Artigo - Open Access.

Idioma principal

Estabilidade a oxidação do Diesel B provocado pelo biodiesel

B Diesel stability for oxidation promoted by biodiesel

AMARAL, Sergio Roberto; SILVA, Frederico Braz; BERTOLINI, Paulo; BAREIRA, Marco Aurelio; MARCONDES, Marcos; ABUTARA, Eduardo; CARNIZELO, Francisco;

Artigo:

Atualmente o mercado de caminhões e ônibus que utilizam como fonte de combustível o diesel B, que possui a adição de biodiesel em porcentagem de mistura regulamentada/definida pela ANP, não apresenta perda de performance no motor e ou nos componentes do sistema de combustível dos veículos durante o uso continuo deste ou por necessidade de curtos intervalos de tempo que os veículos permaneçam parados. Entretanto, dentro dos pátios de venda da montadora, existem condições específicas que promovem a permanência dos veículos por prolongados períodos. Essa permanência representa basicamente o prazo de aprovação de financiamentos e de perda de janelas de exportação. Essas duas configurações impactam basicamente nos caminhões que podem chegar a ficar, em alguns casos, entre seis e doze meses parados nos pátios de venda da montadora. No caso dos ônibus as ocorrências se agravam pela parte de aprovação de financiamento e também pelo tempo de encarroçamento, que podem em alguns casos sofrer o mesmo tempo dos caminhões. Não obstante a isso, temos casos de veículos que ficaram um período menor nos pátios da montadora, cerca de três a quatro meses, e posteriormente repetindo esse intervalo nos pátios das concessionárias. Desta forma o custo se torna ainda maior, pois os valores são os definidos como trocas em garantia. Assim sendo, a mudança de Euro III para Euro V, onde foi reduzido o teor de enxofre visando atender as normas reguladoras de emissões, promoveu uma nova condição que anteriormente não existia. Verificamos que os veículos parados por esse longo período, deixavam de funcionar e ao abrir o sistema de combustível, encontramos uma borra de coloração escura que obstruía todo o sistema de injeção. Além disso, também foi encontrado o mesmo aspecto nos pré-filtro e filtro principal. Foi necessário criar sistema de inspeção, onde a cada três meses os veículos eram ligados por quinze minutos e a cada seis meses são substituídos o diesel e o pré-filtro e novamente deixando os mesmos ligados por mais quinze minutos, de forma a evitar atraso de entrega, possibilidade de multas contratuais e reiniciando o ciclo de inspeção. O impacto de custo referente a essa ação tornou-se inevitável. Essa configuração resultou em um aumento do custo operacional da empresa.

Artigo:

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/engpro-simea2016-PAP108

Referências bibliográficas
  • [1] BRUNETTI, F.; Motores de Combustão Interna, Volume 1, São Paulo, editora Blucher, 2012.
  • [2] BIODIESEL. GOV. Legislação e Normas sobre Biodiesel. 2005. Disponível em: http://Bolsista de Valor: Revista de divulgação do Projeto Universidade Petrobras e IF Fluminense v. 2, n. 1, p. 49-53, 2012, www.biodiesel.gov.br/legislacao.html: acesso em maio de 2013
  • [3] BIODIESEL. Wikipedia. Disponível em: .
  • [4] BUENO, A. V.; Análise da operação de motores diesel com misturas parciais de biodiesel. Campinas: UNICAMP, 2006.
  • [5] McCORMICK, R .L.; WESTBROOK, S. R.; Storage stability of biodiesel and biodiesel blends, Energy Fuels, 24 (2010), pp. 690–698
  • [6] YAMANE, K; KAWASAKI, K.; SONE, K.; HARA, T; PRAKOSO, T.; Oxidation stability of biodiesel and its effect on diesel combustion and emission characteristics, Int J Engine Res, 8 (2007), pp. 307–319
  • [7] JAIN, S.; SHARMA, M.P.; Stability of biodiesel and its blends: a review, Renew Sustainability Energy Rev, 14 (2010), pp. 667–678
  • [8] BONDIOLI, P.; GASPAROLI, A.; LANZANI, A.; FFEDELI, E.; VERONESE, S.; SALA, M.; Storage stability of biodiesel, J Am Oil Chem Soc, 72 (1995), pp. 699–702
  • [9] Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Resolução ANP 50 de 23/12/2013
  • [10] Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Resolução ANP 69 de 23/12/2014
  • [11] Instituto Nacional de Meteorologia – Dados Climatológicos de Resende – RJ, disponível em http://www.inmet.gov.br/portal/: acesso em março de 2012
Como citar:

AMARAL, Sergio Roberto; SILVA, Frederico Braz; BERTOLINI, Paulo; BAREIRA, Marco Aurelio; MARCONDES, Marcos; ABUTARA, Eduardo; CARNIZELO, Francisco; "Estabilidade a oxidação do Diesel B provocado pelo biodiesel", p. 820-830 . In: Anais do XXIV Simpósio Internacional de Engenharia Automotica - SIMEA 2016 [=Blucher Engineering Proceedings].. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-simea2016-PAP108

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações