Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

GUAMÁ BILINGÜE: UNA VISIÓN DE LOS PARTICIPANTES SOBRE GÉNERO Y SEXUALIDAD

BRITO, Douglas Lima de;

Artigo Completo:

Pretende-se mostrar como alunos adolescentes de duas escolas públicas da periferia de Belém convivem e pensam sobre gênero e sexualidade. O projeto de pesquisa, ensino e extensão Guamá Bilingüe, devidamente registrado no CNPq, recebe 30 alunos com idades entre 15-18 anos de duas escolas públicas do bairro Guamá, onde está localizada a Universidade Federal do Pará (UFPA) e onde são ministradas as aulas. O projeto busca desenvolver a cidadania através do ensino/aprendizagem do espanhol como língua estrangeira. Em consonância com Moita Lopes (2012) que afirma que só nos interessamos quando algo é importante para nós, assim é sugestivo que o professor saiba a opinião de seus estudantes sobre a identidade de gênero e a sexualidade. Ademais, como visa o mesmo autor, em uma aula de língua estrangeira pode-se abordar qualquer tema, desta forma, propõe uma discussão de identidade de gênero e sexualidade nas aulas. A pesquisa ocorre quando se apresenta ao fim do curso aos alunos do projeto um questionário com perguntas fechadas e abertas sobre suas identidades de gênero e sexualidade, suas opiniões, de suas escolas de ensino regular e etc. Assim, pode-se fazer um paralelo com o resultado de um questionário com perguntas similares do ano 2014. Dessa maneira, se atesta como ocorreu em 2014, que as escolas seguem sem discutir esses temas ainda que os alunos os discutam entre eles.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Guamá Bilingüe; Gênero e sexualidade; Língua espanhola,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-021

Referências bibliográficas
  • [1] AZEVEDO, Aline da Silva. A sala de aula de língua inglesa como fórum de discussão sobre as identidades de raça: Compartilhando uma experiência intervencionista. In: FERREIRA, Aparecida de Jesus (Org.). Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: praticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores/as. São Paulo. Ed. Pontes, 2012.
  • [2] BRITO, Douglas Lima de. Lo Social en las Clases de Guamá Bilingüe. VIII Encontro Internacional de Letras. Foz do Iguaçu, 2014.
  • [3] FERREIRA, Aparecida de Jesus. Identidades sociais de raça/etnia na sala de aula de língua inglesa. In: FERREIRA, Aparecida de Jesus (Org.). Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: praticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores/as. São Paulo. Ed. Pontes, 2012.
  • [4] FILHO, Alípio de Souza. Teorias sobre a Gênese da Homossexualidade: ideologia, preconceito e fraude. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade Sexual na Educação: problematização sobre a homofobia nas escolas. Brasília: Mec. e UNESCO, 2009.
  • [5] FREITAS, Marco Túlio de Urzêda; PESSOA, Rosane Rocha. Gênero, sexualidade e ensino crítico de línguas estrangeiras: intersecções com a formação de professores/as. In: FERREIRA, Aparecida de Jesus (Org.). Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: praticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores/as. São Paulo. Ed. Pontes, 2012.
  • [6] GIESEL, Cláudia Cristina Mendes. Uma abordagem sociointeracionista humanizadora para o ensino de línguas estrangeiras: Gênero na sala de aula. In: FERREIRA, Aparecida de Jesus (Org.). Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: praticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores/as. São Paulo. Ed. Pontes, 2012.
  • [7] GÜNTHER, Hartmut. Como Elaborar um Questionário. Universidade de Brasília, 2003.
  • [8] JUNQUEIRA, Rogério Diniz. Educação e Homofobia: o reconhecimento da diversidade sexual para além do multiculturalismo liberal. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade Sexual na Educação: problematização sobre a homofobia nas escolas. Brasília: Mec. e UNESCO, 2009.
  • [9] _______. Homofobia na escola: um problema de todos. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade Sexual na Educação: problematização sobre a homofobia nas escolas. Brasília. Mec. e UNESCO, 200
  • [10] LEFFA, Vilson. Ensino de línguas: passado, presente e futuro. Revistas de estudos da linguagem: Belo Horizonte, 2012. v. 20, n. 2.
  • [11] LOURO, Guacira Lopes. Heteronormatividade e homofobia. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia na escola. Brasília. MEC e UNESCO, 2009.
  • [12] ________. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. 10.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.
  • [13] MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Linguagem e escola na construção de quem somos. In: FERREIRA, Aparecida de Jesus (Org.). Identidades sociais de raça, etnia, gênero e sexualidade: praticas pedagógicas em sala de aula de línguas e formação de professores/as. São Paulo. Ed. Pontes, 2012.
  • [14] PRADO, Marcos Aurélio Máximo; MACHADO, Frederico Viana. Preconceito contra homossexuais: A hierarquia da invisibilidade. 2º ed. São Paulo: Cortez, 2012.
  • [15] RIOS, Roger Raupp. Homofobia na perspectiva dos Direitos Humanos e no contexto dos estudos sobre preconceito e discriminação. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia na escola. Brasília. MEC e UNESCO, 2009.
  • [16] SEFFNER, Fernando. Equívocos e armadilhas na articulação entre diversidade sexual e politicas de inclusão escolar. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.) Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia na escola. Brasília. MEC e UNESCO, 2009.
Como citar:

BRITO, Douglas Lima de; "GUAMÁ BILINGÜE: UNA VISIÓN DE LOS PARTICIPANTES SOBRE GÉNERO Y SEXUALIDAD", p. 254-265 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-021

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações