Pôster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ESTUDO RETROSPECTIVO: INCIDÊNCIA E COMPLICAÇÕES RELACIONADAS À MENINGITE ASSÉPTICA EM PEDIATRIA

ESTUDO RETROSPECTIVO: INCIDÊNCIA E COMPLICAÇÕES RELACIONADAS À MENINGITE ASSÉPTICA EM PEDIATRIA

Anjula, Fernanda David ; Carraro, Danila de S. ; Takeuchi, Carlos A.; , ;

Pôster:

Justificativa

As meningites virais são amaior causa de meningite asséptica, sendo por vezes termos utilizados comosinônimos. De acordo com dados da Secretaria da Saúde do Estado de São Pauloocorrem cerca de 11500 casos ao ano de meningites virais no Brasil, sendo quena maioria dos casos não há identificação do vírus envolvido. O exame de punçãoliquórica é necessário para o diagnóstico etiológico, porém pode levar acomplicações.

Objetivo(s)

Avaliar a incidência demeningites virais, suas características (baseadas no exame liquórico) e aincidência de complicações decorrentes dessa doença e do procedimento de punçãoliquórica, na faixa etária pediátrica.

Método(s)

Análise retrospectiva deprontuários médicos em sistema eletrônico institucional e de site de consultados resultados do líquor atrelado ao Hospital, selecionando crianças atendidasno pronto socorro do Hospital Infantil Sabará entre 20 de Março a 24 de Junhode 2020, com suspeita de meningite ou cefaleia sem causa, cuja faixa etáriapertence entre 0 dias a 17 anos 11 meses e 29 dias. CAAE: 29402620.5.0000.5567

Resultado(s)

A partir das análisesnota-se incidência de 71% de meningites virais, sendo o restante 14%bacterianas, 11% indeterminados e 2% que não se aplicam, sendo a idade média 2anos e 6 meses. Houveram acidentes de punção em 59,5% dos casos e 16%complicaram em decorrencia da doença.

Conclusão(ões)

Conclui-se que houve maiorincidência de meningites virais em comparação com outras causas diante da faixaetária estudada, havendo altos índices de acidentes de punção para odiagnóstico.

Pôster:

Justificativa

As meningites virais são amaior causa de meningite asséptica, sendo por vezes termos utilizados comosinônimos. De acordo com dados da Secretaria da Saúde do Estado de São Pauloocorrem cerca de 11500 casos ao ano de meningites virais no Brasil, sendo quena maioria dos casos não há identificação do vírus envolvido. O exame de punçãoliquórica é necessário para o diagnóstico etiológico, porém pode levar acomplicações.

Objetivo(s)

Avaliar a incidência demeningites virais, suas características (baseadas no exame liquórico) e aincidência de complicações decorrentes dessa doença e do procedimento de punçãoliquórica, na faixa etária pediátrica.

Método(s)

Análise retrospectiva deprontuários médicos em sistema eletrônico institucional e de site de consultados resultados do líquor atrelado ao Hospital, selecionando crianças atendidasno pronto socorro do Hospital Infantil Sabará entre 20 de Março a 24 de Junhode 2020, com suspeita de meningite ou cefaleia sem causa, cuja faixa etáriapertence entre 0 dias a 17 anos 11 meses e 29 dias. CAAE: 29402620.5.0000.5567

Resultado(s)

A partir das análisesnota-se incidência de 71% de meningites virais, sendo o restante 14%bacterianas, 11% indeterminados e 2% que não se aplicam, sendo a idade média 2anos e 6 meses. Houveram acidentes de punção em 59,5% dos casos e 16%complicaram em decorrencia da doença.

Conclusão(ões)

Conclui-se que houve maiorincidência de meningites virais em comparação com outras causas diante da faixaetária estudada, havendo altos índices de acidentes de punção para odiagnóstico.

Palavras-chave: -,

Palavras-chave: -,

DOI: 10.5151/sabara2020-55

Referências bibliográficas
  • [1] -
Como citar:

Anjula, Fernanda David ; Carraro, Danila de S. ; Takeuchi, Carlos A.; , ; "ESTUDO RETROSPECTIVO: INCIDÊNCIA E COMPLICAÇÕES RELACIONADAS À MENINGITE ASSÉPTICA EM PEDIATRIA ", p. 55 . In: Anais do 5º Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/sabara2020-55

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações