Artigo - Open Access.

Idioma principal

ESTIMATIVA DE ÁREA DE MANANCIAL CONSERVADA PARA SUPRIR A DEMANDA HÍDRICA DO ABASTECIMENTO PÚBLICO URBANO NO ESTADO DO PARANÁ

SCARPIM, Luiza; MALLASSA, Camila; ANDREOLI, Cleverson Vitório;

Artigo:

A crescente degradação de ambientes naturais torna urgente a busca por modelos de Gestão de Recursos Hídricos que garantam a qualidade e a quantidade da água de distribuição para abastecimento público. Este estudo estima a quantidade necessária de área manancial conservada no estado do Paraná para garantir o abastecimento de água demandado pela população e também estima a área conservada por habitante, baseando-se em dados demográficos, de consumo e nas atuais normas vigentes. A área verde conservada por habitante do estado do Paraná foi calculada em 760 m²/hab, sendo a área total de manancial estimada em 4228 km². O diagnóstico territorial apresentado oferece suporte a análise da situação hídrica do Estado do Paraná delimitando, em seis intervalos de classe definidos, as áreas calculadas de manancial per capita que deveriam se manter conservadas para atender a demanda de cada município, considerando ainda a disponibilidade hídrica da bacia hidrográfica que cada manancial de abastecimento encontra-se inserido.

Artigo:

Palavras-chave: Recursos Hídricos, Área manancial, bacias hidrográficas, demanda hídrica,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-rh-017-5014

Referências bibliográficas
  • [1] ACCYOLI, P. Mapeamento dos remanescentes vegetais arbóreos do Estado do Paraná e elaboração de um sistema de informações geográficas para fins de análise ambiental do Estado. 2013. 127 fls. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.
  • [2] BRASIL. Agência Nacional das Águas. Atlas Abastecimento Urbano de Água. Disponível em: Acesso em: 01/05/2016.
  • [3] IBGE, Censo demográfico 2010. Disponível em: . Acesso em: 20/04/2016.
  • [4] JACOBS, G. A.; RIZZI, N. E. O uso dos mananciais da RMC de Curitiba: A ocupação do espaço físico da Bacia do altíssimo Iguaçu. In: ANDREOLI, C. (Ed). Mananciais de Abastecimento: Planejamento e Gestão. Curitiba: Sanepar Finep, 2003.
  • [5] LEAL, M.S.; LA ROVERE, E.L. (1997). Implantação e Operacionalização do Modelo de Gestão de Recursos Hídricos. Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, 12, Vitória -ES, 1997. Anais. Porto Alegre, ABRH. Cd-rom.
  • [6] MAACK, R. Geografia Física do Estado do Paraná. 2ª. ed. Curitiba: Olympio . 1981. 450 p.
  • [7] PORTO, Mônica F. do Amaral; PORTO, Rubem La Laina. Gestão de bacias hidrográficas. Estudos Avançados, v. 22, p. 43-60, 2008. Disponível em: . Acesso em: 03/04/2016.
  • [8] SUDERHSA. Manual técnico de outorgas. Curitiba, 2006. Disponível em: . Acesso em: 04/05/2016.
  • [9] SUDERHSA. Atlas de Recursos Hídricos do Estado do Paraná. Curitiba: SEMA.1998.
  • [10] TUCCI, C.E. Urban Waters. Estudos Avançados, São Paulo, v.22, n. 63, p. 97-112, 2008.
Como citar:

SCARPIM, Luiza; MALLASSA, Camila; ANDREOLI, Cleverson Vitório; "ESTIMATIVA DE ÁREA DE MANANCIAL CONSERVADA PARA SUPRIR A DEMANDA HÍDRICA DO ABASTECIMENTO PÚBLICO URBANO NO ESTADO DO PARANÁ", p. 401-407 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-rh-017-5014

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações