Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Fichas de observação: síntese gráfica enquanto instrumento didático

Observation sheets: graphic synthesis as a teaching tool

Loureiro Júnior, Eduardo Américo Pedrosa; Silva, Anna Lúcia dos Santos Vieira e; Calvet, Lya Brasil; Viana, Adson Pinheiro Queiroz;

Artigo completo:

A escola moderna foi pensada em torno da homogeneidade dos estudantes (Alves, 2017). Este modelo buscou nivelar todos os alunos de cada sala e fazer com que se concentrassem na transmissão de conteúdo pretendida pelo professor. No entanto, este ideário se confrontou com alunos desnivelados e desatentos, situação que se agravou com a progressiva universalização da escolarização. Apresenta-se então uma dúvida: os estudantes estão realmente aprendendo aquilo de que necessitam para viver socialmente como pessoas, profissionais e cidadãos? (Gadotti, 2000; Hattie, 2012) Visando garantir o aprendizado necessário em suas disciplinas, dois professores universitários elaboraram um instrumento para ser usado em suas aulas: a Ficha de Observação, que consiste em um documento de página única com informações fundamentais sobre o conteúdo da disciplina em questão e com espaços vazios que devem ser preenchidos pelos estudantes ao final de cada aula. Por meio desse instrumento, esperava-se que os estudantes refletissem sobre os conteúdos essenciais, construindo um conhecimento crítico e duradouro a respeito deles. A partir da síntese objetiva e de outros recursos do design de informação, como indicadores de cor e conexões entre os saberes, a estrutura da Ficha passou a refletir seu próprio conteúdo a fim de auxiliar sua compreensão pelos estudantes. Dos relatos feitos pelos estudantes ao final das disciplinas, pudemos concluir que a Ficha de Observação atingiu parcialmente seus objetivos, mas que é preciso reformular sua estrutura e disposição de informações para garantir mais facilidade de preenchimento e também um aprendizado mais efetivo dos conteúdos.

Artigo completo:

The modern school had in mind the homogeneity of the students (Alves, 2017). This model sought to level all students in each classroom and to make them focus on the content transmission intended by the teacher. However, this idea was confronted by students who were uneven and inattentive, a situation that was aggravated by the progressive universalization of schooling. A question arises: are students really learning what they need to live properly as humans, professionals, and citizens? (Gadotti, 2000; Hattie, 2012) In order to guarantee the necessary learning in their disciplines, two university professors have elaborated an instrument to be used in their classes: the Observation Sheet, which consists of a single-page document with fundamental information about the content of the discipline in question and with empty spaces that must be filled by the students at the end of each class. Through this instrument, students were expected to reflect on essential contents, building critical and lasting knowledge about them. From the objective synthesis and other resources of information design, such as indicators of colors and connections between pieces of knowledge, the structure of the Sheet began to reflect its own content in order to help students understand it. From the reports made by the students at the end of the semester, we could conclude that the Observation Sheet partially fulfilled its objectives, but that it is necessary to reformulate its structure and its information provision to guarantee easier filling and more effective learning of the contents.

Palavras-chave: didática, metadisciplina, design de informação,

Palavras-chave: didactics, metadiscipline, information design,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-2.0111

Referências bibliográficas
  • [1] Alves, G. L. (2017). O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas: Autores Associados.
  • [2] Gadotti, M. (2000). Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas.
  • [3] Hattie, J. (2012). Visible learning for teachers: Maximizing impact on learning. Abingdon-on-Thames: Routledge.
  • [4] Houssaye, J. (1988). O triângulo pedagógico ou como entender a situação pedagógica. Rouen: Universidade de Rouen.
  • [5] INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). (2018). Sinopses estatísticas da Educação Superior: 1995 a 2017. Brasília: INEP. Disponível em: . Acesso em: 01 jul. 2019.
  • [6] Quattrer, M., & Gouveia, A. P. S. (2013). Cor e Infográfico: O Design da Informação no livro didático. InfoDesign - Revista Brasileira de Design da Informação, 10(3), pp. 323-341.
  • [7] Silva, A. L. D. S. V. et. al. (2019). Metadisciplina na inter-relação entre o design e a educação. Em ANDRADE, D. F. (Ed.). Educação no século XXI: Artes & Design (pp. 175-187). Belo Horizonte: Poisson.
Como citar:

Loureiro Júnior, Eduardo Américo Pedrosa; Silva, Anna Lúcia dos Santos Vieira e; Calvet, Lya Brasil; Viana, Adson Pinheiro Queiroz; "Fichas de observação: síntese gráfica enquanto instrumento didático", p. 704-713 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-2.0111

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações