Síndrome de Down, Ergodesign & HCI, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, jul. 2014.
  • [12] JÚNIOR, J. P. L.; SILVA, T. F. A. – Análise da Sintomatologia de Distúrbios Osteomusculares em Docentes da Universidade de Pernambuco – Campus Petrolina, Revista Dor, São Paulo, v. 15, n. 4, p.276-280, 2014.
  • [13] LIMA, R. D. C.; GOMES. M. P.; STURMER, G. – Prevalência de Distúrbios Osteomusculares em Professores de Uma Escola Pública no Noroeste do Rio Grande do Sul, EFDeportes, Buenos Aires, n. 170, 2012.
  • [14] MELO, E. M. N.; CAIXETA, G. F.; CAIXETA, A. – Prevalência de Lesões Osteomusculares em Professores do Ensino Fundamental, Saúde CESUC, Catalão, n. 1, 2010.
  • [15] MENDES, E. G. - Desafios Atuais na Formação do Professor em Educação Especial. Revista Integração. Brasília, n. 24, ano 14, p.12 – 17, 2002.
  • [16] TEIXEIRA, L. H. G. - Políticas públicas de educação e mudança nas escolas: um estudo da cultura escolar. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, M. R. T. (Orgs.) Política e trabalho na escola: administração dos sistemas de educação básica. 2. ed., Belo Horizonte, 2001, p. 177-190
  • [17] OLIVEIRA, D. A. - As reformas educacionais e suas repercussões sobre o trabalho docente. In OLIVEIRA, D. A. - Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes. Autêntica: Belo Horizonte, 2003, p. 13-35.
  • [18] OLIVEIRA, M. G. - Condições de trabalho, gênero e saúde: Sofrimento e estresse, um estudo de caso com os profissionais docentes do ensino superior privado de Belo Horizonte. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.
  • [19] OLIVEIRA, E. da S. G.; GLAT, R. - Educação Inclusiva: Ensino Fundamental para os Portadores de Necessidades Especiais. In: VALLE, B. de B. R. et AL. Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino fundamental. Curitiba: Iesde, 2003.
  • [20] SANCHEZ, H. M.; GUSATTI, N.; SANCHEZ, E. G. M.; BARBOSA, M. A. – Incidência de Dor Musculoesquelética em Docentes do Ensino Superior, Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, São Paulo, v.11, n.2, p.66 – 75, 2013.
  • [21] SANTOS, G. L. V.; SILVA, I. L.; CARDOSO, F.;
  • [22] BERESFORD, H. - Ocorrência de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho dos Professores de uma Instituição de Ensino Superior de Belém/PA. Fisioterapia Brasil, Rio de Janeiro, 2009, v.10 n.4.
Como citar:

Wojcikiewicz, Felipe Adriano; Nickel, Elton Moura; Santos, Flávio Anthero Nunes Vianna dos; "INVESTIGAÇÃO DOS MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE PROFESSORES E AUXILIARES DE CLASSE DA EDUCAÇÃO ESPECIAL A FATORES DE RISCO DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES", p. 686-697 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0068

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações