Artigo - Open Access.

Idioma principal

INFLUÊNCIA DE PROPRIEDADES DA GASOLINA EM PARÂMETROS DE DESEMPENHO DE MOTORES E VEÍCULOS

Machado, Guilherme Bastos; Villela, Antonio Carlos Scardini; Bontorin, Ana Carolina Bueno; Silva, Katia Moniz da; Botero, Sergio William;

Artigo:

No mercado de combustíveis automotivos para veículos leves do ciclo Otto há variações
naturais das propriedades físico-químicas das gasolinas, tais como poder calorífico, massa
específica, relação ar-combustível estequiométrica, octanagem, entre outras. Investigar a
influência dessa variação de propriedades nos parâmetros de desempenho dos motores e
veículos é importante. Dentro deste contexto, foi realizada avaliação de desempenho e
consumo de combustível, utilizando gasolinas de diferentes procedências, em motores e
veículos de tecnologias GDI (gasoline direct injection) e PFI (port fuel injection). Os ensaios
foram realizados em banco de provas de motor e dinamômetro de chassi. Os resultados
mostram que as propriedades das gasolinas podem influenciar de forma diversa o desempenho
e o consumo de combustível mássico e volumétrico, a depender da tecnologia e da estratégia
de calibração dos motores e veículos. Evidencia-se a importância do desenvolvimento de
sistemas de controle do motor mais sensíveis às variações dos combustíveis, para minimizar a
influência no desempenho e eficiência.

Artigo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/simea2018-PAP53

Referências bibliográficas
  • [1] ANP - AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Importações e Exportações (metros cúbicos). Disponível em: http://www.anp.gov.br/dados-estatisticos. Acesso em: 30 abr. 2018. [2] ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 1585: Veículos rodoviários - Código de ensaio de motores - Potência líquida efetiva. Rio de Janeiro, 1996. [3] MACHADO, G.B., Metodologias para Desenvolvimento de Combustíveis e Determinação da Velocidade de Propagação de Chama em Motores de Ignição por Centelha, Tese de Doutorado, PUC-Rio – Departamento de Engenharia Mecânica, Rio de Janeiro, Brasil, 2012. [4] ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7024: Veículos rodoviários automotores leves — Medição do consumo de combustível — Método de ensaio. Rio de Janeiro, 2010. [5] VILLELA, A.C.S.; BOTERO, S.W.; CARVALHO, R.N.; Vehicle Speed Recovery Test Methodologies on Chassis Dynamometer and their Correlation with Track Test Results, SAE Technical Paper 2015-36-0196, 24th SAE Brazil International Congress, 2015. [6] ANP- AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS, Resolução ANP nº 40/2013, publicada no DOU em outubro de 2013. [7] KALGHATGI, G.T., Fuel Anti-Knock Quality - Part I. Engine Studies, SAE 2001-01- 3584, San Antonio, Texas, 200 [8] KALGHATGI, G.T., Fuel Anti-Knock Quality- Part II. Vehicle Studies - How Relevant is Motor Octane Number (MON) in Modern Engines? SAE 2001-01-3585, San Antonio, Texas, 200 [9] CT DIPROD 10/91 – Procedimento de Teste de Campo de Detonação Audível em Veículos Equipados com Motores do Ciclo Otto.
Como citar:

Machado, Guilherme Bastos; Villela, Antonio Carlos Scardini; Bontorin, Ana Carolina Bueno; Silva, Katia Moniz da; Botero, Sergio William; "INFLUÊNCIA DE PROPRIEDADES DA GASOLINA EM PARÂMETROS DE DESEMPENHO DE MOTORES E VEÍCULOS", p. 328-347 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/simea2018-PAP53

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações