Resumo - Open Access.

Idioma principal

Festa no céu, conflito na terra: um estudo das práticas de turmas de “baloeiros” na cidade de São Paulo.

SANTOS, Erika Paula dos;

Resumo:

Em material produzido por baloeiros, há uma tentativa de se contrapor à legislação que proíbe a prática desses indivíduos e demonstrar a sua importância histórica. Desse modo, o material denominado “Cartilha do balão”, conta que em torno do século XII os balões eram soltos na China como símbolo de reverência aos mortos ou para homenagear os imperadores. Posteriormente foi introduzido na Itália pela família do famoso mercador Marco Polo, que em uma viagem à China havia conhecido o balão e a partir daí, aos poucos, foi se inserindo nos países europeus.1 No Brasil, essa prática, trazida pelos colonizadores portugueses, foi incorporada ao cotidiano no século XVI e se firmou na tradição das festas juninas.

Resumo:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp2015-0004

Referências bibliográficas
  • [1] ARANTES, Antonio Augusto. O que é cultura popular. São Paulo: Brasiliense, 1990.
  • [2] BECKER, Howard. Outsiders: estudos de sociologia do desvio. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.
  • [3] CAMPOS, Judas Tadeu. Festas juninas nas escolas: Lições de preconceitos. Campinas: Educ. Soc.,vol. 28, n. 99, p. 589-606, maio/ago. 2007. Disponível em
  • [4] CARNEIRO, Sandra Maria Corrêa de Sá. Balão no céu, alegria na terra: estudo sobre as representação social dos baloeiros. Rio de Janeiro: FUNART- Instituto Nacional do Folclore, 1986.
  • [5] PINTO, Humberto. “Cartilha do Balão: Balão a arte do Povo”. Disponível em http://www.planetabalao.com/cartilha/cartilha.htm. Acesso em 15 de maio de 2012.
  • [6] SAHLINS, Marshal. O "pessimismo sentimental" e a experiência etnográfica: por que a cultura não é um "objeto" em via de extinção. Mana 3/1 e 3/2, 1997.
Como citar:

SANTOS, Erika Paula dos; "Festa no céu, conflito na terra: um estudo das práticas de turmas de “baloeiros” na cidade de São Paulo.", p. 30-35 . In: Anais do VIII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - Educação com o Recorte de Combate às Opressões [=Blucher Social Science Proceedings, v.2, n.1].. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp2015-0004

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações